Barcos quebra jejum, dá vitória ao Grêmio e afunda o Corinthians no Brasileiro

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Atacante não marcava há nove partidas, fez o único gol da vitória do Grêmio e agravou a crise na equipe paulista

Luiz Munhoz/Fatopress/Gazeta Press
Barcos encara a marcação de Gil na vitória do Grêmio sobre o Corinthians

Hernán Barcos não fazia gols há nove partidas. Depois de 924 minutos sem realizar nenhum tento, o argentino marcou, no começo do segundo tempo, o golaço que o fez quebrar o jejum e dar uma importante vitória ao Grêmio sobre o Corinthians, na Arena, por 1 a 0, uma semana antes da partida que definirá quem passará às semifinais da Copa do Brasil.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

O jogo entre as duas melhores defesas do país no momento foi extremamente truncado no primeiro tempo, quando as equipes chegaram basicamente em chutes de fora da área. Com a entrada do meia Maxi Rodríguez, o Grêmio voltou do intervalo mais ofensivo e abriu o placar cedo no segundo tempo, com passe do uruguaio para Barcos, que mandou para as redes e definiu a vitória.

Confira classificação, notícias, tabela de jogos e artilharia do Brasileirão

O resultado recoloca o time gaúcho na vice-liderança do Brasileiro, com 52 pontos, e torce para que o Botafogo não vença o Vitória nesta quinta para se manter no segundo lugar. Situação bem oposta vive o Timão: caiu para 14º, com 37, só cinco pontos à frente da zona de rebaixamento.

Os dois times voltam a campo no fim de semana. O Grêmio volta agora suas atenções para o clássico Gre-Nal, que ocorrerá em Caxias do Sul, no próximo domingo. O Corinthians volta a campo sábado, no Pacaembu, contra o Criciúma.

Veja fotos desta quarta pelo Brasileirão:

Julio Cesar em lance de Vitória x Botafogo. Foto: Felipe Oliveira/Agif/Gazeta PressRodrigo leva a melhor sobre Cris no jogo aéreo em Macaé. Foto: Marcelo Sadio/vasco.com.brRafael Sobis tenta finalização ao gol do Cruzeiro. Foto: Bruno Haddad/Fluminense F.C.Borges comemora gol do Cruzeiro com Willian e Everton Ribeiro. Foto: Cristiane Mattos/Futura PressD'Alessandro encara a marcação de Arouca em ataque do Internacional. Foto: Lucas Baptista/Futura PressJogadores do São Paulo comemoram gol de Ganso no Morumbi. Foto: Wagner Carmo/Inovafoto/Gazeta PressThiago Ribeiro domina a bola pelo Santos observado por Jakson, do Internacional. Foto: Léo Pinheiro/Futura PressAloísio arrisca chute ao gol do Náutico. Foto: FERNANDO DANTAS / Gazeta PressDiego Tardelli se antecipa a Bruno Silva e domina a bola pelo Atlético-MG. Foto: Giuliano Gomes/Gazeta PressLuan e Maranhão apostam corrida durante o jogo entre Atlético-MG e Atlético-PR. Foto: Giuliano Gomes/Gazeta PressPaulinho encara marcação do Bahia. Foto: Alexandre Vidal/Fla ImagemFernandão faz passe para William Barbio em ataque do Bahia. Foto: Luciano Belford/Agência Eleven/Gazeta PressElias domina a bola pelo Flamengo no Maracanã. Foto: Alexandre Vidal/Fla ImagemLucas Coelho domina a bola em frente o zagueiro Cléber. Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPABarcos encara a marcação de Gil. Foto: Luiz Munhoz/Fatopress/Gazeta PressRomarinho e Pará disputam a bola na Arena Grêmio. Foto: André Antunes/Futura PressUendel festeja com os companheiros após marcar gol da Ponte Preta. Foto: Rodrigo Villalba/Futura PressJúlio César recebe a bola e conduz ataque do Coritiba. Foto: Helio Suenaga/Gazeta PressRicardinho arrisca passe em ataque do Criciúma. Foto: Fernando Ribeiro/Futura PressJogadores da Portuguesa comemoram gol sobre o Criciúma. Foto: Fernando Ribeiro/Futura Press

O jogo - O técnico Renato Gaúcho inovou ao escalar o Grêmio: colocou em campo o jovem centroavante Lucas Coelho, 19 anos, para atuar ao lado de Barcos no ataque, mantendo a equipe no esquema 3-5-2. Tite também mexeu no Corinthians, escalando o lateral Diego Macedo no meio-campo.

Como era de se esperar em um jogo entre as duas melhores defesas do Brasileiro, o primeiro tempo foi de forte marcação, muito truncado e poucas oportunidades. Foram quase só chutes de fora da área. Edenílson foi o primeiro a arriscar, aos 8, por cima. O Grêmio tentou aos 14 com Ramiro, mas Cássio defendeu fácil. A primeira chegada de mais perigo ocorreu aos 16, em chute de Diego Macedo defendido pelo goleiro Dida.

Os minutos seguintes foram de muito equilíbrio e pouquíssimas emoções, tanto que uma nova conclusão só ocorreu aos 33. Primeiro, Romarinho deu janelinha em Werley, mas a zaga gremista afastou. Na sequência da jogada, Ralf chutou e Dida pegou. Aos 38, Diego Macedo recebeu ótimo passe de Douglas na área e perdeu a melhor chance do Timão na etapa inicial. O Grêmio respondeu dois minutos, em ótima jogada individual de Lucas Coelho, que arriscou para defesa de Cássio.

Insatisfeito com o rendimento gremista no primeiro tempo, Renato tirou o zagueiro Bressan e colocou o meia Maxi Rodríguez, para dar maior poder de criação à equipe. Em apenas quatro minutos a mexida deu resultado: Maxi lançou com perfeição para Barcos na área. O Pirata matou no peito e chutou de canhota, cruzado, sem chances para Cássio, abrindo o placar e quebrando um jejum de 924 minutos sem marcar pelo Tricolor.

O Timão sentiu o gol e viu o time gaúcho vir para cima. Aos sete, Alex Telles levantou falta na área e Werley subiu mais que todo mundo, mas Cássio pegou firme. Precisando buscar o empate, a equipe paulista passou a errar mais e ceder espaços para o Grêmio tramar. No entanto, Emerson quase empatou o jogo aos 16, ao fazer grande jogada sobre Rhodolfo e chutar para ótima defesa de Dida.

O lance acordou o Corinthians, que passou a levar perigo e estar mais presente no campo de ataque. Tite colocou Rodriguinho no lugar de Diego Macedo para dar mais criatividade ao time. Já Renato retirou Lucas Coelho e pôs Paulinho, visando a dar mais velocidade no contragolpe ao Tricolor.

Na velocidade de Paulinho surgiu uma sequência de escanteios que quase deu o segundo gol ao Grêmio, aos 24. Primeiro, Alex Telles recebeu passe, foi à linha de fundo e cruzou para Werley, que chegou rasgando e quase fez de cabeça. Na sequência, a bola sobrou na área para Barcos, que mandou para o gol, mas Cássio fez um milagre e evitou o tento. O Pirata deixou o campo aos 38, com cãibras, para a entrada do zagueiro Saimon.

Nos minutos finais, o Grêmio controlou a tentativa de pressão do Corinthians. No entanto, o Timão teve uma chance de ouro aos 47, em cabeçada de Emerson após cruzamento de Romarinho. Dida fez grande defesa.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 1 x 0 CORINTHIANS

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 16 de outubro de 2013, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF)
Assistentes: Kleber Lúcio Gil (SC) e Clóvis Amaral da Silva (PE)
Público: 15.352 pagantes
Renda: R$ 454.454,00
Cartões amarelos: Adriano (Grêmio) e Cléber (Corinthians)
Gol: Barcos, aos quatro minutos do segundo tempo

GRÊMIO: Dida; Werley, Rhodolfo e Bressan (Maxi Rodríguez); Pará, Adriano, Ramiro, Souza e Alex Telles; Lucas Coelho (Paulinho) e Barcos (Saimon)
Técnico: Renato Gaúcho

CORINTHIANS: Cássio; Edenílson, Cleber, Gil e Igor (Jocinei); Ralf e Guilherme (Ibson); Diego Macedo (Rodriguinho), Douglas e Romarinho; Emerson
Técnico: Tite

Leia tudo sobre: GrêmioCorinthiansbrasileiraoigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas