Rival na final em 1990, Flamengo tira sono do Goiás para semi da Copa do Brasil

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Após eliminar o Vasco nas quartas de final, time do centro-oeste terá outro carioca pela frente na próxima fase da competição nacional

O Goiás parece reservar surpresas na Copa do Brasil a cada década. Em 1990, chegou à final e só foi parado pelo Flamengo com uma derrota por 1 a 0 e um empate sem gols. Em 2003, caiu na semifinal para o Cruzeiro, que seria campeão. Agora, dez anos depois, o time volta às semis e terá pela frente mais uma vez a equipe carioca.

Confira a tabela de jogos, artilharia e notícias da Copa do Brasil

"É um dos gigantes do futebol, tem a maior torcida, é tradicional, tem história imensa de conquistas. Vai exigir todo nosso empenho e dedicação. Mas vamos seguindo, surpreendo pessoas que não imaginavam que a gente pudesse fazer boa campanha no Campeonato Brasileiro (5º lugar) e ir tão longe nessa Copa do Brasil com os times que jogaram a Libertadores", exaltou o técnico Enderson Moreira.

Alexandre Loureiro/Inovafoto/Gazeta Press
Hugo comemora o primeiro do Goiás nas quartas de final contra o Vasco

O zagueiro Rodrigo é outro a prever duelo complicado após eliminar o Vasco da Gama em pleno Maracanã na última quinta-feira. O defensor afirmou que estudou os flamenguistas na goleada por 4 a 0 sobre o Botafogo. "Temos que descansar agora, pois vi o jogo e eles jogam para frente como a gente, sem cadenciar. Agora serão dois jogos duros", projetou.

E para desbancar o Flamengo, o Goiás conta com a força do Serra Dourada. O clube havia perdido um mando de campo por confusões geradas pela torcida, mas conquistou efeito suspensivo e encara o time da Gávea na próxima quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), no estádio de Goiânia..

"Tomara que a gente consiga construir vantagem dentro do Serra, como tivemos contra Vasco (2 a 1) e Fluminense (2 a 0). É muito importante poder fazer o primeiro jogo em casa, no estádio em que estamos acostumados, o nosso campo, nosso quintal. O torcedor tem que ir em grande numero, nos ajudar, motivar os atletas e energizar a equipe, que tem dado demonstrações de empenho e dedicação", pediu Enderson.

Já lateral direito Vítor fez um alerta aos torcedores. Assim como o centroavante Walter após a vitória por 3 a 0 sobre o Atlético-PR, o camisa 2 clamou para que a torcida deixe as brigas de lado para não prejudicar o Esmeraldino: "Que venha o Flamengo e que o torcedor compareça ao estádio com festa e não violência. Tem que ser vibrante para empurrar nosso time".

Leia tudo sobre: copa do brasilgoiás

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas