Técnico Cuca mudou jogador de posição após contusão do meia e, apesar de menos decisivo, já possui maior participação nas partidas

Quando foi anunciada a contusão que deixará Ronaldinho Gaúcho fora dos gramados por três meses, muito se perguntou quem seria o substituto do meia no Atlético-MG . Quatro partidas depois, o técnico Cuca já tem seu eleito: Diego Tardelli. Atacante de origem, o jogador foi transformado em “camisa 10” e assumiu a responsabilidade pela criação.

Acha que Diego Tardelli é o substituto ideal de Ronaldinho no Atlético-MG? Comente

Ronaldinho sofreu uma ruptura no músculo adutor da coxa esquerda e deve desfalcar o Atlético-MG pelo menos até o Mundial de Clubes, que será realizado em dezembro no Marrocos. Há a expectativa para um possível retorno, mas este cenário ainda é muito incerto.

Enquanto isso, Cuca tem que se virar para preparar o time e, apesar de falar em título, usa o Brasileirão como “treino de luxo”. Acostumado a jogar pelas pontas, Tardelli foi recuado e centralizado nos jogos contra Criciúma, Santos, Ponte Preta e Corinthians. E alguns números do atleta já são melhores do que os registrados pelo camisa 10 original na vitoriosa campanha atleticana na Libertadores deste ano.

Diego Tardelli vem atuando mais recuado, com função de armar time do Atlético-MG
Felipe Oliveira/ Agif/Gazeta Press
Diego Tardelli vem atuando mais recuado, com função de armar time do Atlético-MG

Na competição continental, por exemplo, Ronaldinho deu média de 27,8 passes certos nas 14 partidas disputadas, segundo dados da Footstats . Tardelli, em quatro, registrou 30,4. A pontaria do atacante também está melhor: 1,25 chute no alvo contra 0,85 do meia. O mesmo vale para a participação defensiva: nos desarmes, placar de 1,25 a 0,78.

Ele cria muitas alternativas de um lado, do outro. É ruim para o volante marcar um jogador assim. Volante gosta do meia que fica mais estático”, elogiou o treinador.

“Hoje eu vejo um Tardelli mais versátil, atuando em várias posições. Era um camisa 9, o homem gol e agora o Cuca me dá a liberdade para fazer várias funções”, disse o próprio jogador.

Por outro lado, o camisa 10 original ainda é mais decisivo. Ronaldinho deu oito assistências e marcou quatro gols na Libertadores. Tardelli, porém, ainda não balançou as redes na nova função e deu somente um passe para gol.

“Sinto falta dos gols, já que antes fazia em quase todos os jogos. Deixei de fazer tantos, mas está tudo a mesma coisa”, afirmou o atacante.

Tardelli terá nova oportunidade como substituto de Ronaldinho nesta quarta-feira, quando o Atlético-MG enfrenta a Ponte Preta fora de casa. Como vem acontecendo, Luan deverá entrar no lugar antes ocupado pelo camisa 9.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.