Técnico conta que já colocou torcedor chato para jogar entre os profissionais

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Caso aconteceu no West Ham, da Inglaterra, em 1994. Reclamão conseguiu fazer um gol e acabou justificando as críticas ao centroavante titular

AP
Redknapp: impaciência e bom humor

O técnico Harry Redknapp, que atualmente comanda o Queens Park Rangers, da Inglaterra, acaba de lançar um livro autobiográfico. Entre tantas histórias, na obra ele relembra o dia em que um torcedor do West Ham o deixou tão irritado com gritos e reclamações que foi colocado para jogar entre os profissionais numa partida amistosa. E o tal fã incontrolável marcou um gol.

Veja classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Inglês

“Era 1994, e nós jogaríamos dois amistosos no mesmo dia. Um time foi jogar em Billericay, e eu levei outro grupo para enfrentar meu antigo clube, o Oxford City”, recorda Redknapp. “Desde o começo do jogo, o rapaz na arquibancada próxima ao banco de reservas estava me dando dor no ouvido. Ele não gostava nem um pouco do Lee Chapman, nosso centroavante”.

O torcedor, segundo o técnico, até era bem educado e não proferia ofensas. Mas não parava de reclamar do atacante titular. Foi então que Redknapp o desafiou a entrar em campo e mostrar alguma utilidade. “Coloque o uniforme”, ordenou ele. Inicialmente, o torcedor achou que fosse brincadeira, mas depois percebeu que era sério. E lá foi ele comandar o ataque do West Ham na segunda etapa.

Como a partida era amistosa, Redknapp conta que não teve maiores problemas para liberar a entrada do novato. O quarto árbitro chegou a questioná-lo, mas acabou convencido. “Esse é o Tittishev, da Bulgária. Você não o viu na Copa do Mundo?”, disse o treinador.

Redknapp recorda que o tal fã entrou em campo, marcou um gol e após o jogo ganhou uma camisa autografada por todo o time. “Depois do gol, ele deu a volta no campo como se tivesse ganhado a Copa do Mundo. E, no final das contas, ele estava certo. Ao menos naquela noite ele foi melhor que o Lee Chapman”.

Leia tudo sobre: inglaterrafutebol mundialqueens park rangerswet ham

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas