'Sorte invertida' anima Dorival, mas recuo excessivo preocupa treinador do Vasco

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

O sufoco causado pelo Fluminense, no entanto, serviu de teste de fogo para uma defesa tão criticada como a do time cruzmaltino

A vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense na Ressacada não foi suficiente para tirar o Vasco da Gama da zona de rebaixamento, mas ao menos revigorou o ânimo do clube para tentar se manter na elite. Além de bater um rival clássico e direto na briga contra a degola, o Gigante da Colina chegou ao quarto jogo de invencibilidade, mesmo sem ter apresentado bom futebol.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Brasileirão

"Antes nós dominávamos, controlávamos a posse de bola e não conseguíamos vencer. Hoje (quarta-feira) prevalecemos no placar, mas não conseguimos manter a bola. Quando essa sorte inverte dá um animo, principalmente em uma rodada em que todos os rivais ganharam (Ponte Preta, Criciúma, São Paulo e Bahia).Nãao foi um bom jogo, mas produzimos um bom resultado diante de uma grande equipe", valorizou Dorival Júnior.

Petra Mafalda/Mafalda Press/Gazeta Press
Cris comemora gol da vitória do Vasco no clássico

Apesar da empolgação pelo fim do suposto azar vascaíno, o técnico não quer saber de passar mais sustos como os enfrentados em Florianópolis. O comandante cruzmaltino reclamou do recuo excessivo da equipe após Cris anotar o único gol do confronto: "Se você entra totalmente na zaga, trás o adversário para cima. A verdade é que a gente tinha que trabalhar a bola, mas no ímpeto de defender bem a gente passou por isso".

O sufoco causado pelo Fluminense, no entanto, serviu de teste de fogo para uma defesa tão criticada como a do Vasco. Além de Cris, que ocupou o posto de capitão e ainda balançou as redes, o jovem Jomar teve grande atuação ao anular Rafael Sobis. Mas o garoto também causará problemas, já que recebeu o terceiro cartão amarelo e não enfrenta o Criciúma no Heriberto Hulse às 16 horas (de Brasília) de domingo.

"Eu não tenho nada definido em relação a quem entra na zaga. O Rafael Vaz e o Renato Silva vêm trabalhando muito bem e muito forte. O crescimento é claro. O Cris melhorou e fez com que o Jomar também melhorasse. Somos uma das defesas mais vazadas (3ª pior com2 gols sofridos) , mas o saldo não pode ser jogado em cima deles apenas. Alguma coisa vem deixando de acontecer e estamos corrigindo", ressaltou o técnico, sobre a participação do restante do time na marcação.

Leia tudo sobre: vascobrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas