Após fim de jejum, Everton Costa diz que gol pelo Santos é 'primeiro de muitos'

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Ao abrir o placar na vitória sobre a Ponte Preta no último sábado, atacante voltou a balançar as redes depois de 446 dias

Gazeta Press/MAURO HORITA
Everton Costa marcou o primeiro gol da vitória do Santos sobre a Ponte Preta

Após acabar com um jejum de 446 dias sem balançar as redes, o atacante Everton Costa contou a sua felicidade por voltar a fazer gols. O jogador abriu o placar na vitória do Santos sobre a Ponte Preta, no último sábado, no Pacaembu. Foi o primeiro gol dele com a camisa da equipe.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Prometo mais ainda, esse vai ser o primeiro de muitos. Nos treinos, sempre faço trabalho de finalização e estou focado no que eu quero. Eu fazendo ou não (os gols), pretendo ajudar o Santos a conquistar os pontos que precisa para subir cada vez mais na tabela", disse Everton Costa, que admitiu ter se sentido aliviado.

Confira a classificação e os próximos jogos do Campeonato Brasileiro

"Sim, tirei (peso das costas). O atacante vive de gols. Mesmo sendo um jogador que atua pelas beiradas, eu tenho que fazer gols. Nunca faltou raça, mas agora que marquei o meu primeiro pelo Santos, creio que vai sair mais naturalmente. Esse gol me motiva bastante e dá tranquilidade para fazer um bom jogo contra o Internacional", comentou o atacante, se referindo ao duelo da próxima quarta-feira.

Everton Costa também se defendeu, alegando que durante o período sem balançar as redes adversárias, que perdurava desde julho do ano passado, quando ainda defendia o Coritiba, acabou sofrendo com uma série de lesões.

"Desses 400 e poucos dias (446, no total), muitos deles eu estava fora, devido a lesões. Fiquei um ano sem jogar, rompi o ligamento cruzado do joelho. Depois, eu tive um problema na região posterior da coxa. Enfim, eu passei por uma série de lesões. Me sinto chateado, porque dou o meu máximo, mas é natural da torcida cobrar. Eles compram o ingresso e querem ver o espetáculo. Estão certos. Por isso, quando chego aqui para treinar, eu desligo de tudo o que vem de fora, para seguir focado no meu trabalho, procurando dar o máximo pela equipe", encerrou.

*Com Gazeta

Leia tudo sobre: santosbrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas