No sufoco, Atlético-PR bate a Portuguesa na Vila Capanema

Por Gazeta | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Com gol logo aos dois minutos de jogo, paranaenses ganharam por 1 a 0 e seguem firme na bruga por uma vaga na Libertadores

Com um resultado magro e sob pressão do adversário, o Atlético-PR venceu a Portuguesa, por 1 a 0, na Vila Capanema, e segue a passos largos para garantir um lugar no G4 do Campeonato Brasileiro e, consequentemente, a sonhada vaga para a Libertadores da América. Com o resultado, o Atlético-PR chegou aos 48 pontos, na quarta colocação, enquanto a Lusa, com 34 pontos, fica na 14ª posição.

Confira as imagens da 28ª rodada do Campeonato Brasileiro

Seedorf e Elias durante clássico entre Botafogo e Flamengo. Foto: Flickr/Botafogo F.R.Rafael Marques e Elias disputam a bola no clássico do Maracanã. Atacante marcou o segundo gol do Botafogo. Foto: Dhavid Normando/FuturapressO meia Gegê corre para festejar com os reservas do Botafogo o gol de empate no clássico contra o Flamengo. Foto: Fabio Castro/Agif/Gazeta PressHernane (à esq) e Carlos Eduardo comemoram o gol do Flamengo, o primeiro no clássico do Maracanã, contra o Botafogo. Foto: Dhavid Normando/FuturapressAjoelhado, Marcelo Cirino comemora o gol do Atlético-PR sobre a Portuguasa, marcado logo no início do jogo. Foto: Giuliano Gomes/Gazeta PressO atacante Walter corre para festejar o primeiro gol do Goiás diante do Bahia, no Serra Dourada. Foto: Futura Press/Carlos CostaCabisbaixo, o são-paulino Rogério Ceni volta ao seu gol, após perder pênalti contra o Corinthians. Foto: Futura Press/Léo PinheiroCássio defendeu a cobrança de pênalti de Rogério Ceni no final do clássico no Morumbi. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansCássio comemora a defesa de pênalti contra o São Paulo. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansTite e Cássio após o 0 a 0 do Corinthians no Morumbi. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansO são-paulino Aloíso e o corintiano Paulo Andrpe brigam pela posse de bola no clássico do Morumbi. Foto: Luís Moura/Gazeta PressTorcedores do São Paulo enfrentam os policiais na arquibancada do Morumbi. Foto: Miguel Schincariol/Gazeta PressAdemilson tenta passar pela marcação dos corintianos Emerson e Alessandro. Foto: Djalma Vassão/Gazeta PressO atacante Fernandinho, do Atlético-MG chuta para defesa do goleiro Fábio, do Cruzeiro. Foto: Futura Press/Cristiane MattosO atacante Fernandinho vibra após marcar o gol da vitória do Atlético-MG no clássico contra o Cruzeiro. Foto: Flickr/Atltético-MGWellington Paulista comemora seu primeiro gol no duelo entre Criciúma e Vasco. Foto: Fernando Ribeiro/Futura PressO atacante André comemora seu gol pelo Vasco, que no entanto acabou perdendo para o Criciúma por 3 a 2. Foto: Flickr/Vasco da GamaApós marcar o primeiro gol do Internacional, D'Alessandro corre para festejar seu gol. Foto: Luiz Munhoz/Gazeta PressRicardo Berna voa, mas não consegue defender o chute de D'Alessandro no primeiro gol do Internacional diante do Náutico. Foto: Divulgação/NáuticoLins é abraçado pelos compamheiros após marcar o segundo gol do Criciúma diante do Vasco. Foto: Fernando Ribeiro/Futura PressTorcedores do Cruzeiro brigaram entre eles antes do clássico contra o Atlético-MG no estádio Independência. Foto: Yuri Edmundo/Gazeta PressWillian e Lucas Silva cercam Diego Tardelli durante o clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro. Foto: Paulo Fonseca/FuturapressSão-paulinos queimam camisa do Corinthians dentro do Morumbi. Foto: Marcello Zambrana/Inovafoto/Gazeta PressÔnibus do Corinthians chega ao Morumbi para o clássico contra o São Paulo. Foto: Mauro Horita/Agif/Gazeta PressDe volta à equipe, o argentino Montillo também marcou seu gol para o Santos diante da Ponte Preta. Foto: Djalma Vassão/Gazeta PressEverton Costa marcou o primeiro gol da vitória do Santos sobre a Ponte Preta. Foto: Gazeta Press/MAURO HORITAGeraldo marcou o gol de honra do Coritiba em Salvador . Foto: Romildo de Jesus/Futura PressMarquinhos marcou o primeiro gol do Vitória sobre o Coritiba. Foto: Edson Ruiz/Gazeta PressBressan comemora o gol do Grêmio contra o Fluminense no Maracanã. Foto: Pedro Martins/Agif/Gazeta PressRafael Sóbis marcou o gol de empate do Flu no final do jogo. Foto: PhotocameraRafael Sóbis comemora o gol de empate do Fluminense contra o Grêmio. Foto: Ricardo Ayres/PhotocameraBiro-Biro e Pará em lance de Fluminense x Grêmio no Maracanã. O jogador do Flu foi expulso. Foto: Ricardo Ayres/Photocamera

Confira a classificação atualizada, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

Logo aos dois minutos do primeiro tempo, Marcelo recebeu do maestro Paulo Baier e tocou na saída do goleiro para abrir o placar. O gol logo cedo parecia prenúncio de goleada, mas partida se equilibrou, e a única bola a balançar as redes definiu a contagem final.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Na próxima rodada, o Atlético Paranaense enfrenta o Atlético Mineiro, quarta-feira, na Vila Capanema, em Curitiba. Já a Portuguesa terá pela frente o Criciúma, no mesmo dia, no Estádio Heriberto Hulse.

O jogo - O Furacão precisou de apenas dois minutos para abrir o placar, com Marcelo, que recebeu lançamento açucarado do maestro Paulo Baier e tocou a saída de Lauro para balançar as redes. O Rubro-Negro começou em um ritmo alucinante. Aos sete minutos foi a vez de Ederson receber na área e soltar um petardo, pela linha de fundo.

O Atlético marcava forte, tentado roubar a bola para contra-atacar. Aos 15 minutos, Paulo Baier levantou para Ederson, que testou pela linha de fundo. Aos 20 minutos, Zezinho foi acionado no ataque, bateu em direção ao gol e desperdiçou boa chance. Na resposta, Henrique girou sobre a marcação e chutou com perigo, assustando Weverton. A Lusa aos poucos equilibrava as ações.

Mais Portuguesa no ataque aos 22 minutos, Henrique desviou cruzamento e Weverton, em dois tempos, fez boa intervenção. Em cobrança de falta, aos 33 minutos, Paulo Baier deu trabalho para Lauro, que cedeu escanteio. Aos 33 minutos, o desvio do meia atleticano foi dentro da área e o goleiro paulista agarrou. Aos 42 minutos, Valdomiro desviou e Léo apareceu para afastar.

Para a etapa final, a Lusa voltou com Wanderson no lugar de Henrique e com uma postura mais ofensiva. Aos dois minutos, Rogério fez o cruzamento e Wanderson tocou de primeira pela linha de fundo. Aos sete minutos, Bergson fez o giro e acertou a defesa rubro-negra. Wanderson perdeu mais uma grande oportunidade, aos 14 minutos, na cara do gol, mas com um chute fraco.

O técnico Vagner Mancini, vendo o time pressionado, colocou em campo Marco Antônio e Roger, tentando dar um novo gás ao sistema ofensivo e, ao mesmo tempo, protegendo o meio-campo. Aos 22 minutos, Baier cobrou falta, Lauro soltou e Manoel isolou. O maestro rubro-negro teve a chance de matar a partida aos 27 minutos, invadindo a área e tocando para o gol. Luís Ricardo apareceu para tirar em cima da linha.

O Furacão passava sufoco para conseguir administrar o resultado. Aos 33 minutos, Bruno Henrique ajeitou para Bergson, que arrematou por cima da meta, sem perigo. A Lusa dominava totalmente as ações. Aos 39 minutos, Luís Ricardo fez a jogada, abriu espaço e chutou cruzado, pela linha de fundo. Héverton apareceu com liberdade aos 42 minutos e o árbitro parou o lance para marcar um impedimento polêmico. Aos 47 minutos, Lauro foi para a área duas vezes, mas a defesa afastou o perigo para garantir os três pontos.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 1 X 0 PORTUGUESA

Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 13 de outubro de 2013, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios e Neuza Ines Back
Cartões amarelos: Luiz Alberto e Marcelo (Atlético-PR); Valdomiro, Moisés (Portuguesa)
GOL: ATLÉTICO-PR: Marcelo, aos 2 minutos do primeiro tempo

ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Zezinho (Marco Antônio) e Paulo Baier; Marcelo (Douglas Coutinho) e Ederson (Roger)
Técnico: Vagner Mancini

PORTUGUESA: Lauro; Luis Ricardo, Moisés Moura, Valdomiro, Rogério, Correa (Jean Mota), Bruno Henrique (Wanderson), Moisés e Souza (Héverton); Gilberto e Bergson
Técnico: Guto Ferreira

Leia tudo sobre: atlético-prportuguesaBrasileirãoigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas