Jayme vê evolução e anota ‘receita’ para encontro com Botafogo na Copa do Brasil

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Técnico do Flamengo disse ter tirado lições em derrota para confronto mata-mata no dia 23

Alexandre Vidal/Fla Imagem
Jayme de Almeida, técnico do Flamengo

Flamengo e Botafogo se enfrentaram pela penúltima vez em 2013 no último domingo, no Maracanã, em partida válida pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Alvinegro venceu por 2 a 1, mas, apesar disto, o treinador flamenguista, Jayme de Almeida, mostrou-se satisfeito com o desempenho de sua equipe. A ponto de usar a partida deste fim de semana como um modelo a ser seguido no reencontro com o Botafogo, pelo jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil, no fim do mês.

Veja a classificação, tabela de jogos, notícias e artilharia do Campeonato Brasileiro

"A Copa do Brasil é mata-mata. Temos condições de repetir um jogo desse nível. Foi uma partida bonita, vibrante dos dois lados. Podemos tentar repetir isso no dia 23 (de outubro) e, se o fizermos, será muito difícil ganhar da gente. Com a torcida do lado o time fica ainda mais forte", afirmou.

Na partida do último domingo, o Flamengo abriu o placar aos 13 minutos do primeiro tempo com Hernane. A partir daí, recuou demais e passou a apostar somente nos contra-ataques. O Botafogo, então, cresceu, chegou ao empate com Gegê no final da primeira etapa, e conseguiu a virada com Rafael Marques já no segundo tempo. O Rubro-Negro pressionou nos últimos minutos, chegou a acertar uma bola na trave com Elias, e, não fosse algumas defesas de Renan, poderia sair de campo com um resultado melhor.

Veja lances e gols da 28ª rodada do Campeonato Brasileiro

Seedorf e Elias durante clássico entre Botafogo e Flamengo. Foto: Flickr/Botafogo F.R.Rafael Marques e Elias disputam a bola no clássico do Maracanã. Atacante marcou o segundo gol do Botafogo. Foto: Dhavid Normando/FuturapressO meia Gegê corre para festejar com os reservas do Botafogo o gol de empate no clássico contra o Flamengo. Foto: Fabio Castro/Agif/Gazeta PressHernane (à esq) e Carlos Eduardo comemoram o gol do Flamengo, o primeiro no clássico do Maracanã, contra o Botafogo. Foto: Dhavid Normando/FuturapressAjoelhado, Marcelo Cirino comemora o gol do Atlético-PR sobre a Portuguasa, marcado logo no início do jogo. Foto: Giuliano Gomes/Gazeta PressO atacante Walter corre para festejar o primeiro gol do Goiás diante do Bahia, no Serra Dourada. Foto: Futura Press/Carlos CostaCabisbaixo, o são-paulino Rogério Ceni volta ao seu gol, após perder pênalti contra o Corinthians. Foto: Futura Press/Léo PinheiroCássio defendeu a cobrança de pênalti de Rogério Ceni no final do clássico no Morumbi. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansCássio comemora a defesa de pênalti contra o São Paulo. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansTite e Cássio após o 0 a 0 do Corinthians no Morumbi. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansO são-paulino Aloíso e o corintiano Paulo Andrpe brigam pela posse de bola no clássico do Morumbi. Foto: Luís Moura/Gazeta PressTorcedores do São Paulo enfrentam os policiais na arquibancada do Morumbi. Foto: Miguel Schincariol/Gazeta PressAdemilson tenta passar pela marcação dos corintianos Emerson e Alessandro. Foto: Djalma Vassão/Gazeta PressO atacante Fernandinho, do Atlético-MG chuta para defesa do goleiro Fábio, do Cruzeiro. Foto: Futura Press/Cristiane MattosO atacante Fernandinho vibra após marcar o gol da vitória do Atlético-MG no clássico contra o Cruzeiro. Foto: Flickr/Atltético-MGWellington Paulista comemora seu primeiro gol no duelo entre Criciúma e Vasco. Foto: Fernando Ribeiro/Futura PressO atacante André comemora seu gol pelo Vasco, que no entanto acabou perdendo para o Criciúma por 3 a 2. Foto: Flickr/Vasco da GamaApós marcar o primeiro gol do Internacional, D'Alessandro corre para festejar seu gol. Foto: Luiz Munhoz/Gazeta PressRicardo Berna voa, mas não consegue defender o chute de D'Alessandro no primeiro gol do Internacional diante do Náutico. Foto: Divulgação/NáuticoLins é abraçado pelos compamheiros após marcar o segundo gol do Criciúma diante do Vasco. Foto: Fernando Ribeiro/Futura PressTorcedores do Cruzeiro brigaram entre eles antes do clássico contra o Atlético-MG no estádio Independência. Foto: Yuri Edmundo/Gazeta PressWillian e Lucas Silva cercam Diego Tardelli durante o clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro. Foto: Paulo Fonseca/FuturapressSão-paulinos queimam camisa do Corinthians dentro do Morumbi. Foto: Marcello Zambrana/Inovafoto/Gazeta PressÔnibus do Corinthians chega ao Morumbi para o clássico contra o São Paulo. Foto: Mauro Horita/Agif/Gazeta PressDe volta à equipe, o argentino Montillo também marcou seu gol para o Santos diante da Ponte Preta. Foto: Djalma Vassão/Gazeta PressEverton Costa marcou o primeiro gol da vitória do Santos sobre a Ponte Preta. Foto: Gazeta Press/MAURO HORITAGeraldo marcou o gol de honra do Coritiba em Salvador . Foto: Romildo de Jesus/Futura PressMarquinhos marcou o primeiro gol do Vitória sobre o Coritiba. Foto: Edson Ruiz/Gazeta PressBressan comemora o gol do Grêmio contra o Fluminense no Maracanã. Foto: Pedro Martins/Agif/Gazeta PressRafael Sóbis marcou o gol de empate do Flu no final do jogo. Foto: PhotocameraRafael Sóbis comemora o gol de empate do Fluminense contra o Grêmio. Foto: Ricardo Ayres/PhotocameraBiro-Biro e Pará em lance de Fluminense x Grêmio no Maracanã. O jogador do Flu foi expulso. Foto: Ricardo Ayres/Photocamera

"Fiquei orgulhoso de ver o Flamengo na noite deste domingo. É uma derrota doída, porque nós merecíamos um resultado melhor. Com todo respeito ao Botafogo, acho que merecíamos sair daqui no mínimo com um empate", declarou Jayme, antes de continuar: "Perder é uma sensação muito ruim, e perder da forma como perdemos é pior ainda. Se o Botafogo tivesse sido melhor, aceitaríamos com mais facilidade. Mas pressionamos e não marcamos".

A derrota fez o Flamengo cair três posições na tabela do Campeonato Brasileiro. Agora no 10º posto, a cinco pontos da zona de rebaixamento e a onze do grupo dos quatro primeiros colocados, o Rubro-Negro busca a reabilitação já nesta quarta-feira, no mesmo estádio do Maracanã, às 21h50 (de Brasília), diante do Bahia. O reencontro com o Botafogo, válido pela Copa do Brasil, por sua vez, acontece no próximo dia 23. O primeiro jogo acabou empatado por 1 a 1, e quem vencer garante vaga nas semifinais.

Leia tudo sobre: Flamengobrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas