Claudinei sai em defesa de Tite, mas diz que não queria estar na mesma situação

Por iG São Paulo * | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

"Imagina se é o Claudinei sem ganhar por tantos jogos, onde eu estaria agora?", pergunta o treinador do Santos, em comparação como colega do Corinthians

Flickr/Santos F.C.
Claudinei Oliveira aposta que Tite terá condições de tirar o Corinthians da crise atual

A polêmica envolvendo a situação do técnico Tite, do Corinthians, que esteve perto de ser demitido do clube por conta da série de jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro, mas que acabou sendo mantido no clube, foi comentada por Claudinei Oliveira, treinador do Santos, nesta sexta-feira. Para ele, o comandante corintiano tem condições de tirar o rival da má fase.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"O Corinthians acertou quando manteve o Tite, depois do jogo com o Tolima (pré-fase de grupos da Copa Libertadores da América de 2011), tanto que mais tarde foi premiado com isso, ganhando vários títulos. O Tite tem condições de tirar o Corinthians dessa situação", disse Claudinei.

No entanto, o treinador santista acredita que, no futebol brasileiro, a cultura de que é mais fácil trocar o comando técnico da equipe ainda é a mais simples de ser adotada. "É mais fácil trocar um do que vários. Às vezes, as coisas não estão acontecendo como o imaginado, então, fica mais fácil pegar o treinador e trocar o comando, mesmo que o clube identifique que o problema não é o técnico. Tem vezes que se muda por comodismo", comentou.

Veja ainda: Com futuro indefinido, Léo passa por cirurgia no menisco do joelho direito

O comandante alvinegro, porém, lembrou que profissionais em começo de carreira contam com um respaldo menor ao seu trabalho e citou o exemplo de sua situação no Santos. "Imagina se é o Claudinei sem ganhar por tantos jogos, onde eu estaria agora?", emendou.

Confira a classificação atualizada, artilharia e notícias do Brasileirão

Claudinei Oliveira, que assumiu como técnico interino do Santos, no fim de maio, em substituição a Muricy Ramalho, foi efetivado em agosto pelo clube praiano. O contrato do técnico é válido até o final do ano e, com a pressão interna, inclusive de membros do Comitê de Gestão do Santos - caso do promotor de justiça, Francisco Cembranelli, crítico do seu trabalho -, o seu futuro é incerto no cargo.

Time confirmado

Claudinei Oliveira já save a equipe que irá enfrentar o Náutico neste sábado, a partir das 18h30, válido pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. O lateral-direito Cicinho, que cumpriu suspensão automática no empate com o Internacional-RS, na última quarta-feira, por ter sido expulso na vitória sobre a Ponte Preta, volta ao time santista.

Com isso, Bruno Peres ficará à disposição no banco de reservas. O ala-esquerdo Eugenio Mena, depois de defender a seleção do Chile pelas Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2014, também retorna para a formação titular alvinegra.

Sobre o confronto com o Náutico, o treinador do Santos espera que os seus comandados não repitam os erros do duelo do primeiro turno, disputado no último dia 25. Na ocasião, o Santos não conseguiu impor o seu ritmo e ficou no empate, por 1 a 1, na Vila Belmiro.

"A equipe deve ser essa aí, com o retorno dos laterais, embora o Bruno Peres e o Emerson Palmieri tenham ido bem. No mais, vamos procura dar sequência para o time. Espero que com essas alterações, possamos enfrentar o Náutico da melhor maneira possível e, desta vez, vencer", disse Claudinei.

Sendo assim, os santistas irão atuar com a seguinte escalação: Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Gustavo Henrique e Mena; Alison, Arouca, Cícero e Montillo; Thiago Ribeiro e Everton Costa.

* Com Gazeta Esportiva

Leia tudo sobre: SantosClaudinei OliveiraTiteBrasileirãoigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas