Chicão critica mando de jogo no Castelão e diz que desgaste foi muito maior

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

O defensor fez questão de criticar a diretoria da Portuguesa, que resolveu mandar o jogo no Nordeste para tentar aumentar público e renda

Um dos destaques do Flamengo no empate sem gols com a Portuguesa, na tarde deste domingo, o zagueiro Chicão admitiu que o time esperava uma vitória no Castelão, em Fortaleza, mas afirmou que a igualdade não será encarada como um mau resultado no Campeonato Brasileiro.

Enquanto deixava o campo do estádio, o ex-corintiano disse: “É claro que a gente não tá feliz pelo empate, mas também não é um mau resultado; Sabíamos que não poderíamos perder, porque é um adversário que está bem atrás da gente”.

Em jogo morno, Flamengo e Portuguesa não saem do zero no Castelão

Mas o defensor fez questão de criticar a diretoria da Lusa, que resolveu mandar o jogo no Nordeste para tentar aumentar público e renda – é bem provável que a cúpula rubro-verde tenha conseguido, já que a torcida flamenguista compareceu em bom número.

“A gente vem falando durante o ano inteiro: o calendário brasileiro vem machucando vários jogadores. Estamos em uma semifinal de Copa do Brasil. O jogo poderia ser em São Paulo, muito mais próximo do Rio de Janeiro. Nada contra o Ceará, Fortaleza... Mas é um desgaste muito maior”, explicou.

Na zona intermediária da tabela de classificação, o Fla, que ainda não se livrou totalmente do risco de rebaixamento, voltará a campo no meio desta semana para visitar o Goiás, pela ida das semifinais da Copa do Brasil. Domingo que vem, o adversário será o Fluminense, no Maracanã, pela Série A.

Leia tudo sobre: flamengochic~ãoigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas