Chapecoense volta a tropeçar em casa, mas mantém distância para o Sport

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Time catarinense empata a sua segunda partida consecutiva, fica ainda mais longe do Palmeiras, mas se mantém com folga na vice-liderança da Série B

Junior Matiello/Futura Press
Tiago Luis, da Chapecoense, durante a partida contra o Sport pela Série B do Campeonato Brasileiro

Nem a força do torcida levou a Chapecoense à vitória sobre o Sport na tarde deste sábado. Foi o segundo empate seguido do time catarinense em casa e o segundo dos pernambucanos na competição.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

O ponto conquistado leva a Chapecoense a 58 pontos, dez a menos que o líder Palmeiras. O Sport, por sua vez, vai a 50, mantendo a terceira colocação, mas podendo ser ultrapassado pelo Paraná, que ainda joga na rodada. Na próxima rodada, a Chapecoense vai até o Serra Dourada encarar o Atlético-GO. O Sport, por sua vez, recebe o lanterna ASA, na Ilha do Retiro.

Confira a classificação, notícias, tabela de jogos e artilharia da Série B

O jogo
Mesmo atuando em Santa Catarina, o Sport não se assustou e começou o jogo com uma boa chance de gol. Rithely recebeu na entrada da área, logo no primeiro minuto, e soltou uma bomba. Nivaldo fez a defesa.

Mas a Chape mostrou que não é vice-líder à toa e não se abalou. Aos cinco minutos, Taigo Luís recebeu ótimo passe e invadiu a área com muita velocidade. O chute, porém, parou em boa defesa de Magrão, bem colocado.

O restante do primeiro tempo, contudo, não correspondeu às expectativas criadas pelo início promissor e o jogo ficou travado no meio-campo, com poucas chances. Aos 39, Bruno Rangel, cabeceou por cima a melhor oportunidade da Chape.A etapa complementar manteve o ritmo do jogo: pegado, mas com chances raras. A diferença é que as jogadas criadas ofereceram perigo mais agudo aos goleiros Nivaldo e Magrão.

Aos nove minutos, o meia Athos, do time anfitrião, recebeu na área e chegou a superar Magrão com um leve toque. No entanto, a falta de força permitiu que Vinícius Simon alcançasse a bola antes que ela cruzasse a linha e impedisse o primeiro gol.

A resposta foi quase imediata. Aos 12 minutos, Marcos Aurélio cobrou escanteio na cabeça de Alison. Ele subiu mais alto que a zaga, pegou meio de ombro na bola e acertou a trave.

Para mudar a partida, os treinadores queimaram todas suas substituições, mas nem as mudanças fizeram efeito e a igualdade sem gols no placar permaneceu até o fim.

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE X SPORT

Local: Arena índio Condá, em Chapecó (SC)
Data: 19 de outubro de 2013 (sábado)
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Assistentes: Rogerio Pablos Zanardo e Gustavo Rodrigues de Oliveira (ambos de SP)
Cartões amarelos: Tiago Saletti, Fabiano, Bruno Rangel e Wanderson (Chapecoense); Lucas Lima e Magrão (Sport)

CHAPECOENSE: Nivaldo; Murilo (Fabiano), Rafael Lima, Tiago Saletti (Dão) e Fabinho Gaúcho; Wanderson, Paulinho Dias, Diego Felipe (Potita) e Athos; Tiago Luis e Bruno Rangel
Técnico: Gilmar Dal Pozzo

SPORT: Magrão, Patric, Ailson, Vinicius e Marcelo Cordeiro; Rithelly, Pedra, Rafael (Camilo) e Lucas Lima; Marcos Aurélio (Jonathan Balotelli) e Neto Baiano
Técnico: Geninho

Leia tudo sobre: série Bchapecoensesport

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas