Com Juninho de volta ao time, Vasco prega tranquilidade diante do Goiás

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Meia está recuperado de dores na panturrilha e ajudará a equipe a se afastar da zona de rebaixamento do Brasileirão, nesta quinta-feira. Partida da Copa do Brasil é alterada

Divulgação
Juninho Pernambucano está de volta ao time

Tranquilidade. Essa é a palavra de ordem no Vasco para enfrentar o Goiás nesta quinta-feira, às 19h30 (de Brasília), em Macaé e se afastar da zona de rebaixamento do Brasileirão. Pressionada, a equipe poderá contar com o retorno de Juninho Pernambucano, recuperado de dores na panturrilha direita. 

Deixe o seu recado e comente com os outros leitores

Além de Juninho, que voltará ao time titular e desbanca Francismar, o Vasco contará com a volta do zagueiro Jomar, suspenso na última rodada. O defensor retorma a vaga de Renato Silva e atuará ao lado do experiente Cris. 

Confira a tabela de classificação do Brasileirão

"Não podemos deixar que a bola pese nos nossos pés. Precisamos trabalhá-la com o máximo de tranquilidade e inteligência, encontrando o melhor momento para chegarmos ao triunfo. O desespero só vai nos prejudicar. Temos condições de fazermos um bom jogo e construírmos o resultado positivo, mas é preciso muita paciência", analisou o volante Pedro Ken.

A baixa do jogo fica por conta do atacante Willie, expulso no duelo contra o Criciúma por ter empurrado o árbitro da partida. Sendo assim, o lateral-direito Fagner quer que o time repita a mesma atuação que teve na vitória por 3 a 1 contra o Internacional. "Naquela ocasião a gente também estava pressionado pela necessidade de vitória, mas mesmo assim não entramos em desespero um único minuto e trabalhamos demais a posse de bola. Isso foi determinante para que encontrássemos os espaços e construíssemos o resultado. Essa estratégia precisa ser repetida para chegarmos a mais um triunfo", disse. 

Na tarde desta quarta-feira, o técnico Dorival Júnior comanda um recreativo no CFZ e depois a delegação segue para Macaé. O Vasco terá  de jogar na Região Norte-Fluminense por conta do comportamento violento de seus torcedores no empate por 1 a 1 com o Corinthians no estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF). Os tumultos naquela ocasião gerararam a perda de quatro mandos de campo em punição imposta pelo STJD.

Vasco confirma duelo pela Copa do Brasil no Maracanã

O Vasco confirmou que a partida contra o Goiás, dia 24 de outubro, válida pela rodada de volta das quartas de final da Copa do Brasil, passou de São Januário para o Maracanã. A decisão desagradou boa parte dos vascaínos, que se manifestaram em redes sociais contra a mudança.

Os torcedores entendem que jogar em seu próprio estádio poderia ser um diferencial importante. Porém, o diretor de futebol Ricardo Gomes explicou a mudança, dizendo que o estádio do clube ofereceria risco para a torcida.

"Hoje São Januário está passando por algumas obras que são necessárias e que não poderiam ser adiadas. Não podemos colocar lá um jogo decisivo, com apelo de público, já que os torcedores estariam em risco. Nesse caso a segurança fala mais alto do que qualquer aspecto técnico. Tenho certeza de que a nossa torcida vai lotar o Maracanã e dar o apoio que precisamos", afirmou.

Derrotado na partida de ida, em Goiânia (GO), por 2 a 1, o Vasco precisa de um triunfo por 1 a 0 para se classificar para as quartas de final, uma vez que os tentos anotados como visitante valem para critério de desempate.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas