Após deixar a zona de rebaixamento, Vasco diz que não crê em matemática

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

"Não tem como fazermos uma projeção neste momento, com todo respeito aos números", afirmou o meia Marlone após a vitória sobre o Internacional

Divulgação
Marlone quer primeiro se afastar da zona da degola

A vitória por 3 a 1 contra o Internacional, na noite da última quinta-feira, fez do Vasco respirar um pouco mais tranquilo no Brasileirão. A equipe deixou a zona de rebaixamento e empurrou o São Paulo para a degola. No entanto, os jogadores preferem não fazer projeções, já que a diferença é apenas de um ponto para o clube paulista.

Deixe o seu recado e comente com os outros leitores

"Não tem como fazermos uma projeção neste momento, com todo respeito aos números. Falo isso porque o Campeonato Brasileiro está apresentando várias equipes com desempenho irregular e uma sequência positiva pode levar um time lá para cima, enquanto que uma série de maus resultados derruba qualquer um. Temos é que seguir a linha de pensar jogo a jogo, somar ponto por ponto, pois assim tenho a convicção de que vamos conseguir os nossos objetivos na competição", afirmou o meia Marlone.

Confira a tabela de classificação do Brasileirão

O mesmo discurso cauteloso foi adotado pelo experiente zagueiro Cris. "O Vasco está focado sempre no próximo jogo e não se desespera com a posição na tabela de classificação e muito menos fica eufórico com um bom resultado. Não estamos projetando pontuação, mas pensando sempre em conquistar os três pontos que estão por ser disputados. Contra o Internacional jogamos com simplicidade e raça e ganhamos a partida. Assim que devemos nos comportar sempre", completou o defensor.

Se a ordem é pensar no próximo jogo, o foco no Vasco agora é o clássico contra o Flamengo, domingo, às 16h (de Brasília), em Brasília (DF), pela 26ª rodada. Para a partida o técnico Dorival Júnior perdeu o meia Dakson, com uma lesão na coxa direita. Assim, Willie deve ser escalado. 

Desta maneira, o Vasco deverá ir a campo com: Diogo Silva; Fágner, Jomar, Cris e Yotún; Fillipe Soutto, Pedro Ken, Juninho Pernambucano e Marlone; Willie e André.

Leia tudo sobre: VascoBrasileirãoMarloneCris

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas