Portuguesa segura pressão, vence o Criciúma fora e se afasta da degola

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Equipe paulista surpreendeu o Criciúma em Santa Catarina e chegou aos 37 pontos no Brasileirão

Fernando Ribeiro/Futura Press
Jogadores da Portuguesa comemoram gol sobre o Criciúma

Após a boa vitória diante do Vasco na rodada passada, o Criciúma tinha a chance de deixar a zona de rebaixamento nesta quarta-feira, em um confronto direto contra a Portuguesa, mas não conseguiu fazer a lição de casa. Com dois gols logo no início, a Lusa não se importou com a pressão da torcida local, garantiu um importante triunfo, por 3 a 1, e se afastou da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Para garantir a vitória fora de casa, a Lusa contou com os erros da zaga do Criciúma ainda no primeiro tempo. Em cobrança de escanteio, Gilberto ganhou da marcação e abriu o placar. Minutos depois, o atacante ganhou um presente de Matheus Ferraz e rolou para Bergson ampliar. Já no segundo tempo, Matheus Ferraz descontou para os catarinenses, mas não evitou a derrota, pois Henrique fez o terceiro nos acréscimos.

Confira classificação, notícias, tabela de jogos e artilharia do Brasileiro

Veja fotos dos jogos desta rodada

Julio Cesar em lance de Vitória x Botafogo. Foto: Felipe Oliveira/Agif/Gazeta PressRodrigo leva a melhor sobre Cris no jogo aéreo em Macaé. Foto: Marcelo Sadio/vasco.com.brRafael Sobis tenta finalização ao gol do Cruzeiro. Foto: Bruno Haddad/Fluminense F.C.Borges comemora gol do Cruzeiro com Willian e Everton Ribeiro. Foto: Cristiane Mattos/Futura PressD'Alessandro encara a marcação de Arouca em ataque do Internacional. Foto: Lucas Baptista/Futura PressJogadores do São Paulo comemoram gol de Ganso no Morumbi. Foto: Wagner Carmo/Inovafoto/Gazeta PressThiago Ribeiro domina a bola pelo Santos observado por Jakson, do Internacional. Foto: Léo Pinheiro/Futura PressAloísio arrisca chute ao gol do Náutico. Foto: FERNANDO DANTAS / Gazeta PressDiego Tardelli se antecipa a Bruno Silva e domina a bola pelo Atlético-MG. Foto: Giuliano Gomes/Gazeta PressLuan e Maranhão apostam corrida durante o jogo entre Atlético-MG e Atlético-PR. Foto: Giuliano Gomes/Gazeta PressPaulinho encara marcação do Bahia. Foto: Alexandre Vidal/Fla ImagemFernandão faz passe para William Barbio em ataque do Bahia. Foto: Luciano Belford/Agência Eleven/Gazeta PressElias domina a bola pelo Flamengo no Maracanã. Foto: Alexandre Vidal/Fla ImagemLucas Coelho domina a bola em frente o zagueiro Cléber. Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPABarcos encara a marcação de Gil. Foto: Luiz Munhoz/Fatopress/Gazeta PressRomarinho e Pará disputam a bola na Arena Grêmio. Foto: André Antunes/Futura PressUendel festeja com os companheiros após marcar gol da Ponte Preta. Foto: Rodrigo Villalba/Futura PressJúlio César recebe a bola e conduz ataque do Coritiba. Foto: Helio Suenaga/Gazeta PressRicardinho arrisca passe em ataque do Criciúma. Foto: Fernando Ribeiro/Futura PressJogadores da Portuguesa comemoram gol sobre o Criciúma. Foto: Fernando Ribeiro/Futura Press

Com a vitória no confronto direto desta quarta-feira, a Portuguesa dá um passo muito importante na luta contra o rebaixamento, fica na 12ª posição, com 37 pontos, a cinco da degola. O primeiro time no desconforto é justamente o Criciúma, na 17ª colocação.

Depois de ter perdido a oportunidade de deixar a degola nesta rodada, o Tigre volta a jogar fora de casa, neste sábado, ás 21 horas (de Brasília), contra o Corinthians, no Estádio Novelli Júnior, em Itu. No domingo, às 18h30, a Portuguesa recebe o Vitória no Canindé.

O jogo

Ciente da importância do duelo, Guto Ferreira adotou uma postura diferente após as duas derrotas consecutivas e adiantou a marcação da Portuguesa desde os minutos iniciais. Desta forma, a zaga do Criciúma teve muitas dificuldades e o ataque rubro-verde soube se aproveitar dos erros catarinenses ao longo do primeiro tempo.

Com ótima aplicação tática, o atacante Bergson se destacava pelo lado direito, acompanhava as descidas do lateral Marlon e ainda deixava Luís Ricardo em situação tranquila para apoiar ofensivamente. Desta forma, a Portuguesa dominava o duelo no Heriberto Hulse e o gol não foi nem questão de tempo, já que não demorou a sair.

Aos nove minutos de jogo, após a cobrança de escanteio, a zaga do Criciúma se enrolou com a bola, Gilberto aproveitou o vacilo, fez o giro dentro da área e bateu rasteiro. Enganado pelos jogadores à frente, Galatto nada pôde fazer. Era o primeiro da Portuguesa, que ampliaria em mais um erro do adversário.

Quatro minutos após o gol, o domínio não parecia problema para Matheus Ferraz, mas o zagueiro do Criciúma acabou pisando na bola e entregou de presente para Gilberto. O atacante invadiu a área com velocidade e apenas rolou para Bergson, que desviou para o fundo das redes e saiu para comemorar.

Irritado com a postura de sua equipe, Argel Fucks fez logo duas modificações antes mesmo do intervalo. O armador Daniel Carvalho substituiu o meia Morais, enquanto o atacante Fabinho tentou deixar o time catarinense mais ofensivo ao entrar no lugar do volante Ricardinho. Com as alterações, o Tigre passou a ocupar o campo de ataque, mas faltava organização.

A movimentação de Fabinho melhorou o desempenho do ataque do Criciúma e foi o atacante que teve uma das melhores chances da equipe catarinense, aos 40 minutos, quando tentou por cobertura e Lauro salvou. Na sequência, o experiente Daniel carvalho mandou a bomba de perna esquerda e também parou no goleiro da Portuguesa, que segurou a boa vantagem no primeiro tempo.

Na volta do intervalo, a Portuguesa não conseguiu manter o mesmo ritmo e adotou uma postura mais recuada. O Criciúma se aproveitou dos espaços no ataque e ensaiou uma pressão. Aos 12, o zagueiro Matheus Ferraz se mandou para a área adversária, teve a chance de descontar, mas parou na trave. Depois do susto, o time do Canindé voltou a acalmar o jogo.

Sem espaço para jogar, a chance do Criciúma descontar passou a ser as bolas levantadas na área, e a estratégia também deu resultado. Aos 25 minutos, Fabinho cruzou na medida para Matheus Ferraz, o zagueiro se antecipou ao goleiro Lauro e desviou de cabeça.

O gol animou o time catarinense, que ainda pressionou bastante no fim do segundo tempo, mas não conseguiu evitar a derrota em casa. Já nos acréscimos, Henrique aproveitou os espaços no contra-ataque, fez o terceiro da Portuguesa e deu números finais ao confronto.

FICHA TÉCNICA
CRICIÚMA 1 X 3 PORTUGUESA

Local: Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma (SC)
Data: 16 de outubro de 2013, quarta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Cleisson Veloso Pereira (MG)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Ivan Carlos Bohn (PR)
Cartões Amarelos: Daniel Carvalho, Wellington Paulista (Criciúma), Rogério, Luís Ricardo e Gilberto (Portuguesa)
Gols: PORTUGUESA: Gilberto, aos nove, e Bergson, aos 13 minutos do primeiro tempo; Henrique, aos 47 minutos do segundo tempo
CRICIÚMA: Matheus Ferraz, aos 25 minutos do segundo tempo

CRICIÚMA: Galatto; Ezequiel (Marcel), Matheus Ferraz, Fábio Ferreira e Marlon; Serginho, João Vitor, Ricardinho (Fabinho) e Morais (Daniel Carvalho); Lins e Wellington Paulista
Técnico: Argel Fucks

PORTUGUESA: Lauro; Luís Ricardo, Moisés Moura, Lima, Rogério, Willian Arão, Bruno Henrique, Moisés (Bruninho) e Souza; Gilberto (Henrique) e Bergson (Wanderson)
Técnico: Guto Ferreira

Leia tudo sobre: CriciumaPortuguesabrasileiraoigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas