Cariocas saíram perdendo, mas reagiram para bater o lanterna do Campeonato Brasileiro por 3 a 1 fora de casa

Seedorf encara marcação do Náutico
Matheus Britto/AImagem/Futura Press
Seedorf encara marcação do Náutico

O Náutico ainda sonhava com a permanência na Série A do Campeonato Brasileiro, mas tinha pela frente um adversário que precisava se recuperar a qualquer custo para seguir na briga pelo título da competição. Com esse pensamento, o Botafogo chegou a levar um susto do lanterna no início de jogo, mas se recuperou na sequência e garantiu a vitória, por 3 a 1, na Arena Pernambuco.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Brasileirão

Disposto a aprontar mais uma vez no Campeonato Brasileiro, o Náutico abriu o placar aos oito minutos do primeiro tempo, mas o Botafogo não demorou a mostrar poder de reação. Rafael Marques igualou o marcador aos 25 da etapa inicial, enquanto o holandês Seedorf, com um golaço, virou o jogo antes mesmo do intervalo. Nos acréscimos do segundo tempo, Gegê fez o terceiro.

Confira fotos dos jogos da 27ª rodada do Campeonato Brasileiro:


Com a vitória em Pernambuco, o Botafogo recupera a terceira posição, ficando com 46 pontos - treze a menos do que o líder Cruzeiro. O Náutico, por sua vez, cada vez mais perto do rebaixamento, estaciona nos 17 pontos, amargando a lanterna da competição.

Depois de perder em casa, o Náutico tem mais um compromisso complicado na próxima rodada, contra o Inter, no Rio Grande do Sul, neste domingo, às 16 horas (de Brasília). O Botafogo, por sua vez, também não terá vida fácil e encara o Flamengo, às 18h30, no Estádio do Maracanã.

O jogo

A goleada na última rodada diante do Cruzeiro parou uma possível reação milagrosa do Náutico no Campeonato Brasileiro, mas o time pernambucano mostrou uma postura diferente no início de jogo na Arena Pernambuco. Na luta contra o rebaixamento, começou no campo de ataque, assustando o Botafogo, que precisava se recuperar.

O ímpeto ofensivo logo deu resultado. Aos oito minutos do primeiro tempo, Maikon Leite foi lançado por Diego Morales, girou sobre a marcação e arriscou de fora da área. O goleiro, que estava na bola, foi muito mal, e aceitou o primeiro gol do Náutico.

Ainda com o sonho de título, o Botafogo passou a chegar com mais perigo ao ataque, enquanto o Timbu não recuou. Sendo assim, a partida na Arena Pernambuco ficou mais movimentada, com chances claras para os dois lados.

Jogadores do Botafogo comemoram gol sobre o Náutico
Matheus Britto/AImagem/Futura Press
Jogadores do Botafogo comemoram gol sobre o Náutico

Com mais qualidade, o Botafogo foi mais objetivo e soube aproveitar melhor as chances de gol quando chegou com ao gol adversário. Desta forma, aos 25 minutos, Rafael Marques aproveitou a sobra dentro da área, mandou a bomba e estou as redes.

O gol de empate animou a equipe carioca, que seguiu em busca da virada ainda no primeiro tempo. Melhor na partida, o Botafogo conseguiu impedir as chegas perigosas do Náutico, apesar de alguns espaços, se impôs diante do time pernambucano e passou à frente do placar antes do intervalo.

Aos 39 minutos da etapa inicial, Seedorf recebeu belo passe de Edílson, em cobrança de escanteio, dominou com categoria e acertou um lindo chute de fora da área. Era o segundo gol do Botafogo, que voltava a sonhar com título no Campeonato Brasileiro.

Sem nada a perder na competição, o Náutico seguiu no campo de ataque, deixando a partida aberta, mas o segundo tempo não teve o mesmo ritmo da etapa inicial. Desta forma, o Botafogo soube trocar passes com mais tranquilidade, segurar o jogo quando necessário.

Já nos acréscimos do segundo tempo, o garoto Gegê, que entrara ao longo do jogo, foi lançado em profundidade e aumentou a vantagem do Botafogo, Era a vitória do Glorioso, em homenagem ao treinador Oswaldo de Oliveira.

FICHA TÉCNICA
NÁUTICO 1 X 3 BOTAFOGO

Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE)
Data: 9 de outubro de 2013 (Quarta-feira)
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Marcos André Gomes da Penha (ES)
Assistentes: Luiz Carlos Bezerra (RN) e Braney Machado (PB)
Gols:
NÁUTICO: Maikon Leite, aos oito minutos do primeiro tempo
BOTAFOGO: Rafael Marques, aos 25, e Seedorf, aos 39 minutos do primeiro tempo; e Gegê, aos 45 minutos do segundo tempo

NÁUTICO: Ricardo Berna, Maranhão, João Filipe, William Alves e Bruno Collaço; Martinez, Elicarlos, Derley (Marcus Winícius) e Morales (Jones Carioca); Maikon Leite e Hugo (Olivera)
Técnico: Marcelo Martelotte

BOTAFOGO: Renan, Edilson, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Renato, Seedorf, Hyuri e Rafael Marques; Elias
Técnico: Luiz Alberto (interino)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.