Com gol logo aos dois minutos de jogo, paranaenses ganharam por 1 a 0 e seguem firme na bruga por uma vaga na Libertadores

Com um resultado magro e sob pressão do adversário, o Atlético-PR  venceu a Portuguesa , por 1 a 0, na Vila Capanema, e segue a passos largos para garantir um lugar no G4 do Campeonato Brasileiro e, consequentemente, a sonhada vaga para a Libertadores da América. Com o resultado, o Atlético-PR chegou aos 48 pontos, na quarta colocação, enquanto a Lusa, com 34 pontos, fica na 14ª posição.

Confira as imagens da 28ª rodada do Campeonato Brasileiro

Confira a classificação atualizada, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

Logo aos dois minutos do primeiro tempo, Marcelo recebeu do maestro Paulo Baier e tocou na saída do goleiro para abrir o placar. O gol logo cedo parecia prenúncio de goleada, mas partida se equilibrou, e a única bola a balançar as redes definiu a contagem final.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Na próxima rodada, o Atlético Paranaense enfrenta o Atlético Mineiro, quarta-feira, na Vila Capanema, em Curitiba. Já a Portuguesa terá pela frente o Criciúma, no mesmo dia, no Estádio Heriberto Hulse.

O jogo - O Furacão precisou de apenas dois minutos para abrir o placar, com Marcelo, que recebeu lançamento açucarado do maestro Paulo Baier e tocou a saída de Lauro para balançar as redes. O Rubro-Negro começou em um ritmo alucinante. Aos sete minutos foi a vez de Ederson receber na área e soltar um petardo, pela linha de fundo.

O Atlético marcava forte, tentado roubar a bola para contra-atacar. Aos 15 minutos, Paulo Baier levantou para Ederson, que testou pela linha de fundo. Aos 20 minutos, Zezinho foi acionado no ataque, bateu em direção ao gol e desperdiçou boa chance. Na resposta, Henrique girou sobre a marcação e chutou com perigo, assustando Weverton. A Lusa aos poucos equilibrava as ações.

Mais Portuguesa no ataque aos 22 minutos, Henrique desviou cruzamento e Weverton, em dois tempos, fez boa intervenção. Em cobrança de falta, aos 33 minutos, Paulo Baier deu trabalho para Lauro, que cedeu escanteio. Aos 33 minutos, o desvio do meia atleticano foi dentro da área e o goleiro paulista agarrou. Aos 42 minutos, Valdomiro desviou e Léo apareceu para afastar.

Para a etapa final, a Lusa voltou com Wanderson no lugar de Henrique e com uma postura mais ofensiva. Aos dois minutos, Rogério fez o cruzamento e Wanderson tocou de primeira pela linha de fundo. Aos sete minutos, Bergson fez o giro e acertou a defesa rubro-negra. Wanderson perdeu mais uma grande oportunidade, aos 14 minutos, na cara do gol, mas com um chute fraco.

O técnico Vagner Mancini, vendo o time pressionado, colocou em campo Marco Antônio e Roger, tentando dar um novo gás ao sistema ofensivo e, ao mesmo tempo, protegendo o meio-campo. Aos 22 minutos, Baier cobrou falta, Lauro soltou e Manoel isolou. O maestro rubro-negro teve a chance de matar a partida aos 27 minutos, invadindo a área e tocando para o gol. Luís Ricardo apareceu para tirar em cima da linha.

O Furacão passava sufoco para conseguir administrar o resultado. Aos 33 minutos, Bruno Henrique ajeitou para Bergson, que arrematou por cima da meta, sem perigo. A Lusa dominava totalmente as ações. Aos 39 minutos, Luís Ricardo fez a jogada, abriu espaço e chutou cruzado, pela linha de fundo. Héverton apareceu com liberdade aos 42 minutos e o árbitro parou o lance para marcar um impedimento polêmico. Aos 47 minutos, Lauro foi para a área duas vezes, mas a defesa afastou o perigo para garantir os três pontos.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 1 X 0 PORTUGUESA

Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 13 de outubro de 2013, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios e Neuza Ines Back
Cartões amarelos: Luiz Alberto e Marcelo (Atlético-PR); Valdomiro, Moisés (Portuguesa)
GOL: ATLÉTICO-PR: Marcelo, aos 2 minutos do primeiro tempo

ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Zezinho (Marco Antônio) e Paulo Baier; Marcelo (Douglas Coutinho) e Ederson (Roger)
Técnico: Vagner Mancini

PORTUGUESA: Lauro; Luis Ricardo, Moisés Moura, Valdomiro, Rogério, Correa (Jean Mota), Bruno Henrique (Wanderson), Moisés e Souza (Héverton); Gilberto e Bergson
Técnico: Guto Ferreira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.