Tite revê São Paulo no que pode ser seu último Majestoso e relembra sono perdido

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Técnico estreou no Corinthians em uma partida diante do time do Morumbi e lembra que passou a noite da véspera daquele jogo em claro. Corinthians revê rival neste domingo

Tite vai disputar na tarde de domingo seu 16º Majestoso, como é conhecido o clássico Corinthians x São Paulo. Como a permanência do técnico no Corinthians em 2014 ainda não está definida, pode ser o último de uma lista de jogos marcantes contra o rival do Morumbi, adversário que inaugurou a sua trajetória em preto e branco.

Qual seu palpite para o clássico deste domingo? Comente com outros leitores

Tite, técnico do Corinthians. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansTite, Edu Gaspar e Duílio Monteiro Alves em treino do Corinthians. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansTite conversa com elenco na véspera de jogo com o Botafogo. Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. CorinthiansTite orienta o Corinthians durante partida contra o Cruzeiro. Foto: Rodrigo Coca/Agência CorinthiansTite observa treino de finalização de Romarinho. O Corinthians tem um gol marcado nos últimos cinco jogos. Foto: Rodrigo Coca/Agência CorinthiansTite e Ralf em treino do Corinthians. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansTite lamenta atuação no jogo de ida contra o Luverdense. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansTite e Mário Gobbi antes de clássico contra o São Paulo em março de 2013. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansTite e Pato durante treino do Corinthians. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansTite conversa com Ney Frabco no intervalo do primeiro jogo da final da Recopa. Foto: Fernando Dantas/Gazeta PressTite em treino do Corinthians. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansTite treinou o Corinthians entre 2004 e 2005, ano da chegada de Tevez. Foram 51 jogos com 24 vitórias, 15 empates e 12 derrotas. . Foto: GazetaEm outubro de 2010 ele voltou ao clube para substituir Adilson Batista nas oito rodadas finais do Brasileirão. Foto: Gazeta PressTite e Ronaldo em 2010. Com cinco vitórias e três empates, a equipe de Tite terminou o Brasileirão em terceiro. Foto: Gazeta EsportivaA colocação obrigou o Corinthians a jogar a primeira fase da Libertadores de 2011 contra o Tolima. Foto: AETite, à beira do campo em Ibagué, onde o Corinthians perdeu por 2 a 0 e foi o primeiro time brasileiro eliminado antes da fase de grupos. Foto: Bruno WincklerNa volta ao Brasil, Tite foi criticado por torcedores, que queriam sua saída. Foto: AETite foi mantido no cargo apesar dos protestos. Foto: AETite e William Machado, que ficou 24 dias como gerente de futebol do Corinthians em fevereiro de 2011. Foto: AEMano Menezes e Tite no CT do Corinthians em março de 2011.. Foto: AEO Corinthians chegou à final do Paulistão de 2011, mas foi derrotado pelo Santos. Foto: AETite cumprimenta Falcão antes do jogo contra Internacional, no Pacaembu, um dos melhores do Corinthians no Brasileirão 2011. Foto: Futura PressTite e Danilo conversam na saída do campo da Vila Belmiro em clássico contra o Santos no Brasileiro de 2011. Foto: AEContra o Ceará, em agosto de 2011, Tite completou 100 jogos no comando do Corinthians. Ele recebeu uma placa da sua filha, Gabrielle. Foto: Gazeta PressTite ao lado de Mario Gobbi na festa dos 101 anos do Corinthians, em setembro de 2011. Foto: AETite e Adriano no banco de reservas do Orlando Scarpelli, em Florianópolis. O Corinthians venceu por 1 a 0 e poderia ter sido campeão brasileiro naquele 27/11/2011. Foto: AETite orienta o time na penúltima rodada do Brasileirão 2011. Foto: AEUma semana depois, após empate em 0 a 0 com o Palmeiras, o Corinthians foi campeão brasileiro. Foto: AEDepois do jogo, elenco corintiano atrasou coletiva de Tite ao dar banho de champanhe no treinador. Foto: AETite foi o 3º colocado no prêmio de melhor técnico do Brasileirão 2011. Foto: Gazeta PressTite pega a bola à beira do estádio de San Cristóbal, na Venezuela, na primeira partida do Corinthians na Libertadores de 2012: 1 a 1 contra o Táchira. Foto: AETite antes do primeiro primeiro jogo em casa pela Libertadores de 2012, contra o Nacional (PAR). Foto: Gazeta PressTite durante o treino na Cidade do México antes de Cruz Azul 0 x 0 Corinthians. Foto: AETite apreensivo antes do jogo contra o Cruz Azul, no Pacaembu. O Corinthians venceu por 1 a 0. Foto: Gazeta PressTite um dia antes do encerramento da fase de grupos da Libertadores 2012. O Corinthians fechou sua participação com um 6 a 0 no Táchira. Foto: AENo fim de semana seguinte, nas quartas de final do Paulistão, o Corinthians caiu para a Ponte Preta no Pacaembu: 2 a 3. Jogo fez Tite sacar Julio Cesar e dar chance a Cássio.. Foto: AETite comanda treino do Corinthians em Guayaquil, Equador, antes do jogo de ida contra o Emelec. Com Cássio, time segurou o 0 a 0. Foto: AETite gesticula com o time na vitória do Corinthians por 3 a 0 sobre o Emelec no jogo da volta. . Foto: Gazeta PressContra o Vasco, nas quartas de final, Tite gostou do 0 a 0 no jogo de ida em São Januário. Foto: AEExpulso no jogo da volta contra o Vasco, Tite viu do meio da torcida o gol de Paulinho na vitória por 1 a 0 que levou o Corinthians às semifinais. Foto: Gazeta PressTite cumprimenta Muricy Ramalho antes do jogo que determinou a classificação do Corinthians à final da Libertadores pela primeira vez na sua história.. Foto: Agência O GloboAntes do jogo contra o Boca Juniors, Tite surpreendeu e levou Romarinho para o banco. Ele havia feito dois gols contra o Palmeiras. Foto: Gazeta PressE entrando no fim do jogo, Romarinho marcou o gol do empate em 1 a 1 contra o Boca Juniors na Bombonera. Foto: AFPTite dá instruções durante o jogo contra o Boca. Ele nunca perdeu para times argentinos. Foto: EFEE assim veio a taça inédita para o Corinthians. Tite e o filho Matheus exibem o troféu.. Foto: Bruno WincklerTite conversa com o Padre Marcelo Rossi, que foi ao CT após a conquista da Libertadores. Foto: AETite recebe homenagem de diretor de futebol do Corinthians pela conquista da Libertadores. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansTite recebeu placa de agradecimento dos membros da Gaviões da Fiel pelo título da Libertadores. Foto: ReproduçãoTite prometeu trabalhar nas obras do estádio em Itaquera em caso de título da Libertadores. Promessa cumprida. Foto: Futura PressTite põe a mão na massa nas obras da Arena Corinthians. Foto: Reprodução/TwitterEntre julho e novembro de 2012, Tite preparou a equipe para o Mundial de Clubes. Foto: RAFAEL NEDDERMEYER/Marca BrasilGeraldo Delamore (de boné), Cleber Xavier e Tite. Os dois primeiros são auxiliares do treinador desde seu início de carreira. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansTite orienta crianças do GRAACC durante treino do Corinthians um mês antes do Mundial. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansEm Dubai, na primeira etapa da viagem até o Japão, Tite aproveitou para fazer compras. Foto: Divulgação/Agência CorinthiansTite e o gerente de futebol, Edu Gaspar, durante treino em Dubai, antes do embarque para Tóquio. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansTite desembarca com a equipe do Corinthians na capital japonesa. Foto: APEmerson e Tite dão entrevista protocolar da Fifa um dia após a chegada ao Japão. Foto: APTite, técnico do Corinthians, gesticula na primeira coletiva no Mundial de Clubes. Foto: APTite conversa com os torcedores que lotaram o treino aberto em Kariya, no Japão. Foto: ReutersNo hotel em Nagoya, Tite não abandonou seu chimarrão. Foto: Agência CorinthiansTite comanda treino na véspera da estreia da equipe no Mundial contra o Al Ahly: vitória por 1 a 0. Foto: ReutersTite, ao lado de Edu demais corintianos, assiste à vitória do Chelsea na semifinal do Mundial. Foto: Gazeta PressDavid Luiz discute com Tite após jogada durante a final contra o Chelsea. Foto: Getty ImagesTite exibe distintivo que os corintianos vão carregar na camisa em 2013. Foto: DivulgaçãoCantor Thiaguinho animou a festa do Corinthians nas ruas de São Paulo, mas técnico Tite roubou o microfone do pagodeiro. Foto: Futura PressNo início de 2013, Tite se certifica se está tudo certo com sua visão.. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansTite passa por exame de vista e brinca com fotógrafo do Corinthians. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansTite recebe Alexandre Pato, seu principal reforço para a temporada. Foto: Gazeta Press


A primeira das 259 partidas do gaúcho à frente do time do Parque São Jorge foi um empate por 1 a 1 com o rival do Morumbi, em 2004. Essa e outras jornadas, como a derrota por 1 a 0 que custou seu emprego em 2005, estão na memória do segundo homem que mais comandou a agremiação alvinegra.

"Tive momentos bons e ruins. Todo o mundo sabe que fui demitido em um jogo contra o São Paulo", disse Tite, que ainda franze as sobrancelhas ao recordar o pênalti perdido no finalzinho. "O Coelho bateu, e o Rogério Ceni pegou. O Kia (Joorabchian, dirigente da MSI, então controversa parceira do clube) queria que o Tevez batesse."

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

A estreia já havia causado bastante nervosismo. "O São Paulo era líder do Brasileiro, estava bem na Libertadores. De quinta para sexta, acertei contrato e não dormi. No domingo, empatamos por 1 a 1. Teve um gol de Renato de falta, a bola passou por baixo da barreira. Tínhamos tomado um gol da direita. Só para ficar em um exemplo. Tem coisa ruim e coisa boa", comentou o treinador.

Tem mesmo. Se caiu por uma derrota para o rival, Tite ganhou mais do que perdeu. É verdade que ele teve de esperar sua volta ao Corinthians, em 2010, mas ele acabou triunfando seis vezes, com cinco empates e quatro derrotas no total. Entre as alegrias, estão os jogos que decidiram a Recopa Sul-americana deste ano.

Leia mais: São Paulo e Corinthians fazem clássico tenso para definir quem se desespera

Até um mau resultado é lembrado com carinho. A equipe alvinegra perdeu em casa para os reservas do São Paulo na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2012. Foi o último jogo antes do embarque para o Mundial, derrota considerada importante na preparação.

"É sempre importante observar o contexto, não o fato isolado. O copo transborda porque está cheio, não pelo último pingo. Perdemos por 3 a 1 para o São Paulo no jogo que antecedeu a viagem ao Japão e fomos campeões mundiais. É o conjunto da obra", afirmou o comandante.

Seja qual for o resultado no Morumbi, será bonito o conjunto da obra de Tite no Majestoso e no Corinthians de uma maneira geral. Ainda é cedo para dizer se a parceria será mantida - a diretoria tem interesse, mas as conversas vão depender de como terminar o ano -, e o técnico prefere não exagerar na nostalgia.

"Cara, não fico pensando em mim, se vai ser o último. Se tem uma coisa que consegui passar na minha vida, foi a vaidade, a ostentação, ficar pensando em mim mesmo. O sabor de dividir talvez seja a maior lição que eu tenha trazido do esporte para a minha vida", concluiu Tite, louco para dividir com a Fiel mais um triunfo no Majestoso.

Confira os Majestosos de que participou Tite:

30/5/04 São Paulo 1 x 1 Corinthians (Brasileiro)
19/9/04 Corinthians 0 x 0 São Paulo (Brasileiro)
27/2/05 São Paulo 1 x 0 Corinthians (Paulista)
7/11/10 São Paulo 0 x 2 Corinthians (Brasileiro)
27/3/11 São Paulo 2 x 1 Corinthians (Paulista)
26/6/11 Corinthians 5 x 0 São Paulo (Brasileiro)
21/9/11 São Paulo 0 x 0 Corinthians (Brasileiro)
12/2/12 Corinthians 1 x 0 São Paulo (Paulista)
26/8/12 Corinthians 1 x 2 São Paulo (Brasileiro)
2/12/12 São Paulo 3 x 1 Corinthians (Brasileiro)
31/3/13 São Paulo 1 x 2 Corinthians (Paulista)
5/5/13 São Paulo (3) 0 x 0 (4) Corinthians (Paulista)
3/7/13 São Paulo 1 x 2 Corinthians (Recopa)
17/7/13 Corinthians 2 x 0 São Paulo (Recopa)
28/7/13 Corinthians 0 x 0 São Paulo (Brasileiro)

Leia tudo sobre: TiteCorinthiansbrasileiraoigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas