Argel culpa "apito amigo" por derrota do Criciúma para o Cruzeiro

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Treinador do time catarinense foi expulso de campo após aplaudir ironicamente o árbitro da partida, que terminou 5 a 3 para a equipe mineira

Aos 42 minutos, pouco depois de o Cruzeiro ter marcado seu quinto gol e sacramentado a vitória por 5 a 3 sobre o Criciúma, o técnico Argel Fucks foi expulso de campo por reclamar da arbitragem. Na entrevista coletiva concedida após a partida deste sábado, o treinador ironizou sua exclusão do jogo.

Confira a classificação completa do Brasileirão 2013

"A única coisa que eu fiz para o juiz foi aplaudi-lo. Qualquer outra coisa que ele coloque na súmula, será invenção. Não falei um palavrão, até porque sou um cara educado. Me controlei para não falar um palavrão, mas a única coisa que eu poderia faze nesse jogo era bater palma para a arbitragem", declarou.

Para Argel, a expulsão de Suéliton, aos três minutos do segundo tempo, quando o Criciúma vencia o jogo por 3 a 2, foi decisiva."O Cruzeiro tem qualidade, não precisa do 'apito amigo' de ninguém. Eu não tenho dúvida de que, se ficássemos com 11, ganharíamos o jogo, porque estávamos muito bem na partida".

Além de reclamar do pênalti marcado para o Cruzeiro, o treinador disse que a arbitragem errou ao não expulsar Dedé, que, segundo ele, deveria ter recebido o segundo cartão amarelo após parar um contra-ataque do Criciúma.Argel exaltou a atuação de seus comandados na partida contra o líder do Campeonato Brasileiro antes de sugerir a profissionalização da arbitragem e reclamar da atuação dos juízes em partidas do Tigre.

"O Lins teve um gol anulado no primeiro tempo contra o Corinthians, em que ele não estava na mesma linha, mas estava atrás. No Brasil, o pequeno sempre é prejudicado, e isso tem que mudar", declarou.

Leia tudo sobre: criciumabrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas