Insatisfeito, Vasco deverá apresentar recurso contra arbitragem

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Diretoria do clube carioca contestou a atuação de Luiz Flávio de Oliveira na partida contra o Goiás, pela Copa do Brasil

A diretoria do Vasco está preparando um documento que será enviado para a Comissão Nacional de Árbitros, com cópia para o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin, protestando contra a atuação do trio de arbitragem capitaneado por Luiz Flávio de Oliveira na vitória por 3 a 2 sobre o Goiás, nesta quinta-feira, no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), pela rodada de volta da Copa do Brasil. Na ida, os vascaínos perderam por 2 a 1 e acabaram eliminados nas quartas de final.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias da Copa do Brasil

O motivo da reclamação foi um gol anotado pelo zagueiro Luan quando a partida ainda estava 2 a 1 para o time carioca. Ele completou o cruzamento de Juninho Pernambucano e marcou o terceiro. O assistente, no entanto, anulou a jogada de forma equivocada, gerando revolta por parte dos jogadores vascaínos.

Após a partida, o presidente Roberto Dinamite e o vice-presidente de futebol, Ercolino de Luca, chegaram a se envolver em um princípio de tumulto nas proximidades do acesso aos vestiários. Os dirigentes alegam que foram barrados na tentativa de chegarem ao vestiário do clube, enquanto que o Grupamento Especial de Policiamento nos Estádios (Gepe) entende que eles estavam tentando se aproximar do vestiário do árbitro.

Dorival reclama de arbitragem, mas lembra de vacilo em gol do Goiás

Certo é que Roberto Dinamite decidiu encaminhar um protesto formal. O dirigente viu em seu vestiário a revolta do técnico Dorival Júnior e de alguns jogadores, que chegaram a se manifestar publicamente.

"Não vou colocar a desculpa no erro da arbitragem, que, como sempre, vem prejudicando o Vasco nos nossos jogos. Se ele tivesse dado o gol legitimo, nos sairíamos com a classificação, mas, infelizmente, eles são uma pedra no nosso caminho. Vamos ver agora qual vai será punição do árbitro, porque ele não pode deixar de ser punido em um jogo que nos tirou a classificação", afirmou o volante Sandro Silva.

Com a Copa do Brasil fora do cenário para o Vasco, o time se prepara agora para o duelo contra a Ponte Preta, neste domingo, às 16 horas (de Brasília), no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os dois times estão na zona de rebaixamento e a partida está sendo tratada como um confronto direto. Neste sábado pela manhã, no CFZ, Dorival vai comandar um treino e deverá definir a formação que vai a campo. Em seguida a delegação embarca para o interior paulista.

Leia tudo sobre: vascocopa do brasilluiz flavio de oliveira

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas