Elogiado, ‘assistente’ Kaká diz que se sacrificou no duelo contra o Barcelona

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

"Por 70 minutos me senti em forma, depois não estava no mesmo nível físico", revelou o meia depois do empate na Liga dos Campeões

Kaká mostrou que pode ser muito útil ao Milan. Após ficar um mês parado e ter colocada em xeque a sua contratação pela equipe italiana na última janela de transferências, o meia brasileiro jogou bem e atuou como ‘assistente’ no duelo da última terça-feira, contra o Barcelona, no San Siro. Deu o passe para o gol de Robinho e foi um dos principais nomes do time rossonero no empate por 1 a 1, válido pela Liga dos Campeões da Europa. Após a partida, o camisa 22 exaltou sua atuação e revelou os sacrifícios para ter feito um bom jogo.

O que achou da atuação de Kaká diante do Barcelona? Comente com outros leitores

Claudio Villa/Getty Images
Kaká foi um dos destaques do Milan no empate com o Barcelona na Liga dos Campeões


"Me sacrifiquei pelo time. Ajudei atrás e depois nos contra-ataques. Por 70 minutos me senti em forma, depois não estava no mesmo nível físico. Estamos em fase de construção e, para a gente, vale o sacrifício e sempre pensar em equipe. Para vencer os campeonatos precisamos do grupo. Isso está fora de discussão. Porque as individualidades podem vencer as partidas, mas depois não se vencem os troféus", declarou o brasileiro.

Leia mais: Milan abre o placar com jogada brasileira, mas cede empate ao Barcelona

Kaká estava voltando de lesão e só havia atuado por alguns minutos no último fim de semana, diante da Udinese, pelo Campeonato Italiano. Nesta terça-feira, porém, começou como titular e fez sua primeira grande atuação no retorno ao Milan. Atuando aberto pela esquerda, deu a assistência para o gol de Robinho, mostrou sua categoria em algumas jogadas individuais e marcou as subidas de Daniel Alves e Messi, ajudando, também, na defesa. No fim, acabou cansando e substituído aos 25 minutos da segunda etapa, saindo de campo muito aplaudido pelo San Siro - foi apenas a segunda partida do brasileiro no estádio milanista em sua volta à Itália.

"O carinho da torcida me ajudou muito e para mim isso é uma motivação. Entrar em campo no San Siro é sempre estupendo. Poderíamos ter feito melhor no gol do empate, mas jogamos muito bem. Este jogo é importante porque nos ajuda a nível de continuidade. Enfrentar muitas vezes o Barcelona me fez compreender que é fundamental ajudar o sistema defensivo e fiz isto com Birsa. Obrigado a todos e vamos em frente. Estou tentando encontrar a melhor forma", acrescentou.

Para o treinador Massimiliano Allegri, que escalou Kaká ao lado de Robinho no ataque rossonero, a atuação do camisa 22 foi decisiva para o bom resultado do Milan diante dos catalães. "Este é o melhor módulo contra as grandes. O tridente de ataque me agradou muito. Kaká fez uma super partida, mostrando o campeão que é. Ele se sacrificou tanto e se empenhou de forma incrível. Para ser um campeão, não basta usar os pés, mas também a cabeça e Kaká mostrou isso esta noite", decretou.

Leia tudo sobre: KakáMilanBarcelonaliga dos campeõesfutebol mundialitália

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas