Avaí perde lateral-esquerdo para o restante da Série B do Brasileiro

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Héracles, de 21 anos, foi atingido pelo volante Graxa, do Bragantino, no jogo da última sexta-feira, e terá de passar por cirurgia

Mesmo após a vitória sobre o Bragantino, por 3 a 0, válida pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, o clima no vestiário do Avaí não estava nada festivo. O motivo da tristeza foi a lesão no joelho esquerdo do lateral-esquerdo Héracles, de 21 anos, após ser vítima de uma falta violenta do volante Graxa, da equipe paulista. O defensor avaiano terá de ser operado e só retornará aos gramados em 2014, motivo que fez o jovem, emocionado e acompanhado de muletas, se despedir do elenco catarinense na tarde de domingo.

Deixe o seu tempo e comente com os outros leitores

Em entrevista à Rádio Guararema, Héracles afirmou que se tratará no Atlético-PR, clube que o emprestou para o clube de Florianópolis: "Acharam melhor eu voltar para lá para me tratar. Eles vão dar o suporte todo. Só tenho a agradecer o Atlético-PR, que está dando essa força, mas também o Avaí, que se disponibilizou de maneira atenciosa para que minha recuperação aconteça o mais breve possível", comentou.

Confira a tabela de classificação da Série B do Campeonato Brasileiro

Visivelmente emocionado, o defensor fez questão de descrever a sensação da despedida: "Foi difícil, com muito choro, é complicado até de falar. Tenho que me segurar. Agora é entregar a Deus e ver o que vai acontecer no futuro. Vou estar torcendo e com certeza vou comemorar junto com meus companheiros. Só tenho a agradecer, primeiramente a Deus, que me deu essa oportunidade de jogar num clube tão grande como o Avaí. Agora, como conclusão dessa história, espero que o acesso venha para nós", completou.

Porém, mesmo após o lance violento, Héracles afirmou não guardar mágoas de seu companheiro de profissão: "Falei para a minha esposa: ‘Amor, não consigo ter raiva dele’. Sei que é um lance que poderia ter sido evitado, mas não consigo ter raiva. O Júlio (Rondinelli, gerente de futebol do Avaí) falou que talvez ele me ligue. Se ele entrar em contato, estarei pronto, de ouvido aberto, para conversar com ele", declarou.

Ao saber que Graxa também tem 20 anos, o lateral-esquerdo fez questão de comentar: "Quero que ele leve para a carreira dele isso. Espero que ele não machuque mais ninguém. Esse fato tem que servir para ele refletir e colocar em prática tudo o que ele está aprendendo agora", concluiu.

Leia tudo sobre: AvaíHéraclesGraxaSérie B

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas