Muricy se diz preocupado com falhas constantes nas finalizações do São Paulo

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Time do Morumbi teve mais chances de gol no jogo contra o Corinthians, mas ficou no 0 a 0

O São Paulo criou mais oportunidades do que o Corinthians no primeiro tempo do clássico deste domingo, mas não conseguiu finalizar bem. Depois do empate por 0 a 0, no estádio do Morumbi, o técnico Muricy Ramalho lamentou pelo excesso de oportunidades perdidas pelo Tricolor.

Veja a classificação, tabela de jogos, notícias e artilharia do Campeonato Brasileiro

Seedorf e Elias durante clássico entre Botafogo e Flamengo. Foto: Flickr/Botafogo F.R.Rafael Marques e Elias disputam a bola no clássico do Maracanã. Atacante marcou o segundo gol do Botafogo. Foto: Dhavid Normando/FuturapressO meia Gegê corre para festejar com os reservas do Botafogo o gol de empate no clássico contra o Flamengo. Foto: Fabio Castro/Agif/Gazeta PressHernane (à esq) e Carlos Eduardo comemoram o gol do Flamengo, o primeiro no clássico do Maracanã, contra o Botafogo. Foto: Dhavid Normando/FuturapressAjoelhado, Marcelo Cirino comemora o gol do Atlético-PR sobre a Portuguasa, marcado logo no início do jogo. Foto: Giuliano Gomes/Gazeta PressO atacante Walter corre para festejar o primeiro gol do Goiás diante do Bahia, no Serra Dourada. Foto: Futura Press/Carlos CostaCabisbaixo, o são-paulino Rogério Ceni volta ao seu gol, após perder pênalti contra o Corinthians. Foto: Futura Press/Léo PinheiroCássio defendeu a cobrança de pênalti de Rogério Ceni no final do clássico no Morumbi. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansCássio comemora a defesa de pênalti contra o São Paulo. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansTite e Cássio após o 0 a 0 do Corinthians no Morumbi. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansO são-paulino Aloíso e o corintiano Paulo Andrpe brigam pela posse de bola no clássico do Morumbi. Foto: Luís Moura/Gazeta PressTorcedores do São Paulo enfrentam os policiais na arquibancada do Morumbi. Foto: Miguel Schincariol/Gazeta PressAdemilson tenta passar pela marcação dos corintianos Emerson e Alessandro. Foto: Djalma Vassão/Gazeta PressO atacante Fernandinho, do Atlético-MG chuta para defesa do goleiro Fábio, do Cruzeiro. Foto: Futura Press/Cristiane MattosO atacante Fernandinho vibra após marcar o gol da vitória do Atlético-MG no clássico contra o Cruzeiro. Foto: Flickr/Atltético-MGWellington Paulista comemora seu primeiro gol no duelo entre Criciúma e Vasco. Foto: Fernando Ribeiro/Futura PressO atacante André comemora seu gol pelo Vasco, que no entanto acabou perdendo para o Criciúma por 3 a 2. Foto: Flickr/Vasco da GamaApós marcar o primeiro gol do Internacional, D'Alessandro corre para festejar seu gol. Foto: Luiz Munhoz/Gazeta PressRicardo Berna voa, mas não consegue defender o chute de D'Alessandro no primeiro gol do Internacional diante do Náutico. Foto: Divulgação/NáuticoLins é abraçado pelos compamheiros após marcar o segundo gol do Criciúma diante do Vasco. Foto: Fernando Ribeiro/Futura PressTorcedores do Cruzeiro brigaram entre eles antes do clássico contra o Atlético-MG no estádio Independência. Foto: Yuri Edmundo/Gazeta PressWillian e Lucas Silva cercam Diego Tardelli durante o clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro. Foto: Paulo Fonseca/FuturapressSão-paulinos queimam camisa do Corinthians dentro do Morumbi. Foto: Marcello Zambrana/Inovafoto/Gazeta PressÔnibus do Corinthians chega ao Morumbi para o clássico contra o São Paulo. Foto: Mauro Horita/Agif/Gazeta PressDe volta à equipe, o argentino Montillo também marcou seu gol para o Santos diante da Ponte Preta. Foto: Djalma Vassão/Gazeta PressEverton Costa marcou o primeiro gol da vitória do Santos sobre a Ponte Preta. Foto: Gazeta Press/MAURO HORITAGeraldo marcou o gol de honra do Coritiba em Salvador . Foto: Romildo de Jesus/Futura PressMarquinhos marcou o primeiro gol do Vitória sobre o Coritiba. Foto: Edson Ruiz/Gazeta PressBressan comemora o gol do Grêmio contra o Fluminense no Maracanã. Foto: Pedro Martins/Agif/Gazeta PressRafael Sóbis marcou o gol de empate do Flu no final do jogo. Foto: PhotocameraRafael Sóbis comemora o gol de empate do Fluminense contra o Grêmio. Foto: Ricardo Ayres/PhotocameraBiro-Biro e Pará em lance de Fluminense x Grêmio no Maracanã. O jogador do Flu foi expulso. Foto: Ricardo Ayres/Photocamera

"Estamos fazendo um bom trabalho, mas não transformamos a imposição do primeiro tempo em gols. Isso nos preocupa um pouco. Temos de continuar organizados, sabendo o que fazemos em campo. Quando tivemos a parte física a nosso favor, dominamos o Corinthians", comentou o treinador.

Maicon e Ademilson perderam as melhores chances do Tricolor no primeiro tempo, mas o principal lance do time mandante foi o pênalti batido por Rogério Ceni e defendido por Cássio, aos 44 minutos da etapa complementar.

Os números do São Paulo no Campeonato Brasileiro deixam clara a dificuldade do time em balançar as redes. Nos 28 jogos que disputou, o Tricolor marcou apenas 26 vezes, tendo índice superior somente do que Corinthians (22 gols) e Náutico (19).

Mesmo preocupado com o aproveitamento de sua equipe, Muricy Ramalho alega que não tem tempo de aperfeiçoar os arremates, já que um esforço maior nos treinos poderia dar problemas musculares nesta reta final de competição, com dois jogos por semana.

"Não tem como resolvermos com treinamentos, porque é uma coisa de finalização e arrebentaria os caras. Nosso time depende muito de esquema tático e estamos jogando bem, mas precisamos concluir melhor", completou.

Leia tudo sobre: são paulobrasileirãoigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas