Marcelo Oliveira critica acomodação do Cruzeiro após gol, mas exalta reação

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Técnico apontou erros de passe e marcação da equipe e cobrou "espírito decisivo"

Washington Alves/VIPCOMM
Marcelo Oliveira disse que Cruzeiro fez início amistoso contra o Náutico

Após abrir o placar na Arena Pernambuco, o Cruzeiro tomou um susto e acabou cedendo o empate para o Náutico. Na volta do intervalo, no entanto, o líder do Campeonato Brasileiro mostrou outra postura, dominou o adversário e conquistou vitória arrasadora por 4 a 1. Satisfeito com o que viu, o técnico Marcelo Oliveira elogiou seus comandados, mas alertou para o "apagão" da primeira etapa não voltar a acontecer.

Deixe o seu recado e comente com os outros leitores

"Nós começamos o jogo muito bem, com domínio absoluto, mas fizemos o gol e acomodamos. Foram muito erros de passe e de marcação, tratamos o jogo como um amistoso e não como uma partida decisiva. Acertamos isso no intervalo, mudamos a postura e nos acertamos em campo. A vitória veio de forma natural. O time mostrou preparo físico, poder de reação e um banco que corresponde quando acionado", afirmou o comandante. 

Confira a tabela de classificação do Brasileirão

Apesar de acreditar que o mau desempenho de sua equipe colaborou para o empate no intervalo, Marcelo Oliveira exaltou a exibição dos donos da casa. Segundo ele, o Náutico pode até mesmo seguir na primeira divisão caso mantenha o padrão de jogo mostrado neste domingo. Os pernambucanos ocupam a lanterna do brasileirão com 17 pontos, 13 abaixo do primeiro time fora da zona da degola.

"A vitória do Cruzeiro foi muito valorizada pelo que apresentou o Náutico, principalmente no primeiro tempo. No segundo, o Cruzeiro melhorou sua postura, diminuiu espaços na marcação, atacou mais e saiu com a vitória. É um novo Náutico, eles estão de parabéns. Torço para que o time vá bem e, quem sabe, até mesmo escape do rebaixamento", analisou.

Oliveira comemora campanha fora de casa e fala em doze “jogos do ano”

Muito da campanha impecável que o Cruzeiro faz no Campeonato Brasileiro é fruto do bom desempenho da equipe longe de Minas Gerais. Na vitória sobre o Náutico, o time chegou à sétima vitória em 13 jogos como visitante. Para o técnico Marcelo Oliveira, isso não acontece por acaso.

Aldo Carneiro Costa/Gazeta Press
Everton Ribeiro comemora vitória por 4 a 1 do Cruzeiro contra o Náutico na Arena Pernambuco

"Essa era uma cobrança lá atrás, quando ainda estávamos no meio do primeiro turno. Para ser campeão, é fundamental que um time tenha aproveitamento acima de 50% jogando fora de casa. O Cruzeiro joga de forma inteligente e intensa em todos os jogos, não abre mão da marcação e ataca bem", analisa.

Na próxima semana, a Raposa tem pela frente o ameaçado São Paulo e o rival Atlético-MG. Apesar da importância dos jogos para seguir com ampla vantagem sobre os concorrentes pelo título, Marcelo Oliveira garante que pensa jogo a jogo. Segundo o comandante celeste, toda a partida daqui para frente deve ser tratada como decisão.

"Não dá pra ficar pensando muito na sequência, nem ficar preocupado. Todas as equipes vão se enfrentar. Lá atrás falaram que teríamos uma sequência mais difícil que o Botafogo, mas passamos bem. Temos que estar mais unidos, mais fortes e imprimindo esse jogo forte que fizemos hoje. Faltam 12 jogos, são todos extremamente importantes. Vamos fazer do próximo o jogo do ano para nós", afirma.

Apesar dos 11 pontos de vantagem para o segundo colocado Grêmio, Oliveira evita dizer que o Cruzeiro está mais próximo do título. "Historicamente, o futebol já pregou muitas peças. Equipes que estavam muito na frente se descuidaram, entraram na zona de conforto e perderam. Nunca é demais reforçar essa atenção, melhorar, vibrar mais e chegar na reta final com tranquilidade", concluiu.

Leia tudo sobre: CruzeiroMarcelo OliveiraBrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas