Barcos diz sentir 'muito carinho' pelo Palmeiras e não descarta voltar um dia

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Atacante deixou o clube paulista no início do ano, não teve mais a mesma regularidade e parou de ser convocado para a seleção da Argentina

Gazeta Press
Barcos, atacante do Grêmio

Mais de oito meses já se passaram, mas a transferência do atacante Barcos do Palmeiras para o Grêmio ainda rende polêmicas. Um dia após ser o algoz do Corinthians em Porto Alegre, o argentino não quis voltar ao assunto, mas reforçou que até voltaria ao clube de Palestra Itália futuramente.

"Já falei o que aconteceu, fui muito claro, não tem mais o que falar. Se depender de mim, volto para lá um dia. Sentia muita coisa boa lá, muito carinho. Não tenho nada contra o Palmeiras. Quero o melhor pra eles. Não saí da melhor maneira, mas saí pra ajudar", disse Barcos ao SporTV.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Desde que deixou o Palmeiras, o centroavante nunca teve a mesma regularidade, parando de ser convocado para a seleção da Argentina. No entanto, os ex-companheiros Henrique, Valdivia e Leandro permaneceram no clube paulista e continuaram recebendo chances dos seus técnicos nacionais.

Sabendo que dificilmente terá chance com o treinador Alejandro Sabella, praticamente com um time definido para a disputa da Copa do Mundo de 2014, no Brasil, Hernán Barcos lamentou: "Sei que tem muitos jogadores lá. Quase todas as vagas já estão ocupadas, mas vou continuar trabalhando", finalizou.

Depois de trocar Palmeiras por Grêmio, Barcos foi muito criticado e até xingado por alguns torcedores do clube paulista, que se sentiram traídos. Dias antes da negociação, o argentino havia publicado um vídeo na internet em que se comprometia com o clube, mesmo na Série B do Brasileiro.

Mas, segundo Barcos, a diretoria palmeirense o forçou a aceitar a proposta tricolor. "Combinamos que seria em comum acordo, mas me traíram, falando que fui eu. Mas tinham me falado que, ‘aqui, não iria receber’, e pediram para eu sair", disparou, à época.

*Com Gazeta

Leia tudo sobre: GrêmioPalmeirasBrasileirãoSérie B

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas