Desfigurado, Palmeiras exagera nos erros e perde para Icasa por 1 a 0

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Mesmo castigado com a má atuação em Juazeiro do Norte, time paulista segue tranquilo na liderança da Série B com 65 pontos

Miséria.com/Futura Press
Ananias protege a bola em ataque do Palmeiras

O Palmeiras não conseguiu superar as ausências de nove jogadores, na noite desta terça-feira, e jogou muito mal na derrota por 1 a 0 para o Icasa, no estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte. Com erros atrás e na frente, o time paulista acumulou o tropeço no caminho que percorre para voltar à elite do futebol nacional.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O único gol da partida foi marcado depois de uma falha feia dos visitantes. Marcelo Oliveira chutou a bola em cima de Marcos Vinícius, e a sobra ficou para Juninho Potiguar mandar para as redes, até driblando o goleiro Fernando Prass. O líder da Série B ainda cometeu outras bobeiras atrás, mas o Icasa não aproveitou. Nos acréscimos, Juninho ainda perdeu a bola no meio-campo, percorreu Neílson até a entrada da área e cometeu falta para impedir o gol, recebendo o cartão vermelho.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias da Série B

No sistema ofensivo, o Palmeiras também mostrou pouca qualidade para levar perigo efetivo à meta adversária, com atuações muito apagadas de Leandro e Ananias. Os desfalques desta terça foram Valdivia, Henrique e Eguren, que servem às seleções de Chile, Brasil e Uruguai, respectivamente. Já Vilson, Mendieta, Márcio Araújo, Wendel e Tiago Alves se recuperam de problemas clínicos, enquanto Charles cumpriu suspensão automática.

Mesmo castigado com a má atuação, o time paulista segue tranquilo na liderança da Série B do Campeonato Brasileiro, com 65 pontos, enquanto o Icasa chegou aos 47 e se aproximou do G-4, no quinto lugar.

Na próxima rodada da segunda divisão, os dois clubes jogam no sábado. Às 16h20, o time de Gilson Kleina enfrenta o Bragantino, em Bragança Paulista, onde encerrará a série de seis jogos longe da capital paulista. Já o Icasa duela com o São Caetano, no Anacleto Campanella, às 21 horas.

Miséria.com/Futura Press
Jogadores do Icasa comemoram gol da vitória sobre o Palmeiras

O jogo

O Palmeiras mostrou desde o início a falta de entrosamento, insistindo em alçar a bola na área do Icasa, principalmente com Wesley, que foi novamente adiantado por Gilson Kleina para suprir a carência na armação, apesar de sempre dizer que prefere jogar como volante. Já o Icasa se limitou a buscar jogadas com Tadeu e Chapinha, que paravam no sistema defensivo alviverde.

Assim, o jogo demorou a ter uma jogada de emoção. O primeiro lance de perigo do confronto só saiu no gol dos donos da casa, em uma trapalhada da defesa palmeirense, aos 29 minutos. Marcelo Oliveira tentou tirar o perigo da intermediária com um chutão, mas a bola bateu em Marcos Vinícius e sobrou para Juninho Potiguar, que invadiu a área, driblou o goleiro Fernando Prass e tocou para as redes.

Depois de ter sofrido o gol, o Palmeiras enfim ameaçou, aos 33, quando Alan Kardec fez belo passe na direita da área para Luis Felipe, que chegou de frente para o goleiro e rolou atrás, onde apareceu Ananias para finalizar, mas, atrapalhado pela defesa, mandou para fora.

Instantes depois, mais um erro feio do Palmeiras, desta vez na saída de bola. Roberto avançou e bateu cruzado, fazendo a bola passar raspando a trave. Depois disso, Léo Gago chamou a responsabilidade e levou perigo em falta de longe, que quase encobriu o goleiro João Ricardo.

Aos 41, Marcelo Oliveira recebeu na pequena área e mandou para as redes, mas o árbitro constatou a posição irregular do jogador e não validou o gol. Antes do fim da etapa, Léo Gago ainda exigiu boa defesa do goleiro em um chute forte da meia-esquerda.

No intervalo, o técnico Gilson Kleina tentou colocar o Palmeiras mais à frente, tirando Marcos Vinícius para a entrada de Felipe Menezes, que assumiu a armação, deixando Wesley mais recuado. Assim, Marcelo Oliveira acabou improvisado na zaga novamente.

Sem alternativa no jogo, o time paulista se lançou ao ataque e quase balançou as redes aos cinco minutos. Léo Gago levantou a bola na área, e André Luiz apareceu na linha da pequena área para completar, mas mandou para fora. No entanto, o clube visitante voltou a bobear atrás. Luis Felipe deixou a bola de presente na intermediária para Tadeu, que chutou forte e obrigou Fernando Prass a fazer boa defesa.

A partir daí, Gilson Kleina fez mais mudanças na equipe, apostando nas entradas de Vinícius e Caio (nas vagas de Ananias e Leandro), mas seu time seguiu muito mal em campo e acabou confirmando a derrota. Já nos acréscimos, Juninho ainda foi expulso, porque falhou no meio-campo e cometeu falta para impedir gol de Neílson.

FICHA TÉCNICA - ICASA 1 X 0 PALMEIRAS
Local:
Estádio Mauro Sampaio (Romeirão), em Juazeiro do Norte (CE)
Data: 15 de outubro de 2013, terça-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (ES)
Assistentes: Flavio Gomes Barroca (RN) e Luis Carlos Câmara Bezerra (RN)
Cartões amarelos: Luiz Otávio, Gilmak, Guto, Chapinha (Icasa). Luis Felipe (Palmeiras)
Cartão vermelho: Juninho (Palmeiras)

GOL
ICASA:
Juninho Potiguar, aos 29 minutos do primeiro tempo

ICASA: João Ricardo; Naylhor, Preto Costa e Luiz Otávio (Gabriel), Neilson, Gilmak, Guto, Chapinha e Roberto; Juninho Potiguar (Luiz Gustavo) e Tadeu
Técnico: Sidney Moraes

PALMEIRAS: Fernando Prass; Luis Felipe, André Luiz, Marcos Vinícius (Felipe Menezes) e Juninho; Léo Gago, Marcelo Oliveira e Wesley; Leandro, Alan Kardec e Ananias
Técnico: Gilson Kleina

*Com Gazeta

Leia tudo sobre: palmeiras

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas