Kiessling se desculpa por "gol fantasma", e caso será levado à Fifa

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Imagens de TV mostraram que a bola entrou na rede por um buraco na lateral, mas árbitro anotou gol da equipe do Leverkusen

Reuters

Stefan Kiessling, meia-atacante do Bayer Leverkusen, pediu desculpas por seu gol no Hoffenheim na sexta-feira depois que imagens de TV mostraram que a bola entrou na rede por um buraco na lateral.

Veja classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Alemão

A Federação Alemã de Futebol (DFB na sigla em alemão) confirmou que o Hoffenheim registrou um protesto e disse que contactaria a Fifa antes de decidir se ordena ou não uma nova partida.

Leia mais: Bola entra por fora da rede, árbitro dá gol e Leverkusen vence

"Entendo perfeitamente as reações de muitos de vocês, eu mesmo estou totalmente arrasado", disse Kiessling em sua página no Facebook depois que seu 'gol fantasma' ajudou seu time a vencer o jogo por 2 a 1. "Depois de ver as reprises na TV, vejo claramente que não foi um gol legítimo".

O jogador descreveu o momento. "Durante o jogo, depois de cabecear a bola e virar a cabeça, não vi exatamente se a bola tinha entrado no gol ou não. De alguma maneira, a bola foi para dentro do gol, e foi exatamente o que eu disse ao árbitro. Lamento por todos os torcedores, naturalmente não é bom vencer assim. A justiça é importante no esporte, para nós no clube e para mim pessoalmente".

A confusão surgiu quando a cabeçada de Kiessling, aos 25 minutos do segundo tempo, passou longe da trave, acertou a lateral da rede e terminou no fundo do gol, colocando o Leverkusen na dianteira com o placar de 2 x 0. Inicialmente ele colocou as mãos na cabeça ao ver a bola passar longe e pareceu confuso quando o juiz concedeu o gol e seus colegas de equipe correram para comemorar com ele.

O Campeonato Alemão não usa o detector na linha do gol, que segundo uma fonte da Fifa teria captado o erro, ou os árbitros de linha adicionais utilizados em outras competições europeias.

Uma nova partida foi marcada quando o Bayern de Munique teve um gol validado contra o Nuremberg em circunstâncias semelhantes em 1994.

A DFB (a federação de futebol da Alemanha) confirmou em um comunicado que o Hoffenheim entrou com uma reclamação e afirmou que seu tribunal conversará com o Leverkusen, além de colher depoimentos do árbitro Felix Brych, dos clubes e dos fiscais da partida.

Em meio aos clamores por um novo jogo, liderados pelo técnico do Hoffenheim, Markus Gisdol, a DFB disse que também contactaria a Fifa para esclarecer sua posição legal para lidar com tais casos.

"É compreensível que haja o pedido de uma nova partida, mas sabemos bem que no passado a Fifa manteve as decisões dos árbitros", disse Rainer Koch, vice-presidente de assuntos legais da DFB.

Leia tudo sobre: alemanhafutebol mundialleverkusen

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas