Clube e construtora divergem em relação à divisão de cadeiras cativas no Allianz Parque, ainda em obras

Foto panorâmica da Arena com andamento das obras em setembro
Divulgação
Foto panorâmica da Arena com andamento das obras em setembro

O Conselho de Orientação e Fiscalização (COF) do Palmeiras se reuniu na noite desta quinta-feira, na Academia de Futebol, para discutir os rumos da reforma do antigo Palestra Itália. Em meio ao impasse entre a diretoria e a construtora WTorre, por conta da divisão das cadeiras cativas, o órgão que reúne um pequeno número de conselheiros manifestou seu apoio ao presidente Paulo Nobre.

Comente esta notícia com outros torcedores

"O COF entendeu que o presidente está conduzindo de forma bastante aproveitável as negociações dele com o Walter Torre (presidente da construtora). Demos nosso apoio a ele", afirmou o presidente do órgão, Alberto Strufaldi Neto.

A discussão entre o Palmeiras e a empresa é referente ao número de assentos que o clube poderá negociar de forma independente, sem passar pela construtora. Em meio ao temor até de briga judicial, Strufaldi defende que as duas partes cheguem a um acordo para a divisão e explicou que esta é a postura de Paulo Nobre.

"Precisa haver um consenso entre WTorre e Palmeiras, para que os dois fiquem contentes com a negociação", comentou. O encontro do COF nesta quinta foi agendada com o único objetivo de discutir os detalhes do estádio e, por isso, outros assuntos não foram abordados.

"Foi uma reunião muito boa, esclarecedora. Foram apresentados alguns problemas administrativos que estão ocorrendo e nós discutimos isso. Quando é uma reunião extraordinária, falamos apenas do assunto colocado", completou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.