Leco desiste de lançar chapa no São Paulo e se agarra de novo à situação

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Atual vice-presidente cede a pressão e aceita apoiar candidatura do ex-presidente do clube Carlos Miguel Aidar para a sucessão de Juvenal Juvêncio

Um mês e meio depois de Júlio Casares e Roberto Natel desistirem da eleição presidencial do São Paulo, finalmente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, cedeu à pressão para retirar sua pré-candidatura e apoiar Carlos Miguel Aidar como frente única da situação para 2014.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia do Campeonato Brasileiro

O atual primeiro vice-presidente do clube era o único dos quatro nomes previamente definidos pelo presidente Juvenal Juvêncio a não concordar com a escolha de Aidar. Escolha esta feita pelo próprio mandatário dias depois de passar ao quarteto a responsabilidade da definição - em consenso - de alguém de maior viabilidade.

Gazeta Press
Leco aceitou desistir de ser candidato da situação na próxima eleição do São Paulo

Aborrecido pela maneira como Juvenal conduziu o processo sucessório, principalmente porque sempre manifestou desejo de concorrer ao próximo pleito (marcado para abril do ano que vem), Leco então avisou aos colegas de situação que lançaria uma candidatura independente para enfrentar Aidar e também Kalil Rocha Abdalla, pré-candidato oposicionista.

O discurso, porém, não convencia seus colegas. "Eu diria que é uma ovelha muito querida que está desgarrada do nosso rebanho e que, muito em breve, voltará", disse o vice-presidente de futebol, João Paulo de Jesus Lopes, no final do mês passado. A brincadeira não foi bem recebida por Leco, mas a previsão de seu companheiro de diretoria estava correta.

Veja na galeria imagens da campanha do São Paulo no Campeonato Brasileiro:

Rogério Ceni é festejado pelos companheiros de São Paulo após abrir o placar em Itu. Foto: Helio Suenaga/Gazeta PressDouglas é marcado por Léo Moura em ataque do São Paulo. Foto: Luís Moura/Gazeta PressAlém de cruzarem os braços, tricolores e rubro-negros bateram bola por um minuto. Foto: Marcos Bezerra/Futura PressAtletas de São Paulo e Flamengo se reúnem antes do jogo em Itu para combinar o protesto. Foto: Marcos Bezerra/Futura PressBruno Silva e Ganso disputam bola no jogo entre Atlético-PR e São Paulo. Paranaenses venceram por 3 a 0 na 33ª rodada. Foto: Heuler Andrey/ Agif/Gazeta PressAloisio entra em dividida com Valdomiro durante a vitória do São Paulo sobre a Portuguesa no Morumbi. Foto: Marcos Bezerra/Futura PressAloísio pisa em Douglas, que comemora com Rodrigo Caio gol diante da Portuguesa.  SP venceu por 2 a 1 na 32ª rodada. Foto: Wagner Carmo/Inovafoto/Gazeta PressAloísio comemora um de seus três gols da vitória do São Paulo sobre o Internacional pela 31ª rodada do Brasileirão. Foto: Site oficialOtávio recebe forte marcação de Edson Silva na partida Internacional x São Paulo. Foto: Site oficial do São PauloAloísio abriu o placar para o São Paulo no duelo com o Internacional pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Foto: VINÍCIUS COSTA/Preview.com/Gazeta PressAloísio comemora gol sobre o Bahia com Paulo Henrique Ganso. Foto: Edson Ruiz/Gazeta PressGanso tenta drible em ataque do São Paulo contra o Bahia. Foto: Romildo de Jesus/Futura PressRogério Ceni cumprimenta os jogadores do São Paulo após a vitória sobre o Bahia. Foto: Edson Ruiz/Gazeta PressJogadores do São Paulo comemoram gol de Ganso no Morumbi. Foto: Wagner Carmo/Inovafoto/Gazeta PressAloísio arrisca chute ao gol do Náutico. Foto: FERNANDO DANTAS / Gazeta PressO são-paulino Aloíso e o corintiano Paulo Andrpe brigam pela posse de bola no clássico do Morumbi. Foto: Luís Moura/Gazeta PressReinaldo comemora gol, o segundo do São Paulo para cima do Cruzeiro no Mineirão. Foto: Rubens Chiri/São PauloDouglas comemora o primeiro gol do São Paulo no Mineirão. Foto: Cristiane Mattos/Futura PressZagueiro Antônio Carlos marcou duas vezes no triunfo do São Paulo contra o Vitória. Foto: Rubens Chiri/DivulgaçãoAdemilson foi titular do São Paulo contra o Vitória e deve encarar o Cruzeiro. Foto: Rubens Chiri/DivulgaçãoRogério Ceni reclamou muito da arbitragem de São Paulo 3 x 2 Vitória. Foto: Rubens Chiri/DivulgaçãoJadson domina a bola pelo São Paulo marcado de perto por Alison, volante do Santos. Tricolor perdeu por 3 a 0 o jogo. Foto: Lucas Baptista/Futura PressLuis Fabiano divide a bola com Dida em ataque do São Paulo. Foto: Wagner Carmo/Inovafoto/Gazeta PressHugo, do Goiás, e Rodrigo Caio, do São Paulo, em disputa de bola no jogo pela 23ª rodada do Brasileirão. Foto: Futura PressWelliton e Denílson comemoram o gol da vitória do São Paulo sobre o Atlético-MG no Morumbi. Foto: Gazeta PressAntônio Carlos marcou seu primeiro gol com a camisa do São Paulo. Foto: DivulgaçãoRogério Ceni lamenta pênalti perdido. Foto: Djalma Vassão/Gazeta PressAloísio comemora gol do São Paulo com os companheiros. Foto: W. CORREIA NETO/Gazeta Press Rodrigo Caio marca Seedorf no confronto entre São Paulo e Botafogo. Foto: Gazeta PressGilberto corre para festejar um dos gols da Portuguesa diante do Bahia, no Canindé. Foto: Futura Press/Léo PinheiroSão Paulo bateu o Fluminense no Morumbi. Foto: PhotocameraLuis Fabiano e Reinaldo marcaram para o São Paulo contra o Fluminense. Foto: Marcello Zambrana/Inovafoto/Gazeta PressElias protege a bola da marcação de Wellington em ataque do Flamengo. Foto: Alex Farias/Photopress/Gazeta PressPaulo Baier festeja gol marcado sobre o São Paulo. Foto: Miguel Schincariol/Gazeta PressJadson perdeu pênalti no empate entre Flamengo e São Paulo por 0 a 0 no Distrito federal. Foto: Futura PressRodrigo Caio sobe com Rafael Toloi e desvia de cabeça para fazer o gol do São Paulo. Foto: Fernando Dantas/Gazeta PressDanilo disputa a bola pelo alto com Rafael Tolói durante clássico no Pacaembu. Foto: SERGIO BARZAGHI / Gazeta PressLuan fez os três gols do Cruzeiro contra o São Paulo no Morumbi. Foto: Piervi Fonseca/Agif/Gazeta PressRogério Ceni marcou de falta, mas não evitou derrota do São Paulo por 3 a 2 para o Vitória. Foto: Gazeta PressLuis Fabiano disputa lance em jogo contra o Bahia. Foto: SÉRGIO BARZAGHI/GAZETA PRESSJogadores do Santos comemoram gol de Giva no clássico. Foto: RENATO SILVESTRE/Gazeta PressLuis Fabiano arrisca finalização ao gol do Grêmio. Foto: Edu Andrade/Fatopress/Gazeta PressRogério Ceni pula, mas não consegue defender a cabeçada do zagueiro Rodrigo, do Goiás. Foto: FERNANDO DANTAS / Gazeta PressAtlético-MG x São Paulo. Foto: Site oficialLuís Fabiano marcou duas vezes na goleada por 5 a 1 sobre o Vasco. Foto: Miguel Schincariol/ Gazeta PressDenilson e Jadson celebram gol do São Paulo. Foto: CÉLIO MESSIAS/Gazeta Press

Depois da pressão de Juvenal e dos pedidos recebidos também dentro de seu próprio grupo político, Leco vai apoiar Aidar, que já teve dois mandatos à frente do clube (de 1984 a 1986 e de 1986 a 1998). Na quarta-feira, o vice já acompanhou a delegação na chegada ao Morumbi para a partida contra o Náutico, o que não fazia desde que deixou momentaneamente o rebanho situacionista.

"O apoio dele será muito importante. O Leco entrou na diretoria pelas minhas mãos, quando fui presidente pela primeira vez. Ficaria muito triste se ele não estivesse do meu lado", diz Aidar, ao acrescentar que o apoio do vice-presidente não foi pautado na promessa de cargo em caso de vitória na eleição. "De jeito nenhum. Mas é óbvio que não vou dispensar sua ajuda".

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas