Tite esboça Renato Augusto, Pato e Ibson como titulares contra Santos

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Em campo reduzido, treinador armou Corinthians em treino com Walter; Guilherme Andrade, Felipe, Gil e Igor; Ralf, Ibson e Renato Augusto; Danilo, Emerson e Alexandre Pato

Tite começou a armar no treino desta sexta-feira o time do Corinthians que enfrentará o Santos no domingo, em Araraquara. Em uma atividade técnico-tática, o comandante indicou a formação que entrará em campo na Fonte Luminosa, com as presenças de Ibson, Alexandre Pato e Renato Augusto.

Confira a classificação completa do Brasileirão 2013

Gazeta Press
Alexandre Pato, Renato Augusto e Ibson, de colete, treinaram entre os titulares do Corinthians

Em campo reduzido, os titulares foram Walter; Guilherme Andrade, Felipe, Gil e Igor; Ralf, Ibson e Renato Augusto; Danilo, Emerson e Alexandre Pato. Alessandro e Paulo André, que apenas correram por causa do desgaste físico, provavelmente ficarão com os lugares ocupados por Guilherme Andrade e Felipe.

Assim, a equipe terá várias mudanças em relação à escalada no empate por 0 a 0 com o Grêmio, seguido de derrota nos pênaltis e eliminação da Copa do Brasil. Duas das alterações são forçadas, por causa da suspensão de Romarinho e da lesão de Fábio Santos, que voltou a sentir o púbis recém-operado.

Já as saídas de Guilherme e Douglas seria opções técnicas, uma vez que os dois participaram normalmente da atividade entre os reservas. Ibson e Danilo apareceram em seus lugares, e Renato Augusto entrou no lugar de Romarinho, mas atuou mais adiantado, com Pato recuado.

O treinador preferiu não confirmar a escalação. Ainda é possível que ele faça alguma alteração na atividade de sábado, marcada para a Fonte Luminosa.

"Corinthians é maior"

Tite considerou grave a atitude de Alexandre Pato, que errou por muito a tentativa de cavadinha no pênalti que acabou tirando o Corinthians da Copa do Brasil. A visão da diretoria foi a mesma, mas, em conversa do treinador com os dirigentes, chegou-se à conclusão de que seria pior para o clube não ter o atleta em campo neste momento. O camisa 7 está escalado para enfrentar o Santos.

"Ele está convocado e está à disposição. Entendeu a direção... Entenderam o presidente (Mário Gobbi), o vice (de futebol Roberto de Andrade) e o Tite que a instituição Corinthians é maior do que qualquer coisa e do que qualquer momento. Por isso, está à disposição", afirmou o técnico.

O gaúcho procurou não entrar em detalhes sobre a cobrança feita a Pato, mas deixou clara a sua insatisfação e a parcela da eliminação que atribuiu ao atacante. Segundo o treinador - que listou "a qualidade de um e outra circunstância que aconteceu" como os fatores decisivos nos pênaltis contra o Grêmio -, "cada um tem seu grau de responsabilidade em cima de seus atos".

Tite não gostou da versão divulgada de que teria chamado o jogador de "moleque irresponsável" ainda no vestiário da Arena do Grêmio. Antes mesmo de ser questionado sobre o assunto, ele mostrou sua irritação com a publicação de sua suposta bronca no atleta de 24 anos.

"Claro que situações pontuais são dentro do vestiário trabalhadas. São informações do clube e do presidente ou da relação do informante com o cronista... Está bem clara a mensagem. Busque com o informante mais informações do vestiário, ele pode passar mais", reclamou.

Quando a expressão "moleque irresponsável" foi de fato mencionada em uma pergunta, o gaúcho mostrou um incômodo maior. "Não coloque palavra na minha boca. Vá buscar com os informantes que passaram isso para vocês. O vestiário é do Corinthians, é do seu presidente. Cuida desses adjetivos, porque são adjetivos muito pesados. Vou abrir para o lado humano: esses dois adjetivos o técnico não usa. Use outras (palavras). Isso é errado, não acredite."

Leia tudo sobre: Corinthiansigspbrasileirãoalexandre pato

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas