Ceni termina jogo chorando por dor nas costas, mas orgulhoso

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Goleiro ficou caído em campo após levar uma pancada nas costas no último lance da vitória heróica sobre o Bahia, com dois jogadores a menos

No último lance da vitória do São Paulo sobre o Bahia, com dois jogadores a menos, Rogério Ceni ficou caído em campo, chorando muito. O goleiro sofreu um tranco nas costas e recebeu atendimento médico por alguns minutos antes de se levantar e comentar o resultado heroico deste domingo, na Arena Fonte Nova.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

"Foi um p... jogo. O reconhecimento veio do torcedor. Jogar com oito na linha... Alma, ninguém pode dizer que faltou", disse, orgulhoso, enquanto a torcida são-paulina presente nas arquibancadas ainda gritava "time de guerreiros", em retribuição à dedicação da equipe após as expulsões do volante Denilson e do meia Maicon.

Deixe seu recado e comente esta notícia com outros leitores

Edson Ruiz/Gazeta Press
Rogério Ceni cumprimenta os jogadores do São Paulo após a vitória sobre o Bahia

Apesar de Ceni ter conseguido sair de campo para caminhar até o vestiário, a dor o acompanhava. "Levei uma pancada nas costas. Alguém bateu forte, e depois caí no chão. Está doendo bastante. Cansado do jeito que estou fazia muito tempo que não ficava. Fazia tempo que não acabava um jogo me arrastando", comentou.

Leia mais: Valente, São Paulo derrota o Bahia após ter dois jogadores expulsos

O elenco se reapresenta aos trabalhos nesta segunda-feira, dois dias antes da partida de volta das oitavas de final da Copa Sul-americana, contra a Universidad Católica, no Chile. Quanto ao Campeonato Brasileiro, o triunfo (com gol de Aloísio, aos 23 minutos do primeiro tempo) sobre o Bahia afastou mais o São Paulo da zona de rebaixamento.

"Fora de casa, com dois jogadores a menos, um confronto direto... Apareceu o número quatro na tabela de classificação. Chegar a 40 pontos é psicologicamente importante. Além da alma mostrada, da dedicação desse time", concluiu o goleiro e capitão.

Leia tudo sobre: são paulobrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas