"Diretoria tem que se manifestar contra palhaçada do STJD", desabafa Valdivia

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Após empate sem gols diante do América-RN no Pacaembu, meia do Palmeiras afirmou que considera a punição do STJD ao clube paulista como injusta

Wagner Carmo/Inovafoto/Gazeta Press
Valdivia tenta passe no empate entre Palmeiras e América-RN no Pacaembu

Ao sair do gramado do Pacaembu , no último jogo do Palmeiras antes de seis jogos fora da capital, Valdivia usou os microfones para cobrar a diretoria mirando no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). O meia exigiu ação contra o que considera algo particular contra o clube, que terá suas duas próximas partidas longe de casa.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"É mais uma palhaçada do STJD", definiu o chileno. "Se é pessoal contra o Palmeiras, a nossa diretora tem que se manifestar. Não é possível: toda vez somos punidos enquanto os outros cometem os mesmos erros e não acontece nada", comentou o camisa 10.

Leia mais: Em despedida do Pacaembu, Palmeiras fica no empate diante do América-RN

Ao ser informado das declarações do meio-campista, José Carlos Brunoro contemporizou. "O jogador tem a sua maneira de se expressar e temos que respeitar, é um país democrático. A diretoria vai tomar uma posição como diretoria, independentemente do que os atletas falam. Vamos olhar essa punição, mas são coisas internas", disse o diretor executivo.

Os dirigentes não se manifestaram publicamente sobre a nova pena - o Verdão já começou a competição com seus quatro primeiros jogos como mandante fora da capital. Porém, armaram uma faixa para o time entrar em campo neste sábado ao destacando que a briga entre membros da Mancha Alviverde e da Torcida Uniformizada do Palmeiras (TUP), em Guaratinguetá, em 27 de julho, gerou a nova pena.

Mas Valdivia, que recebe xingamentos da Mancha Alviverde mesmo após vitória, não quis tocar nesse ponto. "Não vou falar disso, e sim que mais uma vez punidos enquanto vemos que os outros cometem os mesmos erros sem acontecer nada", comentou.

O jogador mais caro do Verdão pareceu ignorar que o Corinthians e o Vasco foram punidos pela briga de seus torcedores em Brasília, na Série A. "Enquanto as outras torcidas brigam no estádio e não acontece nada, quando as nossas brigam as pessoas que punem abrem os olhos", continuou o chileno.

A bronca de Valdivia é em relação à sua punição por ter forçado o terceiro cartão amarelo, enquanto Elias, do Flamengo, não sofreu pena similar. "Teve um jogador que fez o mesmo que eu para levar amarelo e ainda estou esperando que seja punido. Tomara que não, mas, se me puniu, tem que ser justo com todos", continuou criticando o atleta, que, possivelmente, pode pegar novo gancho do STJD pelas declarações.

Leia tudo sobre: valdiviastjdpalmeirasigspsérie b

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas