Limite de estrangeiros cria mistério para definir o Grêmio para o clássico

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Maxi Rodriguez, Riveros e Vargas brigam por duas vagas entre os titulares para o Gre-Nal deste fim de semana

Flickr/Grêmio
O atacante chileno Vargas

Com pouco tempo para treinar e várias alternativas de esquema, Renato Gaúcho tem surpreendido ao escalar o Grêmio neste Brasileirão. E se o Gre-Nal já é um clássico em que o mistério quanto às escalações é tradição, o técnico tem mais dois motivos para tornar a formação do time uma incógnita: o limite de estrangeiros e a volta de importantes titulares para o jogo deste domingo, em Caxias do Sul.

Comente esta notícia com outros torcedores

Somente três jogadores estrangeiros podem atuar por partida. A questão é saber qual deles sobrará para o clássico. Barcos, homem da confiança de Renato, tem escalação praticamente certa. De resto, Riveros, Vargas e Maxi Rodríguez disputam duas vagas que podem alterar o esquema gremista de acordo com as necessidades da equipe.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

Com Riveros, o Grêmio ganha em combatividade no meio e pode repetir o esquema com três volantes, o mais bem-sucedido da equipe até agora no Brasileiro. Contra ele, pesa o fato de a equipe ter tido boas atuações com Adriano, Souza e Ramiro nos últimos jogos. O paraguaio ainda passará por avaliação médica para saber se terá condições físicas de atuar, já que sofreu lesão muscular em treino com sua seleção, mas deve ser liberado.

Com Vargas, a equipe pode atuar no 4-3-3, outro esquema bem sucedido longe da Arena, e que poderá ser utilizado neste domingo, já que Kleber está de volta após cumprir suspensão e também deve começar a partida. O ponto que pesa contra Vargas é que o 4-3-3 há tempos não é utilizado, e o Renato conta com o jovem Paulinho, de características similares, no reservado.

No entanto, as boas atuações de Maxi Rodríguez criam um impasse. O uruguaio mudou o jogo contra o Corinthians, dando maior criatividade a um time que pouco ameaçava o adversário. O jovem meia é visto como uma valiosa opção para o segundo tempo. No entanto, o Tricolor conta com nomes como Elano e Zé Roberto, que podem exercer função análoga sem queimar o limite de estrangeiros.


* Com Gazeta Esportiva

Leia tudo sobre: Grêmioestrangeirosbrasileiraobarcosriverosvargasmaxi rodriguez

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas