Vasco ‘esquece’ punição, vence Inter e joga São Paulo para a degola

Por Gazeta | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Punido com mando de campo pelo STJD, time carioca foi a Macaé e conseguiu resultado que dá alívio na tabela e joga paulistas para o rebaixamento

Marcelo Sadio/vasco.com.br
O atacante Andre comemora seu gol diante do Inter, o segundo da vitória do Vasco

Depois de seis partidas sem vitória no Campeonato Brasileiro, o Vasco quebrou o jejum, ao derrotar o Internacional por 3 a 1, em jogo disputado, na noite desta quinta-feira, no Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé. A vitória fez a equipe de São Januário chegar aos 28 pontos, subir para a 16ª posição e sair da zona de rebaixamento. O Inter sofreu a quarta derrota seguida na competição, segue com 34 pontos e caiu para a décima colocação.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

O resultado aliviou a situação do técnico Dorival Júnior que estava ameaçado de perder o emprego, mas pode ter complicado a posição de Dunga, muito contestado pela torcida do Inter, em função da queda de produção da equipe. E o Inter repetiu a má atuação de outras partidas, cometendo muitos erros defensivos e falhando na finalização.

Confira fotos dos jogos pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro:

Sozinho, Alex faz o domínio da bola pelo Coritiba. Foto: JOKA MADRUGA/FUTURA PRESSPedro Ken tenta recuperar a bola para o Vasco, que bateu o Internacional por 3 a 1 em Macaé. Foto: Celso Avila/Futura PressWallace e André Santos comemoram gol do Flamengo. Foto: Giuliano Gomes/Gazeta PressJô marcou duas vezes na goleada diante da Ponte Preta. Foto: Yuri Edmundo/Gazeta PressJadson domina a bola pelo São Paulo marcado de perto por Alison, volante do Santos. Foto: Lucas Baptista/Futura PressThiago Ribeiro é cumprimentado pelo técnico Claudinei Oliveira após marcar gol do Santos. Foto: Lucas Baptista/Futura PressAmeaçado por Guerrero, Titi chuta a bola para frente e afasta perigo da zaga do Bahia. Foto: Fernando Dantas/Gazeta PressGuerrero comemora primeiro gol do Corinthians em Mogi Mirim. Foto: Fernando Dantas/Gazeta PressCleber sobe de cabeça para marcar gol em sua estreia no Corinthians. Foto: Miguel Schincariol/Gazeta PressJogadores do Vitória comemoram o gol de Escudero. Foto: Edson Ruiz/Gazeta PressJogadores do Goiás comemoram gol de Pedro Henrique . Foto: Edson Ruiz/Gazeta PressJuan encara a marcação do zagueiro Rodrigo em ataque do Vitória. Foto: Edson Ruiz/Gazeta PressSeedorf se antecipa e faz o domínio pelo Botafogo. Foto: Dhavid Normando/Futura PressRafael Sobis domina a bola observado por Bolivar. Foto: Nelson Perez/Fluminense. F.CBiro Biro comemora gol do Fluminense no clássico do Maracanã. Foto: Nelson Perez/Fluminense.F.CJean, do Fluminense, e Bolivar, do Botafogo, disputam lance no Maracanã. Foto: Nelson Perez/Fluminense FCRiveros aparece na cara do gol de Weverton em ataque do Grêmio. Foto: Dudu Contursi/Futura PressSouza, do Grêmio, e Delatorre, do Atlético-PR, disputam a bola. Foto: Gustavo Granata/ Agif/Gazeta PressBorges sai para comemorar após marcar gol do Cruzeiro. Foto: João Godinho/O Tempo/ Futura PressBruno Henrique escapa do carrinho e conduz a bola pela Portuguesa. Foto: Yuri Edmundo/Gazeta PressHugo marcou o primeiro gol do Náutico em Campinas. Foto: Rodrigo Villalba/Futura PressMaikon Leite é cumnprimentado após gol da vitória sobre a Ponte Preta. Foto: Rodrigo Villalba/Futura Press

A partida foi disputada em Macaé em função de os cariocas estarem cumprindo punição imposta pelo STJD por causa da briga de torcidas, no confronto diante do Corinthians, no Mané Garrincha, no Distrito Federal. Na próxima rodada, o Vasco enfrentará o Flamengo, no Mané Garrincha. O Internacional vai receber o Fluminense, no Centenário.

O jogo

Mesmo fora de casa, o Inter começou a partida no ataque. E antes do primeiro minuto, criou a primeira dificuldade para a defesa vascaína. Gabriel cruzou para a entrada de Caio, mas o zagueiro Jomar se antecipou e mandou para escanteio. Em situação difícil na tabela, as duas equipes iniciaram a partida buscando o ataque, o que tornou a partida muito movimentada.Aos cinco minutos, Kleber tabelou com Jorge Henrique e cruzou para a penetração de Caio, mas o goleiro Diogo Silva saiu com precisão e interceptou o lançamento.

Aos sete minutos, o goleiro do Vasco quase se complicou. Ao tentar rebater a bola, ele chutou em cima de Caio, mas a zaga conseguiu evitar a conclusão do atacante. No seu primeiro ataque organizado, aos nove minutos,o Vasco conseguiu a marcação do primeiro gol. Juninho Pernambucano lançou Marlone que cruzou para a penetração de Edmílson. O atacante cruz-maltino se antecipou ao zagueiro Índio e tocou para colocar nas redes de Muriel.

Ao sofrer o gol, a equipe gaúcha se desorientou no gramado e passou alguns minutos cometendo muitos erros, principalmente no ataque. Aos 18 minutos, D'Alessandro fez bom passe para Kleber que cruzou para Jorge Henrique desviar, de cabeça, para empatar a partida.

A igualdade motivou o Inter que, no minuto seguinte, criou uma boa chance para desempatar. Caio invadiu a grande área e bateu cruzado com grande perigo. No minuto seguinte, o atacante colorado voltou a aparecer ao cabecear cruzamento de D'Alessandro, mas a bola saiu. O Inter teve mais uma chance quando Jorge Henrique arriscou da intermediária e Diogo Silva fez grande defesa. O Inter passou a controlar as ações e o Vasco não conseguia mais se acertar em campo.

Aos 27 minutos, o meia Dakson que havia sido atingido por Willians, foi obrigado a deixar a partida e o técnico Dorival Júnior optou por colocar o atacante André em campo, alterando o esquema do time carioca que passou a atuar com três atacantes. Aos 34 minutos, o lateral Yotún cruzou para André, na grande área, mas o atacante não conseguiu dominar a bola que acabou nas mãos do goleiro Muriel.

O lance animou a equipe de São Januário que intensificou as ações ofensivas, buscando o gol de desempate. Aos 37 minutos, Muriel fez boa defesa em cobrança de falta executada por Juninho. E, no lance seguinte, Fagner cruzou para a cabeçada de André, mas cabeceia para fora.

Aos 39 minutos, o volante Willians errou a saída de bola e Pedro Ken colocou André em condições de marcar, mas o zagueiro Juan, de carrinho, salvou sua equipe e mandou a bola para escanteio. Aos 42 minutos, o Inter voltou a falhar na troca de passes nas imediações da sua área e o Vasco acabou aproveitando para desempatar. Ygor errou e a bola ficou com Marlone que serviu André e o atacante não perdoou, colocando a bola nas redes gaúchas.

O Internacional voltou para o segundo tempo com Forlán no lugar de Otávio. E a partida recomeçou em ritmo lento, com as duas equipes encontrando muita dificuldade para penetrar na campo de defesa do adversário.

O primeiro lance de perigo aconteceu aos oito minutos. Forlán descobriu Jorge Henrique que bateu, de primeira, Diogo Silva se esticou e desviou para escanteio, evitando o gol de empate. O time dirigido por Dorival Júnior se defendia com segurança e buscava surpreender o Inter. E quase ampliou o marcador aos 14 minutos em chute de André que aproveitou mais um vacilo da defesa colorada, mas a bola passou perto do gol defendido por Muriel. No minuto seguinte foi a vez de Fagner arrancar, iludir a marcação e bater por cima do travessão.

O técnico Dunga decidiu tornar sua equipe mais ofensiva e colocou o atacante Leandro Damião na vaga do volante Ygor. Como o time gaúcho ficou frágil na marcação, Dunga decidiu recompor a defesa e trocou o atacante Caio pelo volante Airton.

No Vasco, Dorival Júnior tirou o desgastado Juninho Pernambucano e colocou o volante Sandro Silva. E a equipe carioca acabou marcando o terceiro gol, aos 29 minutos. O zagueiro Cris deu um chutão, André chegou antes da zaga adversária e tocou, de cabeça, para Willie invadir a área e chutar, sem chances para o goleiro Muriel. Um minuto depois, o Inter desperdiçou mais uma opórtunidade. Leandro Damião fez bom passe para Forlán que concluiu de forma equivocada.

O time carioca recuou para defender o resultado e o Inter partiu para o ataque, mas continuou desperdiçando oportunidades. Como aconteceu aos 42 minutos, quando Leandro Damião fez outro bom lançamento para Forlán e o uruguaio voltou a chutar errado. Nos minutos finais, o Vasco passou a tocar a bola para gastar o tempo e a torcida festejou com gritos de olé, que só foram interrompidos pelo apito final do árbitro.

FICHA TÉCNICA
VASCO 3 X 1 INTERNACIONAL

Local: Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé (RJ)
Data: 3 de outubro de 2013 (Quinta-feira)
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Bruno Boschilla (PR) e Marrubson Freitas (DF)
Cartões Amarelos: André(Vasco);D'Alessandro, Juan(Inter)
Gols:
VASCO:Edmilson, aos nove e André aos 42 minutos do primeiro tempo; Willie aos 29 minutos do segundo tempo
INTER: Jorge Henrique, aos 18 minutos do primeiro tempo

VASCO: Diogo Silva; Fágner, Jomar, Cris e Yotún; Pedro Ken, Fillipe Soutto, Juninho Pernambucano(Sandro Silva) e Dakson(André); Marlone e Edmílson(Willie)
Técnico: Dorival Júnior

INTERNACIONAL: Muriel; Gabriel, Índio, Juan e Kleber; Ygor(Leandro Damião), Willians, Jorge Henrique, D'Alessandro e Otávio(Forlán); Caio(Airton)
Técnico: Dunga

Leia tudo sobre: vascointernacionalbrasileiraosao paulo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas