Após 1 a 1 no jogo de ida, São Paulo precisa balançar a rede contra a Universidad Católica para avançar na Copa Sul-Americana; qualquer vitória ou empate de 2 a 2 para cima serve

Rogério Ceni viu bola bater nas suas costas e entrar no gol decisivo do Goiás contra o São Paulo
Futura Press
Rogério Ceni viu bola bater nas suas costas e entrar no gol decisivo do Goiás contra o São Paulo

Rogério Ceni acredita que, apesar da preocupação maior com o Campeonato Brasileiro, o São Paulo possa passar de fase na Copa Sul-Americana. Na chegada a Santiago, palco da partida desta quarta-feira contra a Universidad Católica, o goleiro lembrou que a situação na competição nacional já não é mais dramática e, portanto, permite ao time tentar o bicampeonato do torneio continental.

Acha que o São Paulo deve priorizar o Brasileirão? Deixe seu comentário

"Nosso momento hoje é diferente daquele de um mês atrás, quando estávamos muito pressionados pela campanha no Brasileiro", disse o capitão. "O time se encontra bem e temos confiança que podemos sair daqui classificados".

Esse será o quatro confronto com a Católica em um ano. Em 2012, o São Paulo eliminou a equipe chilena na semifinal da mesma Sul-Americana através de dois empates (1 a 1 fora e 0 a 0 em casa). Nesta temporada, o duelo de ida das oitavas terminou 1 a 1 no Morumbi.

Pelo retrospecto duro, apesar de confiar na vaga para as quartas, Ceni prevê dificuldade, até porque Muricy já adiantou que não vai utilizar todos os titulares. "Vai ser um jogo difícil, assim como foram as três partidas que fizemos contra a Católica recentemente", alertou o camisa 1 tricolor.

Para avançar, o São Paulo precisa necessariamente balançar a rede. Qualquer vitória ou igualdade de 2 a 2 para cima o garante na próxima fase. Se houver novo 1 a 1, a vaga será decidida nos pênaltis. A partida está marcada para 21h50 (de Brasília) desta quarta-feira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.