Rogério Ceni e Aloísio classificam o São Paulo às quartas da Sul-Americana

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Goleiro se agigantou e evitou muitos gols da Universidad Católica, enquanto o atacante marcou duas vezes e deu passe para outro tento na vitória por 4 a 3, fora de casa

AP
Rodrigo Caio tenta desarmar o rival chileno

Uma atuação de gala de Rogério Ceni salvou a da maioria de seus companheiros, na noite desta quarta-feira, e classificou o São Paulo para as quartas de final da Copa Sul-Americana. O goleiro fez grandes defesas e garantiu que o duelo de volta com a Universidad Católica, em Santiago, fosse vencido por 4 a 3 a 3, depois de muitas alternâncias no placar.

Confira o chaveamento e os próximos jogos da Copa Sul-Americana

Após o 1 a 1 na primeira partida, no Morumbi, a equipe chilena esteve duas vezes à frente no placar. Por duas vezes também, Aloísio empatou. O time brasileiro também ficou duas vezes em vantagem, na etapa final. Primeiramente, com gol de Aloisio. Depois de a equipe da casa buscar a igualdade em cobrança de pênalti, Welliton foi o terceiro atacante são-paulino a marcar.

O próximo adversário do São Paulo na luta pelo bicampeonato continental será o vencedor do confronto entre Nacional de Medellín e Bahia. Após vitória colombiana por 1 a 0, no jogo de ida, as duas equipes voltam a se enfrentar nesta quinta-feira, em Salvador.

Nesta quarta-feira, apesar de ter dito que pouparia parte do time, Muricy fez uma única substituição em relação ao fim de semana: a volta de Rodrigo Caio ao meio-campo. O volante ficou com a vaga do lateral esquerdo Reinaldo, vetado por dores musculares. O treinador então deslocou Douglas para o lado oposto, deixando Paulo Miranda pela direita.

Veja fotos da vitória do São Paulo:

Aloísio comemora um de seus gols dando a tradicional 'voadora' nos companheiros. Foto: APAloísio celebra gol no Chile. Foto: APAloísio dribla o goleiro para anotar o segundo do São Paulo. Foto: Getty ImagesAtacante do São Paulo em ação contra a Universidad Católica. Foto: APAdemilson tenta fazer jogada na partida em Santiago. Foto: Getty ImagesRodrigo Caio tenta desarmar o rival chileno. Foto: APJogadores da Universidad Católica comemoram gol contra o São Paulo. Foto: AP

A escalação dos titulares não deixou a tarefa menos difícil. Com menos de um minuto de jogo, a Católica deu mostras de quão complicada seria a partida para o São Paulo. Cordero avançou com liberdade pela ponta esquerda e tentou o cruzamento para o meio da área. A bola desviou na zaga e sobrou para Castillo cabecear. Bem colocado, Rogério Ceni fez a defesa.

Mais tarde, uma saída de bola comprovou a desatenção com que alguns são-paulinos haviam ido a campo. Por estar conversando com seus companheiros, Maicon deixou a bola passar quando foi acionado na intermediária defensiva, e Milovan Mirosevic agradeceu. O meia notou Rogério Ceni adiantado e tentou encobri-lo, mas errou o arremate.

Com oito minutos, uma nova oportunidade para a Católica. Castillo foi encontrado sem marcação no meio da área, após outro cruzamento pela esquerda, e cabeceou para o chão. No quique da bola, Rogério Ceni saltou e espalmou para escanteio. Para amenizar o susto, o São Paulo respondeu quatro minutos depois, em arremate de Aloísio, de longa distância, que acertou o travessão do goleiro Cristopher Toselli.

Getty Images
Ademilson fez um dos gols do São Paulo

O gol estava próximo. Aos 16 minutos, Tomás Costa tentou passar por três marcadores e trombou com eles na entrada da área. Após corte parcial do zagueiro Rafael Toloi, a bola caiu nos pés de Sosa, que bateu rasteiro, por baixo de Rogério Ceni, para abrir o placar do San Carlos de Apoquindo e aumentar ainda mais a necessidade dos visitantes de gol.

Necessidade que foi saciada rapidamente. Aos 19 minutos, Aloísio recebeu de costas para área, girou sobre a marcação e tocou por cima, na saída do goleiro. Um gol que levaria a decisão da vaga para os pênaltis. Levaria se, logo três minutos mais tarde, a Católica não ficasse novamente em vantagem: após contragolpe iniciado em escorregão de Douglas, Cordero bateu rasteiro da esquerda e balançou a rede novamente.

Muricy ainda esbravejava à beira do campo - irritado talvez com as repetidas quedas de seus jogadores -, no minuto seguinte, quando Aloísio amorteceu com o peito um lançamento, tabelou com Ganso e recebeu de volta na área. Em velocidade, o centroavante passou pelo goleiro e tocou para a rede e, mais uma vez, igualar o marcador em Santiago.

Daí até o fim do primeiro tempo, só deu Católica, até porque, pela primeira vez, a vaga momentaneamente passava a ser do São Paulo. Castillo desperdiçou três grandes chances de marcar. Na primeira, tirou de Rogério Ceni, mas Maicon salvou com o pé. Na seguinte, o próprio goleiro fez o serviço, e em grande estilo, ao buscar uma bola no ângulo direito. Por fim, a trave direita impediu que chute do atacante fosse para a rede.

Antes do intervalo, a torcida chilena ainda prendeu o grito na garganta mais uma vez. Aos 42 minutos, Tomás Costa arriscou de fora da área e contou com desvio para quase superar Rogério Ceni. Só não superou porque o goleiro, decisivo depois de sofrer os dois gols, deu um passo atrás para não ser encoberto e fez outra ótima defesa, espalmando a bola pela linha de fundo.

O segundo tempo não foi menos emocionante. De diferente, apenas o fato de que o São Paulo conseguiu ficar à frente no placar. Depois de chances desperdiçadas no começo pelos dois lados, Ademilson recebeu por trás da marcação e tocou na saída do goleiro para marcar o terceiro gol brasileiro.

A classificação parecia bem encaminhada, porém, aos 25 minutos, o árbitro deu pênalti de Douglas. Ceni, que fazia grandes defesas, não acertou o canto escolhido por Mirosevic, e a Católica alcançou o empate. O time chileno se animou tanto que sofreu o castigo aos 40 minutos. Após boa troca de passes na entrada da área, Welliton recebeu na marca penal, colocou a bola entre as pernas do goleiro. Nos acréscimos, Tomás Costa e Ganso foram expulsos.

FICHA TÉCNICA
UNIVERSIDAD CATÓLICA 3 X 4 SÃO PAULO

Local: Estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago (Chile)
Data: 23 de outubro de 2013 (quarta-feira)
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Antonio Arias (PAR)
Assistentes: Rodney Aquino (PAR) e Carlos Cáceres (PAR)
Cartões amarelos: Sosa e Mirosevic (Universidad Católica); Edson Silva, Wellington e Rodrigo Caio (São Paulo)
Cartões vermelhos: Tomás Costa (Universidad Católica); Ganso (São Paulo)

Gols:
UNIVERSIDAD CATÓLICA: Sosa, aos 16, e Cordero, aos 22 minutos do primeiro tempo; Mirosevic, aos 25 minutos do segundo tempo
SÃO PAULO: Aloísio, aos 19 e aos 23 minutos do primeiro tempo; Ademilson, aos 19, e Welliton, aos 40 minutos do segundo tempo

UNIVERSIDAD CATÓLICA: Cristopher Toselli; Cristián Álvarez, Marko Biskupovic (Ramiro Costa), Hanz Martínez e Alfonso Parot; Fernando Meneses (Muñoz), Tomás Costa, Fernando Cordero e Milovan Mirosevic; Ismael Sosa e Nicolás Castillo
Técnico: Martín Lasarte

SÃO PAULO: Rogério; Paulo Miranda, Toloi, Edson Silva e Douglas; Rodrigo Caio, Denilson (Wellington), Maicon e Ganso; Ademilson (Lucas Evangelista) e Aloísio (Welliton)
Técnico: Muricy Ramalho

Leia tudo sobre: são pauloigspsul-americanarogério ceni

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas