Ganso credita melhora a esforço físico e sonha com a Copa de 2014

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Jogador comandou a vitória do São Paulo por 3 a 0 diante do Náutico, no Morumbi, na última quarta

Yuri Edmundo/Gazeta Press
Ganso está em alta no São Paulo

O meia Paulo Henrique Ganso concedeu entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira com a mesma tranquilidade com que marcou o mais belo gol da vitória por 3 a 0 do São Paulo sobre o Náutico - o seu primeiro no Campeonato Brasileiro. Em alta sob o comando de Muricy Ramalho, o jogador passou a se sentir seguro fisicamente para pensar em agradar a outro treinador.

Comente esta notícia com outros torcedores

"Espero ser lembrado pelo Felipão para voltar à seleção brasileira. Muita gente vem falando sobre isso, então estou trabalhando, fazendo bons jogos e ajudando o São Paulo a fugir da zona de rebaixamento", comentou Ganso, de olho em uma convocação para a Copa do Mundo de 2014. "Algumas vagas estão em aberto, e é isso o que estou buscando. Quero ter a oportunidade de ser testado, afinal todos os jogadores devem passar por isso."

Assista a gols da 29ª rodada do Campeonato Brasileiro

Há poucos meses, o apelo de Ganso por uma chance na seleção seria considerado descabido. O jogador contratado com pompa no ano passado, vindo do Santos, demorou a se firmar no Morumbi. Segundo ele, por falta de ritmo de jogo. "Todo o atleta precisa disso, e comigo não é diferente. Já estou na minha melhor forma. Só é uma pena ter alcançado isso um pouco tarde. Poderia ter sido no começo do ano, para ajudar mais o São Paulo", disse.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

O próprio Ganso, contudo, assume uma pequena parcela de culpa por não ter evoluído fisicamente com mais rapidez. O seu esforço aumentou recentemente. "Muito trabalho, treinamentos e dedicação: é um pouco de cada uma dessas coisas que está me ajudando a voltar a ser mais intenso, com ritmo. Ao longo da temporada, fiz muitos trabalhos físicos, alguns deles até de reforço muscular. Preciso disso para não sentir tanto as lesões e aguentar a intensidade dos jogos", reconheceu.

São Paulo usa vídeos e culpa corintianos por confusão entre sua torcida e PM

O histórico de lesões do meia do São Paulo era justamente um dos motivos para desconfiança. Afastado da presidência do Santos, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro chegou a definir o problema do atleta como "incurável". "Deixo isso para trás. Muita gente fala besteira, e eu tenho que provar dentro de campo", minimizou Paulo Henrique Ganso, com a experiência de quem pleiteia um posto na Seleção Brasileira. "Hoje, estou mais maduro do que em 2010", propagandeou.

Leia tudo sobre: GansoSão Pauloseleção brasileirabrasileirao

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas