Técnico assumiu o lugar após a demissão de Muricy Ramalho e, mais tarde, foi efetivado pelo time da Vila Belmiro no cargo

Alvo de desconfiança por parte da torcida e da diretoria do Santos , o técnico Claudinei Oliveira, que assumiu o comando da equipe após a demissão de Muricy Ramalho, em maio deste ano, disse que a primeira experiência como técnico de um time principal está sendo proveitosa, apesar da pressão sofrida.

O que acha de Claudinei no comando do Santos? Comente com outros leitores

"Às vezes pessoas próximas me falam: ‘não sei como você aguenta essa pressão, no seu lugar já teria saído’. Eu penso que estou fazendo um bom trabalho, meu percentual (de aproveitamento) não é tão ruim. E, assumir no lugar do Muricy, um cara multicampeão, não é fácil. Mas desde o primeiro momento, contei com o apoio de todos os jogadores", disse.

Leia mais: Santos toma susto no fim, mas vence a Ponte e sobe na tabela do Brasileirão


O treinador demonstrou alívio após a vitória conquistada neste sábado, diante da Ponte Preta, no Pacaembu. Com o resultado, o Santos chegou aos 39 pontos, afastou-se da zona de rebaixamento e se reaproximou do G-4 do Campeonato Brasileiro.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

"Muito maior que o Claudinei e os jogadores, é o Santos. É uma equipe que, por sua história, precisa se preocupar em sempre estar numa posição de destaque", declarou.

O Peixe volta a campo na próxima quarta-feira, para enfrentar o Internacional, na Vila Belmiro, em partida válida pela 29ª rodada do Brasileirão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.