William esquece tabela e Jorginho pede a Ponte jogando como 'time médio'

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Treinador considera que sua equipe fez uma partida abaixo do que vinha apresentando

A Ponte conquistou uma importante vitória por 2 a 0 sobre o Atlético-MG, na noite desta quarta-feira. Entretanto, todos os adversários diretos na briga contra o rebaixamento também venceram e mantiveram a vantagem na tabela de classificação. Para o artilheiro William, a Macaca deve ignorar o fato e pensar apenas no próximo jogo, contra o Santos.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

"O que o Jorginho falou no vestiário sobre a Ponte fazer um resultado maravilhoso como esse e a rodada não favorecer é que não temos que olhar a tabela. Temos que pensar jogo a jogo. Ainda vamos enfrentar adversários diretos e eles vão jogar entre si. Muita gente já nos coloca na segunda divisão, mas nós ainda acreditamos. Sabemos que é difícil, mas vamos fazer de tudo", garante o atacante.

Divulgação
Jorginho, técnico da Ponte Preta

Jorginho considera que a Ponte fez uma partida abaixo do que vinha apresentando. Para o treinador, porém, é mais importante pontuar jogando mal do que tropeçar fazendo boas atuações - situação que traumatiza os jogadores.

"Isso é o futebol. Muitas vezes não conseguimos ter uma atuação do jeito que a gente esperava e venceu o jogo. Contra o Náutico, fomos bem e aconteceu tudo aquilo ", analisa. "Isso fica na memória do atleta, que fica preocupado em não tomar o gol e perde a chance de ampliar. Foi o que aconteceu hoje. Diante das circunstâncias, os três pontos são bem-vindos", completa.

Por conta disso, o treinador acredita que a Macaca atue melhor quando acuada por adversários de maior expressão. Esta, portanto, seria a maneira ideal jogar nas 11 rodadas que restam no Brasileirão.

"Muitas vezes queremos jogar como time grande, mas não somos um time grande. Temos que saber nossa realidade: somos um time de médio porte e temos que jogar como um time de médio porte, em cima do erro do adversário e por uma ou duas bolas. Nossa equipe cresce muito quando joga se defendendo, então acredito que ainda tiraremos pontos contra grandes equipes fora de casa", finaliza.

Leia tudo sobre: Ponte PretaWilliamJorginhoigspbrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas