Tite vê vaga na Libertadores distante e evita fazer projeções

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Técnico do Corinthians lamentou o empate no clássico diante do Santos e praticamente jogou a toalha na tentativa por vaga na Libertadores de 2014

Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Tite, técnico do Corinthians

O Corinthians dificilmente disputará a Copa Libertadores da América em 2014. A equipe ficou ainda mais distante do grupo dos quatro primeiros colocados do Campeonato Brasileiro, que garantem vaga no torneio continental, depois de empatar por 1 a 1 com o Santos no clássico de domingo.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"Era essencial vencer para a gente criar uma expectativa melhor ao final da rodada. Agora, ficou mais difícil ainda. A gente sabia que existia a necessidade de vitória", lamentou o técnico Tite.

Confira a classificação, notícias, tabela de jogos e artilharia do Brasileirão

O Corinthians ocupa a 12ª posição do Campeonato Brasileiro, somando 41 pontos, enquanto o quarto colocado Atlético-PR totaliza 52. Restam sete rodadas para o término da competição, e Tite já não quer mais fazer projeções para longo prazo."Não adianta. Temos que pensar jogo a jogo. Um resultado pode ou não abrir perspectiva para a gente, então não dá para pensar lá na frente. É claro que está mais difícil agora, mas ainda veremos como ficará", comentou.

Leia mais: Emerson Sheik usa títulos para contestar cobranças ao Corinthians

De qualquer forma, Tite não apenas lamentou a igualdade com o Santos - a 14ª computada no Brasileiro pelo Corinthians, o time que mais empatou. O fato de ter entrado em crise depois da eliminação da Copa do Brasil, com derrota nos pênaltis para o Grêmio, havia deixado o técnico pessimista.

E ainda: Douglas lamenta Corinthians com "a bunda lá atrás" após o gol no clássico

"Mesmo com o emocional muito afetado pela desclassificação, o time conseguiu dar uma resposta além daquela que eu imaginava. Afinal, estávamos com o lado psicológico aflorado, enquanto o Santos foi descansado para o clássico. Mas dominamos dois terços do jogo. Só tivemos impaciência para fazer os gols", concluiu Tite.


Leia tudo sobre: corinthianstitelibertadoresbrasileirao

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas