Clemer critica arbitragem após derrota para o São Paulo: “Teve má vontade”

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Técnico do Internacional criticou o árbitro Péricles Bassols por não ter dado pênalti em Jorge Henrique , mas lamentou a atuação de sua equipe na derrota para o São Paulo

Divulgação/TXT
Clemer, técnico do Internacional

Erros de arbitragem e equívocos pontuais de sua equipe foram os dois fatores que causaram a derrota do Internacional para o São Paulo, na visão do técnico Clemer. O treinador colorado admite que sua equipe cometeu pecados, mesmo jogando melhor, mas não poupou a atuação de Péricles Bassols Cortez, especialmente no lance em que o juiz marcou falta fora de área quando Jorge Henrique havia sofrido contato dentro dela, o que seria pênalti a favor do time gaúcho.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"Ele teve má vontade de dar o pênalti para nós. O Jorge Henrique estava quase um metro dentro da área e ele não deu. Ele devia ter a mesma convicção de dar o pênalti para o São Paulo em relação à gente, pois o nosso lance foi muito mais dentro da área", reclamou Clemer. Cortez marcou dois pênaltis a favor do São Paulo, lances considerados corretos na visão de Clemer, mas ainda validou um gol em impedimento do atacante Aloísio.

Confira classificação, notícias, tabela de jogos e artilharia do Brasileirão

Clemer viu uma boa atuação do Inter, mas lamenta que a equipe tenha errado tanto. "Nós tivemos erros pontuais, principalmente os dois pênaltis que cometemos. Mas não vamos colocar a culpa em cima disso e da arbitragem. Antes do primeiro gol do São Paulo nós criamos chances", ponderou.

Criticado por retirado Alex quando este vivia um bom momento na partida, Clemer explicou que a troca veio após um trato com o próprio jogador: "foi uma combinação que eu fiz com ele, por não estar 100% fisicamente. Ele ia jogar 45 minutos. Quando saiu, estávamos perdendo o meio de campo". Após o jogo, porém, Alex afirmou que tinha condições de seguir jogando: "foi opção do treinador. Eu estou bem fisicamente, e poderia ter continuado. Mas opção dele a gente respeita", disse o meia.

Praticamente sem chances de G4, o Internacional encerrou a rodada em 11º, com 42 pontos. O foco nas últimas sete rodadas será planejar o ano de 2014, vendo quem fica e quem sai, e qual será o novo treinador. O nome de Abel Braga é o mais cogitado para assumir o time no ano que vem.

Leia tudo sobre: Internacionalclemerbrasileirao

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas