"Já tive passagens muito boas em outros clubes, mas este ano tem sido muito especial", disse o meia, artilheiro da equipe na temporada com 18 gols

Cícero, meia do Santos
Aldo Carneiro Costa/Gazeta Press
Cícero, meia do Santos

Autor de dez gols no Campeonato Brasileiro, Cícero é um dos destaques do Santos na temporada. Artilheiro do time no ano com 19 gols marcados, o meia diz que o trabalho do clube tem sido bem desenvolvido e tem lhe dado um grande retorno, dentro de campo.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

"Já tive passagens muito boas, com gols e tive bons momentos em outros clubes, ganhando títulos também. Mas este ano tem sido muito especial para mim. Além dos gols, eu sinto que fisicamente estou bem para fazer o meu trabalho", disse Cícero.

Deixe seu recado e comente esta notícia com outros leitores

O meio-campista, que chegou à Vila Belmiro depois da uma passagem discreta pelo São Paulo, reconheceu que a sua intenção era se reerguer no Santos. "Sou um jogador bem focado, então fico triste quando as coisas não saem como a gente imagina. Me preocupo com a regularidade, e neste ano tenho conseguido isso, felizmente. Está sendo a melhor fase da minha carreira", comentou.

Leia mais:  Triste, Marcos Assunção abre mão de salários enquanto não for relacionado

Cícero ainda destacou que tem atendido as orientações táticas do técnico Claudinei Oliveira, auxiliando na armação de jogadas e sendo mais incisivo na parte ofensiva, colaborando, inclusive, com o crescimento do futebol do meia Montillo.

"Tento chegar bem perto da área. Os treinadores sempre me pediram isso e o Claudinei falou para eu chegar mais perto da área, para fazer os gols. Disse para ele que, além do trabalho no meio-campo, poderia atuar mais adiantado, que daria conta do recado. Sabemos da qualidade do Montillo, ele acrescenta muito ao time e é uma referência dentro de campo. Procuro ajudá-lo, mas vindo de trás, também sobra mas espaço para eu aparecer a frente", encerrou.

Respeito ao rival

Cobrado por sua torcida, o Corinthians não atravessa uma boa fase na temporada. Pressionado, enfrenta o Grêmio, na noite desta quarta-feira, em Porto Alegre, pelas quartas de final da Copa do Brasil. Mas Cícero não acredita que uma possível eliminação nesta competição possa interferir no rival para o clássico contra o Santos, no próximo domingo, em Araraquara (SP).

"Não acho que muda alguma coisa. Independentemente do que vai acontecer no jogo de quarta, não influência em nada para a gente", afirmou.

Para o meio-campista, o Corinthians pode não viver o seu melhor momento, mas segue sendo um time forte e que oferece muitas dificuldades aos seus rivais. Por isso, Cícero acredita que os santistas precisarão fazer uma grande partida para conquistarem a vitória no clássico.

"Lógico que todo mundo sabe que o momento do Corinthians não é muito bom. Mesmo assim, eles continuam sendo uma equipe forte e equilibrada, difícil de ser batida. Temos de respeitá-los. É um clássico, não vai ser fácil para nós, nem para eles. Vamos entrar determinados e com atenção máxima, para que possamos sair com os três pontos", concluiu.


* Com Gazeta Esportiva

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.