Fisco italiano volta a cobrar Maradona por dívida de R$ 115 milhões

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

O ex-jogador argentino deve cerca de 40 milhões de euros em impostos na Itália, segundo o órgão

Alex Falcão/Futura Press
Maradona em passagem recente pelo Brasil

A Equitalia, que recolhe todos os impostos da Itália - a Sicília é a única exceção -, voltou a cobrar Diego Armando Maradona nesta sexta-feira. Jogador do Napoli na década de 1980, o argentino teria quase 40 milhões de euros (mais de R$ 115 milhões) de dívidas com o país.

Comente esta notícia com outros torcedores

De acordo com o governo italiano, Maradona deixou de pagar imposto de renda quando defendia o Napoli, e os números aumentaram com juros e correção monetária. Eleadmite a dívida, mas se nega a pagá-la e se defende falando que não teve a orientação dos dirigentes na época.

Segundo Maradona, os diretores eram os responsáveis por administrá-lo na Itália, algo que não foi bem-sucedido. De volta ao país para assistir ao jogo entre Roma e Napoli, pelo Campeonato Italiano, ele foi cobrado por dois funcionários da Equitalia.

O jornal Gazzetta dello Sport informa que Maradona, quando deixava um hotel com sua namorada, Rocio Oliva, recebeu uma notificação dos funcionários. Perguntado sobre a polêmica, o argentino responde: "Sofro uma perseguição aqui. Mas amo todos desse país, e nunca fiz mal a ninguém", defendeu-se.


* Com Gazeta Esportiva

Leia tudo sobre: ItáliafiscoMaradona

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas