Goiás vence, afunda Vasco na zona de rebaixamento e sobe para quinto lugar

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Vitória por 2 a 0 em Macaé faz time goiano sonhar com vaga na Libertadores e amplia crise do clube de São Januário

O drama do Vasco no Campeonato Brasileiro parece não ter fim. Em partida disputada na noite desta quinta-feira, no Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé, a equipe de São Januário foi derrotada pelo Goiás por 2 a 0 e não conseguiu deixar a zona do rebaixamento. Estacionado nos 32 pontos, segue na 18ª colocação. Já o time goiano chega a 43 pontos e sobe para quinto lugar.

Confira a classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

O Goiás mereceu o resultado porque atuou com inteligência e soube aproveitar o desespero da equipe carioca que se lançou ao ataque, desde os primeiros minutos, e deixou muitos espaços. Rodrigo e Hugo, um em cada tempo, marcaram os gols.

Veja fotos dos jogos desta rodada do Brasileirão

Julio Cesar em lance de Vitória x Botafogo. Foto: Felipe Oliveira/Agif/Gazeta PressRodrigo leva a melhor sobre Cris no jogo aéreo em Macaé. Foto: Marcelo Sadio/vasco.com.brRafael Sobis tenta finalização ao gol do Cruzeiro. Foto: Bruno Haddad/Fluminense F.C.Borges comemora gol do Cruzeiro com Willian e Everton Ribeiro. Foto: Cristiane Mattos/Futura PressD'Alessandro encara a marcação de Arouca em ataque do Internacional. Foto: Lucas Baptista/Futura PressJogadores do São Paulo comemoram gol de Ganso no Morumbi. Foto: Wagner Carmo/Inovafoto/Gazeta PressThiago Ribeiro domina a bola pelo Santos observado por Jakson, do Internacional. Foto: Léo Pinheiro/Futura PressAloísio arrisca chute ao gol do Náutico. Foto: FERNANDO DANTAS / Gazeta PressDiego Tardelli se antecipa a Bruno Silva e domina a bola pelo Atlético-MG. Foto: Giuliano Gomes/Gazeta PressLuan e Maranhão apostam corrida durante o jogo entre Atlético-MG e Atlético-PR. Foto: Giuliano Gomes/Gazeta PressPaulinho encara marcação do Bahia. Foto: Alexandre Vidal/Fla ImagemFernandão faz passe para William Barbio em ataque do Bahia. Foto: Luciano Belford/Agência Eleven/Gazeta PressElias domina a bola pelo Flamengo no Maracanã. Foto: Alexandre Vidal/Fla ImagemLucas Coelho domina a bola em frente o zagueiro Cléber. Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPABarcos encara a marcação de Gil. Foto: Luiz Munhoz/Fatopress/Gazeta PressRomarinho e Pará disputam a bola na Arena Grêmio. Foto: André Antunes/Futura PressUendel festeja com os companheiros após marcar gol da Ponte Preta. Foto: Rodrigo Villalba/Futura PressJúlio César recebe a bola e conduz ataque do Coritiba. Foto: Helio Suenaga/Gazeta PressRicardinho arrisca passe em ataque do Criciúma. Foto: Fernando Ribeiro/Futura PressJogadores da Portuguesa comemoram gol sobre o Criciúma. Foto: Fernando Ribeiro/Futura Press

O Vasco jogou em Macaé por causa de uma punição imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) devido a um conflito entre torcedores da sua equipe e os do Corinthians, em jogo realizado no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Na próxima rodada, o Vasco terá pela frente um clássico carioca: enfrenta o Botafogo no Maracanã neste domingo, às 18h30. No mesmo dia, mas às 16 horas, o Goiás vai receber o Atlético Paranaense, no estádio Serra Dourada em Goiânia.

O jogo

Marcelo Sadio/vasco.com.br
Rodrigo leva a melhor sobre Cris no jogo aéreo em Macaé

O Vasco começou a partida no ataque e antes do primeiro minuto, criou a primeira situação de gol. Fagner arrancou pela direita e cruzou na grande área. A defesa rebateu e a sobra ficou para Juninho que rolou para a conclusão de André, mas a bola desviou na zaga e saiu para escanteio.

O time carioca seguiu pressionando e, aos quatro minutos, Jhon Cley fez bom passe para Fillipe Souto que cruzou fechado e Renan defendeu com segurança. Um minuto depois, Juninho cobrou falta na entrada da área e a bola encobriu o travessão.

A marcação da equipe carioca não deixava o Goiás se organizar em campo. O time visitante se limitava a tentar bloquear a entrada da sua área e apelava para chutões, pela impossibilidade de sair da sua defesa, trocando passes.

Aos nove minutos, Henrique cruzou da esquerda e Marlone tentou de primeira, mas a zaga goiana bloqueou. No rebote. a bola ficou com Jhon Cley que chutou sem qualquer perigo.André aparece na área e arrisca o chute. Escanteio para o Vasco.

A primeira vez que o Goiás conseguiu se aproximar, com perigo, da área do Vasco, foi aos 14 minutos. O zagueiro Jomar falhou ao tentar cortar um lançamento e a bola ficou com Roni que penetrou na área, mas Diogo Silva saiu bem do gol e abafou a jogada. O lance animou a equipe visitante e, no minuto seguinte, foi a vez de Walter se livrar da marcação e chutar forte para boa defesa de Diogo Silva.

O Goiás começou a se soltar na partida e Walter dava muito trabalho aos zagueiros. Aos 22 minutos, ele chutou cruzado e o lateral Henrique conseguiu desviar e aliviar o perigo. Assim, o Vasco, que havia reduzido o ritmo alucinante dos primeiros minutos, só voltou a criar uma jogada perigosa, aos 27 jogados, quando Jhon Cley bateu rasteiro e o goleiro Renan defendeu, sem dificuldades.

Aos 36 minutos, a equipe goiana marcou o primeiro gol. David cobrou falta, do lado esquerdo, e o zagueiro Rodrigo subiu para cabecear e colocar nas redes de Diogo Silva. No minuto seguinte, Cris e Diogo Silva bateram cabeça e por muito pouco Walter não conseguiu concluir para o fundo das redes.

O Vasco criou a última chance da etapa inicial, aos 45 minutos. O jovem Marlone arrancou pela direita e chutou forte, mas a bola tocou nas redes, pelo lado de fora.

O Vasco voltou para o segundo tempo com o volante Sandro Silva no lugar do meia Jhon Cley. Com a mudança, Pedro Ken passou a atuar mais adiantado. A alteração surtiu efeito e, logo aos dois minutos, a equipe carioca desperdiçou uma ótima chance para empatar. Após cruzamento de Pedro Ken na ponta direita, Marlone tocou para André, sem marcação, na pequena área. E o atacante, de maneira incrível, bateu por cima do travessão, para desespero da torcida cruz-maltina.

Só aos oito minutos o Goiás conseguiu o primeiro ataque no segundo tempo. O meia Eduardo Sasha cruzou, a bola desviou em Henrique e tocou na trave, assustando Diogo Silva.

O técnico Dorival Júnior decidiu aumentar a capacidade ofensiva da equipe e colocou o meia colombiano Montoya no lugar do volante Fillipe Soutto. Pedro Ken voltou a atuar mais recuado. Entretanto, a equipe de São Januário continuou inoperante e sofreu o segundo tento aos 22 minutos. Walter invadiu pela esquerda e cruzou para a pequena área. A defesa do Vasco não afastou e o jovem Welinton Júnior, em seu primeiro lance na partida, escorou com precisão para Hugo chutar rasteiro e colocar nas redes.

O time carioca partiu para o desespero e, aos 29 minutos, Montoya fez ótima jogada individual e chutou, mas Renan fez ótima defesa. O Goiás recuou para administrar o resultado, mantendo apenas Walter isolado na frente, enquanto o Vasco se lançava todo ao ataque, tentando chegar ao gol da equipe goiana.

A equipe dirigida por Enderson Moreira quase chegou ao terceiro gol, aos 43 minutos, quando Walter ganhou da zaga, pelo alto, e cabeceou com grande perigo. Porém, não havia tempo para mais nada em Macaé.

FICHA TÉCNICA - VASCO 0 X 2 GOIÁS
Local:
Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé (RJ)
Data: 17 de outubro de 2013, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Público: 7.776 presentes
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP)
Assistentes: Emerson de Carvalho (Fifa-SP) e Márcio Santiago (Fifa-MG)
Cartão Amarelo: André, Henrique (Vasco); David, Amaral (Goiás)

Gols
GOIÁS: Rodrigo aos 36 minutos do primeiro tempo; Hugo aos 22 minutos do segundo tempo

VASCO: Diogo Silva; Fágner, Jomar, Cris e Henrique; Pedro Ken, Fillipe Soutto (Montoya), Jhon Cley (Sandro Silva) e Juninho Pernambucano (Reginaldo) e Marlone; André
Técnico: Dorival Júnior

GOIÁS: Renan; Vítor, Ernando, Rodrigo e William Matheus; Amaral, David, Hugo (Ramon), Roni (Thiago Mendes) e Eduardo Sasha (Welinton Júnior); Walter
Técnico: Enderson Moreira

*com Gazeta

Leia tudo sobre: VascoGoiásBrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas