Internacional aposta em Caxias do Sul, onde tem quase 90% de aproveitamento

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Equipe colorada voltou a usar o Estádio Centenário no Brasileirão após desempenho ruim em Novo Hamburgo. Em 15 jogos na Serra Gaúcha no ano, o time perdeu apenas uma vez

Após o duelo desta quinta-feira diante do Flamengo, no Rio de Janeiro, o Internacional já começa a pensar no jogo da próxima rodada do Campeonato Brasileiro, contra o lanterna Náutico. E as perspectivas coloradas são ótimas, já que, além de enfrentar o pior time do Brasileirão, o retrospecto da equipe nesta temporada dentro do Estádio Centenário, em Caxias do Sul, é excelente.

E mais: Inter desmente Federação Gaúcha e diz querer Gre-Nal em Caxias

Como o Beira-Rio está em fase final de obras para a Copa do Mundo de 2014, o Inter se viu obrigado a encontrar uma casa nova para mandar suas partidas do Gauchão, Copa do Brasil e Brasileiro. O time se instalou em Caxias no começo do ano, mudou-se para Novo Hamburgo, no Estádio do Vale, mas os resultados ruins fizeram com que a equipe voltasse a atuar na Serra Gaúcha, no Centenário.

Futura Press
Na volta a Caxias do Sul, o Inter reencontrou o caminho das vitórias: 1 a 0 sobre o Fluminense

No final de semana passado, no retorno à Caxias do Sul, o Inter venceu o Fluminense e alcançou a sua 13ª vitória nos 15 jogos que disputou no local desde o começo do ano. No Centenário, o time perdeu apenas uma vez na temporada, com outro empate registrado. Dos 45 pontos possíveis, a equipe colorada fez 40, o equivalente a 88,9% dos total.

Inter é o 7º colocado. Confira a classificação e os próximos jogos do Brasileirão

Já em Novo Hamburgo, a performance foi bem diferente. Foram 11 partidas que o Inter mandou no Estádio do Vale, com apenas três vitórias, cinco empates e três derrotas. Do total de 33 pontos disputados, o time gaúcho conquistou somente 14, um aproveitamento baixo e de apenas 42,4% dos pontos.

A mudança de Novo Hamburgo para Caxias foi um pedido do até então técnico Dunga, já demitido do comando do clube. "A diferença maior é o gramado. Para a equipe que precisa propor o jogo, o Centenário te dá mais equilíbrio, pois é mais sólido, mais firme. O campo de Novo Hamburgo, até comentei com os jogadores se estavam usando chuteira adequada e eles me disseram que estavam usando a de chuva. Mesmo assim, eles continuavam escorregando", falou o treinador.

Confira o restrospecto do Inter em 2013 nas duas cidades:

CAXIAS DO SUL - Estádio Centenário
15 jogos, 13 vitórias, 1 derrota e 1 empate

Gauchão
Internacional 2 x 0 Caxias
Internacional 2 x 1 Grêmio
Internacional 2 x 0 Esportivo
Internacional 2 x 0 Esportivo
Internacional 4 x 1 Juventude
Internacional 2 x 1 Lajeadense
Internacional 1 x 0 Veranópolis
Internacional 0 x 0 Juventude

Copa do Brasil
Internacional 2 x 0 Santa Cruz-PE
Internacional 3 x 1 América-MG

Brasileirão
Internacional 2 x 0 Criciúma
Internacional 1 x 2 Bahia
Internacional 5 x 3 Vasco
Internacional 1 x 0 Flamengo
Internacional 1 x 0 Fluminense

NOVO HAMBURGO - Estádio do Vale
11 jogos,  3 vitórias, 3 derrotas e 5 empates

Gauchão
Internacional 2 x 1 São Luiz

Copa do Brasil
Internacional 3 x 0 Salgueiro-PE
Internacional 1 x 1 Atlético-PR

Brasileirão
Internacional 2 x 2 Atlético-PR
Internacional 0 x 0 Atlético-MG
Internacional 3 x 3 Goiás
Internacional 1 x 0 Corinthians
Internacional 1 x 2 Santos
Internacional 2 x 2 Vitória
Internacional 0 x 1 Portuguesa
Internacional 1 x 2 Cruzeiro

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas