Portuguesa promete ser ofensiva na partida contra o Atlético-PR em Curitiba

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Guto Ferreira diz que time precisa repetir atuações contra Corinthians, Santos e Internacional

Após ser derrotado em casa pelo Goiás na última quinta-feira, o técnico da Portuguesa, Guto Ferreira promete que sua equipe será ofensiva para o duelo diante do Atlético-PR, neste domingo em Curitiba. Na visão do comandante, esta postura foi decisiva para o sucesso da Lusa nos clássicos que disputou, diante de Corinthians e Santos, além da partida contra o Internacional, vencida em solo gaúcho pelo placar de 1 a 0.

Veja a classificação, tabela de jogos, notícias e artilharia do Campeonato Brasileiro

Pregando o discurso da inevitável instabilidade, Guto Ferreira declarou que em nenhum momento ficou empolgado com a sequência vitoriosa trilhada pela equipe do Canindé. Além do mais, fez questão de ressaltar o fato de que o Furacão tem um dia a mais para se preparar, visto que o último compromisso da Lusa aconteceu quinta-feira, um dia depois do clube paranaense entrar em campo pela rodada passada. Na visão do treinador, este pouco espaço de preparação contribui visivelmente para a queda de rendimento de seus atletas.

Sem atletas suspensos, os desfalques continuam sendo os lesionados Diego Viana, Diogo, Henrique, Romão e Washington. Neste contexto, é provável que a Portuguesa entre em campo no Paraná com a mesma formação que enfrentou o Goiás: Lauro; Luís Ricardo, Moisés Moura, Valdomiro e Rogério; Corrêa, Bruno Henrique, Moisés e Souza; Bérgson e Gilberto.

Com 34 pontos, a equipe paulista ocupa a 13ª posição na Série A e serve de exemplo para mostrar o tamanho equilíbrio do campeonato. A diferença de pontos entre os lusitanos e o Vasco, primeira equipe dentro da zona do rebaixamento, é de apenas dois pontos. Por outro lado, sua distância até o Atlético-MG, quinto colocado, é de cinco pontos.

Natural de Piracicaba, Augusto Sérgio Ferreira, de 48 anos, é o grande responsável pela reabilitação da Portuguesa na elite nacional. O técnico, que soma boas passagens por Mogi Mirim e Ponte Preta, possui oito vitórias, cinco empates e sete derrotas no comando rubro-verde.

Leia tudo sobre: Portuguesabrasileirãoigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas