Técnicos aprovam provocações "sadias" do Gre-Nal em Caxias do Sul

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

"O torcedor do Grêmio e do Inter estão satisfeitos pela sacanagem, entre aspas, de um lado e de outro", disse Renato, treinador gremista

Normalmente marcado pelo respeito e pelo comedimento nas declarações de lado a lado, o Gre-Nal deste domingo foi recheado de provocações. Kleber e o técnico Renato Gaúcho, pelo lado do Grêmio, e D’Alessandro, pelo Internacional, foram os que mais teceram declarações polêmicas. Renato e Clemer, treinadores dos dois eternos rivais, aprovaram o tom sadio das provocações.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

"É bom ver uma letrinha de vez em quando. O que o Vargas fez no gol, por exemplo. O torcedor do Grêmio e do Inter estão satisfeitos pela sacanagem, entre aspas, de um lado e de outro. Sem violência, é algo bom para o futebol", afirmou Renato. "Gre-Nal só é gostoso assim, com essa provocação, mas a brincadeira tem que ser sadia. Sempre teve esse tipo de coisa no meu tempo. Eu mesmo fazia, sempre com respeito ao Grêmio, para dar um gostinho a mais no clássico", concordou Clemer.

Deixe seu recado e comente esta notícia com outros leitores

As polêmicas desse Gre-Nal vêm de meses. Em agosto, D’Alessandro criticou o estilo de jogo do Grêmio, e Renato rebateu dizendo que os times que jogam bonito olhavam o Grêmio "de binóculo" na ponta da tabela, em alusão ao Inter. D’Ale comemorou o seu gol neste domingo fazendo um gesto como se estivesse usando um binóculo, em provocação ao Grêmio. Antes, Vargas comemorou um gol gremista imitando o Saci, mascote colorado.

Leia mais: Inter e Grêmio fazem jogo igual e empatam por 2 a 2 no Centenário

Logo após o apito final, D’Alessandro afirmou que "alguns times só podem relembrar os seus grandes títulos em fitas VHS", em referência aos 12 anos sem títulos nacionais do Grêmio. Kléber rebateu dizendo que o Inter só existe "desde 2006", ano dos primeiros títulos internacionais do Colorado. Em sua coletiva, antes de elogiar o tom das provocações do clássico, Renato deu nova cutucada em D’Ale.

"O D’Alessandro é um grande jogador, admiro muito como o pessoa, e está certo em usar binóculo, pois só assim ele conseguirá enxergar o Grêmio na tabela. Talvez ele tenha de idade o que tenho de títulos", disparou o comandante gremista. Com o 2 a 2, o Grêmio se mantém 11 pontos à frente do rival no Brasileirão.

Leia tudo sobre: grêmiointernacionalbrasileirãogrenal

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas