Flamengo de 2009 pode inspirar Grêmio e Botafogo a tirar vantagem do Cruzeiro

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Rubro-Negro carioca tinha 10 pontos a menos que líder a 10 jogos do fim do Brasileirão

Paulo Fonseca/Futurapress
Cruzeiro perdeu para o Atlético-MG e completou duas rodadas sem pontuar

Apenas uma vez no Brasileirão de pontos corridos um time que estava 10 pontos atrás do líder ao fim da 28ª rodada conseguiu buscar o título. O Flamengo de 2009 fez isso e terminou aquele torneio como campeão. Esta é a diferença de Botafogo e Grêmio para o Cruzeiro faltando 10 jogos para o fim do campeonato. 

Veja a classificação, tabela de jogos, notícias e artilharia do Campeonato Brasileiro

Naquela ocasião o líder era o Palmeiras com 54 pontos. Com 44 o Flamengo era o sexto colocado, mas com uma arrancada de sete vitórias e dois empates nos últimos 10 jogos conseguiu o título. Pesa a favor do Cruzeiro seu aproveitamento melhor do que daquele Palmeiras. As duas derrotas nas últimas rodadas encurtaram muito pouco sua vantagem.

Assista a lances e gols das partidas da 28ª rodada do Campeonato Brasileiro

O Cruzeiro tinha uma gordura de 11 pontos há duas rodadas. Era dado como virtual campeão, mas as quedas para São Paulo e Atlético-MG fizeram o time mais forte do campeonato deixar de pontuar e dando chance a rivais a brigarem pelo título. Sorte do Cruzeiro que o Grêmio, então vice-líder, fez apenas um ponto em dois jogos e mesmo no pior momento do time mineiro no Brasileiro pouco mudou na briga pelo título. O Cruzeiro tem 59 pontos contra 49 do time gaúcho.

Veja fotos dos 10 jogos da 28ª rodada do Campeonato Brasileiro

Seedorf e Elias durante clássico entre Botafogo e Flamengo. Foto: Flickr/Botafogo F.R.Rafael Marques e Elias disputam a bola no clássico do Maracanã. Atacante marcou o segundo gol do Botafogo. Foto: Dhavid Normando/FuturapressO meia Gegê corre para festejar com os reservas do Botafogo o gol de empate no clássico contra o Flamengo. Foto: Fabio Castro/Agif/Gazeta PressHernane (à esq) e Carlos Eduardo comemoram o gol do Flamengo, o primeiro no clássico do Maracanã, contra o Botafogo. Foto: Dhavid Normando/FuturapressAjoelhado, Marcelo Cirino comemora o gol do Atlético-PR sobre a Portuguasa, marcado logo no início do jogo. Foto: Giuliano Gomes/Gazeta PressO atacante Walter corre para festejar o primeiro gol do Goiás diante do Bahia, no Serra Dourada. Foto: Futura Press/Carlos CostaCabisbaixo, o são-paulino Rogério Ceni volta ao seu gol, após perder pênalti contra o Corinthians. Foto: Futura Press/Léo PinheiroCássio defendeu a cobrança de pênalti de Rogério Ceni no final do clássico no Morumbi. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansCássio comemora a defesa de pênalti contra o São Paulo. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansTite e Cássio após o 0 a 0 do Corinthians no Morumbi. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansO são-paulino Aloíso e o corintiano Paulo Andrpe brigam pela posse de bola no clássico do Morumbi. Foto: Luís Moura/Gazeta PressTorcedores do São Paulo enfrentam os policiais na arquibancada do Morumbi. Foto: Miguel Schincariol/Gazeta PressAdemilson tenta passar pela marcação dos corintianos Emerson e Alessandro. Foto: Djalma Vassão/Gazeta PressO atacante Fernandinho, do Atlético-MG chuta para defesa do goleiro Fábio, do Cruzeiro. Foto: Futura Press/Cristiane MattosO atacante Fernandinho vibra após marcar o gol da vitória do Atlético-MG no clássico contra o Cruzeiro. Foto: Flickr/Atltético-MGWellington Paulista comemora seu primeiro gol no duelo entre Criciúma e Vasco. Foto: Fernando Ribeiro/Futura PressO atacante André comemora seu gol pelo Vasco, que no entanto acabou perdendo para o Criciúma por 3 a 2. Foto: Flickr/Vasco da GamaApós marcar o primeiro gol do Internacional, D'Alessandro corre para festejar seu gol. Foto: Luiz Munhoz/Gazeta PressRicardo Berna voa, mas não consegue defender o chute de D'Alessandro no primeiro gol do Internacional diante do Náutico. Foto: Divulgação/NáuticoLins é abraçado pelos compamheiros após marcar o segundo gol do Criciúma diante do Vasco. Foto: Fernando Ribeiro/Futura PressTorcedores do Cruzeiro brigaram entre eles antes do clássico contra o Atlético-MG no estádio Independência. Foto: Yuri Edmundo/Gazeta PressWillian e Lucas Silva cercam Diego Tardelli durante o clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro. Foto: Paulo Fonseca/FuturapressSão-paulinos queimam camisa do Corinthians dentro do Morumbi. Foto: Marcello Zambrana/Inovafoto/Gazeta PressÔnibus do Corinthians chega ao Morumbi para o clássico contra o São Paulo. Foto: Mauro Horita/Agif/Gazeta PressDe volta à equipe, o argentino Montillo também marcou seu gol para o Santos diante da Ponte Preta. Foto: Djalma Vassão/Gazeta PressEverton Costa marcou o primeiro gol da vitória do Santos sobre a Ponte Preta. Foto: Gazeta Press/MAURO HORITAGeraldo marcou o gol de honra do Coritiba em Salvador . Foto: Romildo de Jesus/Futura PressMarquinhos marcou o primeiro gol do Vitória sobre o Coritiba. Foto: Edson Ruiz/Gazeta PressBressan comemora o gol do Grêmio contra o Fluminense no Maracanã. Foto: Pedro Martins/Agif/Gazeta PressRafael Sóbis marcou o gol de empate do Flu no final do jogo. Foto: PhotocameraRafael Sóbis comemora o gol de empate do Fluminense contra o Grêmio. Foto: Ricardo Ayres/PhotocameraBiro-Biro e Pará em lance de Fluminense x Grêmio no Maracanã. O jogador do Flu foi expulso. Foto: Ricardo Ayres/Photocamera

Quem se animou com as derrotas do Cruzeiro foi o Botafogo, novo vice-líder com os mesmos 49 pontos do Grêmio. O meia Seedorf pareceu animado depois da vitória da sua equipe no clássico contra o Flamengo no Maracanã. 

"A gente tem que acreditar, somar o maior número de pontos possível. Olhar para o que os outros times estão fazendo é inútil. Temos que focar nas nossas partidas e ver se no fim do ano conseguimos alcançar nossos objetivos. Mas ainda temos chances, sim", disse.

No Cruzeiro o discurso é que as duas derrotas não devem atrapalhar o planejamento do clube até a conquista do título. O revés para o maior rival foi relevado pelo técnico Marcelo Oliveira e os jogadores querem dar a volta por cima contra o Fluminense.

 "Queríamos ganhar, mas nós temos um objetivo maior que é o título e nós temos que estar mobilizando novamente os jogadores, porque perdemos duas partidas seguidas. Vamos ter um jogo fundamental na quarta-feira e temos que estar bem mobilizados para esta partida", destacou.

Leia tudo sobre: cruzeirobotafogogrêmiobrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas