Martelotte desaprova atuação do Náutico: 'O pior dos últimos jogos'

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Com erros pontuais no sistema defensivo, o time pernambucano não ofereceu resistência ao Botafogo, que ainda teve chances de ampliar a vantagem

Matheus Britto/AImagem/Futura Press
Seedorf encara marcação do Náutico em ataque do Botafogo

Mesmo distante de uma improvável permanência na Série A do Campeonato Brasileiro, o Náutico vinha apresentando um bom desempenho nos últimos jogos, conquistando pontos que antes pareciam inalcançáveis. Nesta quarta-feira, porém, o Timbu recebeu o Botafogo na Arena Pernambuco e não conseguiu ter o mesmo desempenho, sendo derrotado por 3 a 1.

Para o treinador Marcelo Martelotte não foi apenas o resultado que desagradou, pois a atuação alvirrubra também ficou abaixo da média. "Esse foi o pior dos últimos jogos. Em nenhum momento fomos superiores ao Botafogo. Em termos de aproveitamento, e tanto em passes como em finalizações, fomos muito mal e acabamos dominados o jogo inteiro", analisou o comandante.

Botafogo afasta má fase e vence o Náutico na Arena Pernambuco

Sem ter o que perder no Campeonato Brasileiro, o Náutico abriu o placar logo aos oito minutos do primeiro tempo, com Maikon Leite, mas a virada do Botafogo saiu ainda antes do intervalo. Com erros pontuais no sistema defensivo, o time pernambucano não ofereceu resistência ao time carioca, que ainda teve chances de ampliar a vantagem.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Brasileirão

Entre os jogadores, no entanto, o discurso foi mais ameno. Com 17 pontos conquistados em 27 jogos, o Alvirrubro não deve permanecer na primeira divisão, mas os atletas do Náutico preferiram adotar uma fala otimista e esquecer a atuação ruim desta quarta-feira, diante do Botafogo. "Eu acredito, não sei meus companheiros. O negócio é ter mais atenção, só isso", alertou o lateral Bruno Collaço.

Leia tudo sobre: NáuticoBrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas