De volta após contusão muscular, Messi deve ser titular contra o Milan

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Argentino deverá formar trio ofensivo do Barcelona ao lado de Neymar e Alexis Sánchez na partida válida pela terceira rodada da Liga dos Campeões

Getty Images
Lionel Messi deverá reforçar o Barcelona diante do Milan pela Liga dos Campeões

O Barcelona deverá contar com Lionel Messi para a partida desta terça-feira, diante do Milan, pela terceira rodada da Liga dos Campeões, na Itália. Isto foi o que disse o treinador da equipe catalã, Gerardo Martino, em entrevista coletiva antes do duelo da tarde desta terça-feira.

O camisa 10 sofreu uma contusão muscular na coxa esquerda durante o jogo entre Barcelona e Almería, há quase um mês, pelo Campeonato Espanhol. Depois de cerca de 30 dias em tratamento, ele voltou a campo no último sábado, quando jogou por 20 minutos no empate sem gols contra o Osasuna.

Com a volta do argentino, o atacante Pedro Rodríguez deve perder espaço na equipe titular e voltar para o banco de reservas. O setor ofensivo deve ser formado por Neymar, Messi e Alexis Sánchez. Assim, Martino deve ter apenas o lateral-esquerdo Jordi Alba como desfalque. Gerard Piqué e Javier Mascherano, que não jogaram contra o Osasuna, no fim de semana, voltaram a treinar e estão à disposição do treinador para começar em campo.

Pelo lado do Milan, a grande preocupação é Mario Balotelli. Fora da equipe italiana há quatro jogos, o atacante segue se recuperando de uma lesão muscular na coxa direita e ainda não tem presença garantida no jogo desta terça. O treinador rossonero, Massimiliano Allegri, prefere não confirmar nem a presença e nem a ausência do jogador.

Neymar e Messi entram em campo com os filhos nos braços. Foto: David Ramos/Getty ImagesMessi comemora gol com Fabregas e Adriano. Foto: Francisco Bonilla/ReutersNeymar e Messi comemoram com Fabregas gol do Barcelona. Foto: David Ramos/Getty ImagesMessi na Tailândia, onde o Barcelona fez amistoso de pré-temporada. Foto: Sakchai Lalit/APMessi treina com o Barcelona no começo da pré-temporada na Europa, neste mês de julho. Foto: Gustau Nacarino/ReutersMessi e parte do elenco do Barcelona voltou aos trabalho no meio de julho. Foto: Gustau Nacarino/ReutersMessi tem tatuado na panturrilha as mãos e o nome de seu filho. Foto: David Ramos/Getty ImagesAstro argentino foi o primeiro a dar entrevista coletiva no Barcelona na volta aos trabalhos após as férias. Foto: Gustau Nacarino/ReutersMessi deu autógrafos depois da entrevista coletiva pelo Barcelona. Foto: Gustau Nacarino/ReutersMessi faz exames na volta ao Barcelona, em meados de julho. Foto: Site oficialMessi duelou com Neymar em amistoso no começo de julho deste ano. Os dois foram os capitães de suas equipes. Foto: Getty ImagesMessi tenta passar pelo goleiro do Celta, mas não consegue em partida no final de 2012. Foto: AFPMessi chuta de esquerda para abrir o marcador na França. Foto: Christophe Ena/APMessi sai para comemorar gol do Barcelona. Foto: Christophe Ena/APMessi e Neymar se encontraram em dezembro de 2011. Foto: APO goleiro Fraser Foster parou Lionel Messi pelo segundo jogo seguido na Liga dos Campeões. Foto: Getty ImagesMessi está a apenas 9 nove gols do recorde histórico de Gerd Muller. Foto: Getty ImagesMessi está a apenas 9 gols de igualar recorde histórico de Gerd Muller. Foto: ReutersMessi na Arábia Saudita. Foto: ReutersPartida teve show de Messi, que marcou três vezes para a Argentina. Foto: Getty ImagesMessi em ação contra a Arábia Saudita: 0 a 0. Foto: Reprodução / OléLionel Messi comemora um de seus dois gols na vitória do Barcelona por 3 a 1 sobre o Real Zaragoza. Foto: AFPMessi é cercado por três defensores. Foto: AFPLionel Messi comemora um de seus dois gols na goleada do Barcelona sobre o Athletic de Bilbao. Foto: Getty ImagesMessi sai machucado no empate do Barça diante do Benfica. Foto: APMessi ainda terá mais três jogos em 2012 para aumentar ainda mais a marca. Foto: AFPMessi parte para arrancada em ataque do Barcelona. Foto: APMessi marcou mais dois gols pelo Barcelona. Foto: ReutersLionel Messi comemora segundo gol do Barcelona sobre o Valladolid. Foto: Getty ImagesXavi recebe o abraço de Messi após abrir o placar para o Barcelona. Foto: Getty ImagesAno de 2012 começou para Messi com prêmio Bola de Ouro, em janeiro. Agora, ele pode levar a honraria pela quarta vez consecutiva. Foto: Getty ImagesMessi fez 3 gols para cima do Granada e deixou para trás a marca de Rodriguez. Além disso, foi o artilheiro do Espanhol com recorde: 50 gols na temporada. Foto: Getty ImagesMessi também conquistou de vez a seleção argentina com gols e igualou a marca de Gabriel Batistuta, com 12 tentos no ano. Foto: Getty ImagesMessi ainda se tornou o maior artilheiro da história em uma temporada, ao completar 86 gols na vitória sobre o Bétis em dezembro. Ele bateu marca de Gerd Muller. Foto: Getty ImagesMessi ainda teve a chance de salvar o Barcelona na semifinal contra o Chelsea da Liga dos Campeões. Foto: Getty ImagesCom tantos recordes, 2012 foi escasso em títulos. Vice no Espanhol, Messi faturou apenas a Copa do Rei com o Barcelona na temporada. Foto: Getty ImagesMas ele errou pênalti e, no final, o Barcelona foi eliminado pelo Chelsea. Messi ainda foi vice do Espanhol e só faturou um título com a equipe em 2012. Foto: Getty ImagesFora de campo, Messi também comemorou em 2012. Em novembro nasceu Thiago, seu primeiro filho. Foto: ReproduçãoO argentino Messi foi o melhor do mundo em 2009. Foto: Getty ImagesEm 2010, Messi também foi o melhor do mundo. Foto: Getty ImagesMessi marcou de pênalti o seu primeiro gol em 2013 na goleada sobre o Espanyol. Foto: APO argentino Lionel Messi participa de entrevista coletiva antes da entrega do prêmio Bola de Ouro da Fifa. Foto: Getty ImagesO argentino Lionel Messi e a americana Abby Wambach posam com seus prêmios de melhor do mundo, após a festa desta segunda-feira, em Zurique. Foto: Getty ImagesO argentino Lionel Messi conquistou a Bola de Ouro da Fifa pela quarta vez consecutiva. Foto: ReutersMessi e Cristiano Ronaldo. Foto: Getty ImagesMessi comemora o primeiro gol do Barcelona na vitória por 3 a 1 sobre o Málaga. Foto: APMessi é cercado por defensores do Málaga. Foto: APMessi marcou quatro gols na vitória do Barcelona sobre o Osasuna. Foto: Getty ImagesKhedira tenta roubar a cola de Messi. Foto: APMessi bate pênalti e marca para o Barça. Foto: Getty ImagesHiguain comemora gol argentino com Messi. Foto: APMessi tenta bicicleta. Argentino marcou uma vez na goleada sobre o Getafe no Camp Nou. Foto: Getty ImagesMessi renovou contrato até 2018 com o Barcelona. Foto: Reprodução/Site BarcelonaMessi deixou sua marca na vitória do Barcelona. Foto: APMessi deixa o campo após a derrota do Barcelona. Foto: APMessi e Pepe em lance do clássico. O argentino marcou o gol de honra dos visitantes. Foto: Getty ImagesPé de Messi vira ouro no Japão. Foto: Koki Nagahama/Getty ImagesPé de Messi vira ouro no Japão. Foto: Koki Nagahama/Getty ImagesMessi toca por cima do goleiro do La Coruña e marca para o Barcelona. Foto: Getty ImagesPiqué salta por cima de companheiros na comemoração do gol de Messi logo no início da partida contra o Milan. Foto: Manu Fernandez/APMessi comemora o seu primeiro gol contra o Milan. Foto: Manu Fernandez/APMessi chuta para o segundo gol do Barcelona conta o Milan. Foto: Daniel Ochoa De Olza/APMessi comemora seu gol. No momento estava tudo igual somando os resultados dos dois jogos entre Barcelona e Milan . Foto: Daniel Ochoa De Olza/APCercado por rivais, Messi encontra espaço e chuta para abrir o placar no Camp Mou. Foto: Albert Gea/ReutersMessi ganha abraço de Villa depois de marcar gol para o Barcelona no Espanhol. Foto: David Ramos/Getty ImagesMessi deixa o campo após treino da seleção argentina
. Foto: Eduardo Di Baia/APMessi comemora gol da Argentina na vitória contra a Venezuela
. Foto: Natacha Pisarenko/APMessi passou em branco e Argentina ficou no 1 a 1 contra a Bolívia em La Paz. Foto: Juan Karita/APMessi passou mal durante partida contra a Bolívia em La Paz. Foto: Juan Karita/APLionel Messi até deixou sua marca, mas Barcelona ficou apenas no empate por 2 a 2 com o Celta de Vigo. Foto:  Denis Doyle/Getty Images

No entanto, o comandante do Barcelona mostrou sinceridade e admitiu que torce para que o talentoso atacante não tenha condições de atuar contra os catalães. "Posso te dar duas respostas sobre Balotelli: Uma do ponto de vista dos torcedores. Outro, do meu ponto de vista. Quando estrelas não jogam, é ruim para a torcida, mas bom para os atletas adversários", limitou-se a dizer.

O duelo entre Milan e Barcelona acontece nesta terça-feira, às 16h45 (de Brasília), no estádio San Siro, em Milão. O clube catalão é o líder do Grupo H da Liga dos Campeões da Europa com duas vitórias em dois jogos, enquanto os rossoneros ocupam a segundo posição com um triunfo e um empate. A partida válida, pela 3ª rodada da maior competição de clubes do Velho Continente, confrontará jogadores brasileiros como Neymar, Kaká, Daniel Alves e Robinho.

Leia tudo sobre: Barcelonaespanhafutebol mundiallionel messi

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas