Vitória vence em casa e complica situação do Coritiba no Brasileiro

Por Gazeta | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Resultado de 2 a 1 coloca o time baiano na quinta colocação do Nacional, enquanto os paranaenses estão em 15º

O Vitória fez a lição de casa diante do aniversariante Coritiba e venceu por 2 a 1, no Estádio Barradão, se reabilitando no Campeonato Brasileiro 2013. Com o resultado, a equipe rubro-negra chega aos 40 pontos, na quinta colocação. Já o time paranaense, que não contou com Alex, com 34 pontos, estacionou na 15ª colocação e terá que secar os adversários diretos se não quiser terminar a rodada na zona de rebaixamento.

Veja as fotos da 28ª rodada do Campeonato Brasileiro

Seedorf e Elias durante clássico entre Botafogo e Flamengo. Foto: Flickr/Botafogo F.R.Rafael Marques e Elias disputam a bola no clássico do Maracanã. Atacante marcou o segundo gol do Botafogo. Foto: Dhavid Normando/FuturapressO meia Gegê corre para festejar com os reservas do Botafogo o gol de empate no clássico contra o Flamengo. Foto: Fabio Castro/Agif/Gazeta PressHernane (à esq) e Carlos Eduardo comemoram o gol do Flamengo, o primeiro no clássico do Maracanã, contra o Botafogo. Foto: Dhavid Normando/FuturapressAjoelhado, Marcelo Cirino comemora o gol do Atlético-PR sobre a Portuguasa, marcado logo no início do jogo. Foto: Giuliano Gomes/Gazeta PressO atacante Walter corre para festejar o primeiro gol do Goiás diante do Bahia, no Serra Dourada. Foto: Futura Press/Carlos CostaCabisbaixo, o são-paulino Rogério Ceni volta ao seu gol, após perder pênalti contra o Corinthians. Foto: Futura Press/Léo PinheiroCássio defendeu a cobrança de pênalti de Rogério Ceni no final do clássico no Morumbi. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansCássio comemora a defesa de pênalti contra o São Paulo. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansTite e Cássio após o 0 a 0 do Corinthians no Morumbi. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansO são-paulino Aloíso e o corintiano Paulo Andrpe brigam pela posse de bola no clássico do Morumbi. Foto: Luís Moura/Gazeta PressTorcedores do São Paulo enfrentam os policiais na arquibancada do Morumbi. Foto: Miguel Schincariol/Gazeta PressAdemilson tenta passar pela marcação dos corintianos Emerson e Alessandro. Foto: Djalma Vassão/Gazeta PressO atacante Fernandinho, do Atlético-MG chuta para defesa do goleiro Fábio, do Cruzeiro. Foto: Futura Press/Cristiane MattosO atacante Fernandinho vibra após marcar o gol da vitória do Atlético-MG no clássico contra o Cruzeiro. Foto: Flickr/Atltético-MGWellington Paulista comemora seu primeiro gol no duelo entre Criciúma e Vasco. Foto: Fernando Ribeiro/Futura PressO atacante André comemora seu gol pelo Vasco, que no entanto acabou perdendo para o Criciúma por 3 a 2. Foto: Flickr/Vasco da GamaApós marcar o primeiro gol do Internacional, D'Alessandro corre para festejar seu gol. Foto: Luiz Munhoz/Gazeta PressRicardo Berna voa, mas não consegue defender o chute de D'Alessandro no primeiro gol do Internacional diante do Náutico. Foto: Divulgação/NáuticoLins é abraçado pelos compamheiros após marcar o segundo gol do Criciúma diante do Vasco. Foto: Fernando Ribeiro/Futura PressTorcedores do Cruzeiro brigaram entre eles antes do clássico contra o Atlético-MG no estádio Independência. Foto: Yuri Edmundo/Gazeta PressWillian e Lucas Silva cercam Diego Tardelli durante o clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro. Foto: Paulo Fonseca/FuturapressSão-paulinos queimam camisa do Corinthians dentro do Morumbi. Foto: Marcello Zambrana/Inovafoto/Gazeta PressÔnibus do Corinthians chega ao Morumbi para o clássico contra o São Paulo. Foto: Mauro Horita/Agif/Gazeta PressDe volta à equipe, o argentino Montillo também marcou seu gol para o Santos diante da Ponte Preta. Foto: Djalma Vassão/Gazeta PressEverton Costa marcou o primeiro gol da vitória do Santos sobre a Ponte Preta. Foto: Gazeta Press/MAURO HORITAGeraldo marcou o gol de honra do Coritiba em Salvador . Foto: Romildo de Jesus/Futura PressMarquinhos marcou o primeiro gol do Vitória sobre o Coritiba. Foto: Edson Ruiz/Gazeta PressBressan comemora o gol do Grêmio contra o Fluminense no Maracanã. Foto: Pedro Martins/Agif/Gazeta PressRafael Sóbis marcou o gol de empate do Flu no final do jogo. Foto: PhotocameraRafael Sóbis comemora o gol de empate do Fluminense contra o Grêmio. Foto: Ricardo Ayres/PhotocameraBiro-Biro e Pará em lance de Fluminense x Grêmio no Maracanã. O jogador do Flu foi expulso. Foto: Ricardo Ayres/Photocamera

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O Leão precisou de 12 minutos para abrir o placar, com Marquinhos, que aproveitou vacilo da zaga adversário para pegar de primeira e balançar as redes. Geraldo deixou tudo igual aos 46 minutos, com um belo chute. Na segunda etapa, aos 25 minutos, Dinei pegou sobra de bola para fuzilar para as redes.

Na próxima rodada, o Vitória volta a campo na quinta-feira, quando recebe o Botafogo, novamente no Barradão. Já o Coritiba encara a Ponte Preta, quarta-feira, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

O jogo

O Vitória começou com maior posse de bola e tentando pressionar, mas encontrou uma defesa bem postada. O Coritiba, pro sua vez, esperava para buscar o contra ataque. As sete minutos, Geraldo levantou na área e Michel saiu para interceptar. A resposta, entretanto, foi fatal. Aos 12 minutos, Juan pegou sobra de bola e cruzou para Marquinhos, que pegou de primeira para abrir o placar.

O primeiro chute a gol do Coxa aconteceu apenas aos 17 minutos, com o angolano Geraldo, que pegou bonito na bola, mas mandou pela linha de fundo. Aos 22 minutos, Júlio César aproveitou torça de passes pelo alto e cabeceou nas mãos de Wilson. Boa roubada de bola de Robinho, aos 27 minutos, mas na sequência o chute saiu fraco, em cima da defesa rubro-negra.

O Coritiba melhorou, mas ainda sofria com as investidas baianas. Aos 29 minutos, Renato Cajá deixou a defesa coxa-branca para trás e bateu para grande defesa de Vanderlei. O camisa 1 alviverde voltou a trabalhar bem aos 39 minutos, em chute forte de Marquinhos. Cobrando falta, Ayrton levou perigo, aos 43 minutos, Vanderlei nem se mexeu. Porém, aos 46 minutos, Geraldo acertou um belo chute pra deixar tudo igual.

Depois do intervalo, as equipes retornaram sem modificações. O Coritiba adiantou um pouco a marcação para evitar a pressão da etapa inicial. Aos sete minutos, Marquinhos fez a jogada individual, mas não passou pela última linha de defensores. Aos nove minutos, novamente em cobrança de falta, Ayrton bateu no ângulo e Vanderlei defendeu com a ponta dos dedos.

O Alviverde voltou a parecer no ataque, aos 15 minutos, com Júnior Urso, com uma testada forte, para fora. O troco veio na sequência, com Cáceres, que bateu na rede, pelo lado de fora. Ayrton era a principal arma do Vitoria nas bolas paradas. Aos 20 minutos, o lateral cobrou falta, mas desta vê isolou. Até que, aos 25 minutos, Dinei aproveitou sobra de bola para estufar as redes.

Com o segundo gol e as modificações feitas por Chamusca, o Alviverde caiu de produção e ainda contava com a falta de pontaria do ataque, como aos 34 minutos, com Bottinelli isolando a bola após receber rebote de frente para o crime. Mais Bottinelli no ataque, aos 37 minutos, e mais um chute torto, sem direção. Aos 43 minutos, William Henrique recebeu na cara do gol, tocou na saída de Vanderlei e mandou para fora. Por sorte não fez falta aos baianos.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 2 X 1 CORITIBA

Local: Estádio Manoel Barradas, em Salvador (BA)
Data: 12 de outubro de 2013, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Francisco de Assis Almeida Filho
Assistentes: Clovis Amaral da Silva e Carlos Jorge Titara da Rocha
Cartões amarelos: Kadu e Michel (Vitória); Victor Ferraz, Diogo e Bottinelli (Coritiba)

Gols: VITÓRIA: Marquinhos, aos 12 minutos do primeiro tempo e Dinei, aos 25 minutos do segundo tempo
CORITIBA: Geraldo, aos 46 minutos do primeiro tempo

VITÓRIA: Wilson; Ayrton, Victor Ramos, Kadu e Juan; Michel, Luiz Gustavo (Euller), Cáceres e Renato Cajá (William Henrique); Marquinhos e Dinei (Pedro Oldoni).
Técnico: Ney Franco

CORITIBA: Vanderlei; Victor Ferraz, Leandro Almeida, Chico e Diogo; Júnior Urso, Germano (Lincoln), Gil e Robinho (Bottinelli); Geraldo e Julio César (Bill)
Técnico: Péricles Chamusca

Leia tudo sobre: vitóriacoritibaBrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas