Com o time na zona de rebaixamento, Dorival divide opiniões no Vasco

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Presidente Roberto Dinamite não quis se pronunciar sobre a situação do técnico após derrota para a Ponte Preta

Divulgação
Dorival Júnior brinca com a bola durante treino do Vasco

Após a derrota contra a Ponte Preta, por 2 a 1, domingo, em Campinas, a diretoria do Vasco está em dúvida sobre o destino do técnico Dorival Júnior. O clube está dividido sobre que decisão tomar.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

Roberto Dinamite, presidente do Vasco, está em Brasília para assinar um contrato com a Caixa Econômica Federal. Ele não quis se pronunciar sobre a manutenção ou não de Dorival Júnior no cargo.

Caso seja demitido, Dorival terá direito a receber dois salários (de R$ 450 mil). Ainda existe uma dívida de 2009, quando aconteceu sua primeira passagem pelo clube de São Januário, que é de R$ 750 mil.

Existe no clube uma divisão sobre a demissão do técnico. Muitos pensam que há pouco tempo hábil para encontrar outra opção para salvar o clube do rebaixamento. O Vasco tem sete jogos pela frente, e ocupa a 18ª posição do Brasileirão, com 33 pontos.

Leia tudo sobre: vascoroberto dinamitedorival junior

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas